sábado, 17 de fevereiro de 2007

A verdade sobre a Saúde Cubana - Medicina em Cuba

O sistema de saúde cubano é extremamente deficiente, ao contrário do que pensam e propalam muitos apoiadores do regime liberticida do estado cubano. Para sustentar minha tese, recorrerei a dados de instituições multilaterais internacionais, como OMS e UNESCO, organismos da ONU - Organização das Nações Unidas.



Dados da OMS - Organização Mundial de Saúde

 Investimento por habitante com Saúde em Cuba : US$ 251,00 / habitante (http://www.who.int/countries/cub/en/)

 Investimento por habitante com Saúde no Brasil : US$ 597,00 / habitante (http://www.who.int/countries/bra/en/)


 Investimento por habitante com Saúde nos EUA : US$ 5,700 / habitante

http://www.who.int/countries/usa/en/

Ou seja, o Brasil gasta o dobro por habitante em Saúde que Cuba. E os EUA gastam 10 vezes mais que o Brasil, e 20 vezes mais por habitante que Cuba.

Gasto em Saúde como proporção do PIB

http://www3.who.int/whosis/country/compare.cfm?country=BRA&indicator=TotEOHPctOfGDP&language=english

EUA - 15,2%

Canadá - 9,9%

Argentina - 8.9%

Brasil - 7.,6%

Cuba fica atrás de El Salvador, Suriname, Uruguay, Argentina, Brasil, Colômbia, Panamá, Haiti e Costa Rica, com 7,3%

Comparação

                Expectativa de Vida         Expectativa de vida ao nascimento

Cuba             80 / 75                                    67,1 / 69,5

Costa Rica     80 /75                                     65,2 / 69,3

Argentina        78 / 71                                   62,7 / 68,1

Chile               81 / 74                                    64,9 / 69,7

Fonte : OMS Cuba http://www.who.int/countries/cub/en/

Costa Rica http://www.who.int/countries/cri/en/

Argentina http://www.who.int/countries/arg/en/

Chile http://www.who.int/countries/chl/en/

Conclusão: Cuba não é o melhor sistema de Saúde da América Latina. Seus indicadores são similares a de muitos outros países da América do Sul. Em outros, como em investimento percapita de saúde, é bem inferior inclusive aos apresentados pelo Brasil.

uba já tinha excelentes indicadores sociais relativos a Saúde antes da Revolução. Então, pergunta-se: por quê usam esses atuais para louvar a revolução?

Cuba exporta quase 30% de sua população para os EUA

Todos os países da América Latina, sobretudo Chile e Argentina, não tiveram mensalão da ex-URSS e mesmo assim tem indicadores de saúde e educação melhores que os cubanos, mesmo com populações que crescem constantemente, ao contrário de Cuba, que "exportou" quase 30% da população para os EUA.

Cuba vive de mesada e de propaganda. Quando acabou a mesada da ex-URSS, acabou o paraíso. Agora vive de mesadinha da Venezuela. País mimado, governado por um mimado filhinho de papai advindo da aristocracia rural cubana - Fidel Castro - e que só produz produtos elitistas e comprados por mega-empresários - charutos HAVANA!

Dados da UNESCO

Costa Rica - expectativa média de vida - 79

(http://www.uis.unesco.org/profiles/EN/EDU/countryProfile_en.aspx?code=1880)

Cuba          - expectativa média de vida - 77

(http://www.uis.unesco.org/profiles/EN/EDU/countryProfile_en.aspx?code=1920)

Fertilidade : Cuba 1,6 filhos/mulher

Costa Rica : 2,6 filhos/mulher

Crianças em idade escolar fora da escola

Cuba - 3%

Costa Rica - ZERO%

Brasil - 3%

Argentina - 1%

(http://www.uis.unesco.org/profiles/EN/EDU/countryProfile_en.aspx?code=320)

Chile - ZERO %



(http://www.uis.unesco.org/profiles/EN/EDU/countryProfile_en.aspx?code=1520)



Desempenho dos alunos cubanos no TIMSS

http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me000061.pdf#search=%22OREALC%20UNESCO%20teste%20alunos%20prim%C3%A1rios%22

Os dados aqui mostram também que a educação cubana é outra falácia. Seus alunos nem ao menos se classificam para provas de avaliação de desempenho aplicados pela ONU. Vergonhoso.

O teste quadri-anual que é feito pela UNESCO chama-se TIMSS, e os alunos cubanos não conseguiram nem classificação para entrar no ranking..

Os campeões nesses rankings são Cingapura, Coréia, República Checa , Japão, Bulgária, Eslovênia, Bélgica (fl.), Áustria, Hungria, Países Baixos, Inglaterra, República Eslovaca, Estados Unidos, Austrália, Alemanha, Canadá, Irlanda, Tailândia, Suécia

Fonte :

http://isc.bc.edu/PDF/t03_download/T03_M_Chap2.pdf

http://isc.bc.edu/timss2003i/intl_reports.html

http://www.timss.org/

Bom, os dados que temos aqui mais uma vez mostram que o sistema de saúde cubano é inferior ao de outros países da América Latina. O que se usa internacionalmente para comprar os países é o gasto como proporção do PIB. Então vamos aos dados:

Do mesmo World Helth Document Report 2006, verificamos no segmento de estatísticas, que pode ser obtido neste link: http://www.who.int/whr/2006/annex/06_annex2_en.pdf , os seguintes percentuais de gasto em Saúde como proporção do PIB:

Gastos totais em Saúde como proporção do PIB   

              1999 2000 2001 2002 2003

Cuba              6,9     7      7,1    7,2    7,3

Costa rica         6      6,3     6,8    7,2   7,3

Argentina         9,1    8,9     9,5    8,6   8,9

Brasil               7 ,8    7,7    7,8    7,7    7,6

Grã-Bretanha   7,2     7,3     7,5    7,7    8

EUA                 13,1   13,3    14    14,7   15,2

Portanto, Cuba investe mais ou menos a mesma coisa que os demais países, como proporção do PIB, em seu sistema de Saúde. Aqui cabe uma pergunta: onde estão os recursos economizados, porque a população não tem nem papel higiênico e é submetida faz 50 anos à livreta de racionamento? Onde é que o socialismo enfia os recursos economizados no sistema de Saúde?

Como Cuba faz para gastar tão pouco em seu sistema de saúde: pagando salários miseráveis para médicos

Além disso, poderíamos aludir as razões pelas quais se gasta tão pouco em Cuba com saúde da população: um médico cubano ganha em torno de US$ 200 dólares por ano. Um inglês em torno de US$ 100 mil dólares! Um americano mais ou menos isso, em início de carreira. Um brasileiro ou argentino em torno de US$ 50 mil dólares / ano.

Os médicos cubanos nunca viram um equipamento de tomografia computadorizado, mas os ingleses, americanos e brasileiros e argentinos tem isso em seus hospitais públicos, como tem coisas prosaicas que são negadas aos cubanos pobres, como aspirinas, analgésicos, anti-bióticos.

Sendo assim, estamos vendo como fica fácil reduzir custos. E se reduziu? Aplicou em que o excedente, porque a população nem papel higiênico tem? Onde está? Será que a fortuna de milhões de dólares do Fidel explica isso?

Além disso, é preciso considerar que Cuba tem uma população estável em torno de 11 milhões de habitantes, sendo os demais países em geral tem populações crescentes. Como se não bastasse, você compara um país como Cuba com 11 milhões de habitantes com os EUA, que tem uma população quase 30 vezes maior, ou com a Inglaterra, com 9 vezes maior. Já que você gosta de cálculos, pegue em números absolutos. Agora, me fale dos indicadores de Saúde da Etipia, de Moçamique, ou da maioria dos páises africanos que foram regimes socialistas até o final da década de 90, sob a influência da ex-URSS. E daí?

Indicadores de expectativa de vida 

Estamos falando de eficiência de sistemas públicos de saúde, que tem peso significativo na economia. Aliás, como proporção do PIB, o gasto de Saúde cubano é similar (em torno de 7%) ao de outros sistemas de saúde da América Latina.

Porém pode ter algumas pistas porque o gasto com saúde é tão baixo em Cuba, compare o salário de um médico cubano (em torno de US$ 250,00/ano) com o salário de um médico em qualquer outro país (em torno de US$ 50 mil/ano). Compare os salários dos trabalhadores em outros países e verifique os salários dos trabalhadores cubanos.

Médicos cubanos ganham três vezes menos que um beneficio do Bolsa Família

Nunca é demais falar que um beneficiário do Bolsa Família brasileiro ganha por mês, só de benefícios estatais, umas três vezes o que ganha um médico cubano. Verifique que você não tem nem aspirina nas farmácias estatais cubanas (reduções de custo?), verifique que não existem anestesias e diversos outros remédios que obrigam os médicos cubanos promover amputações de membros por falta de medicamentos...então...coloque tudo isso na conta e vai ver como é fácil gastar 250 dólares por ano em saúde por habitante. Interessante que os EUA gastam 22 vezes mais por cidadão em Saúde, e Cuba que é "SOCIALISTA". Interessante que o médico cubano ganha US$ 250,00/ano e vive no país onde supostamente não existe exploração do homem pelo homem, e os coitados dos médicos explorados em outros países ganham em média 200 vezes mais.

Ineficiência do sistema cubano de Saúde.

Já verificamos que o gasto por habitante em saúde nos países é proporcional a renda.

Vamos pegar dois países latinos americanos para comparação. Cuba (o mais socialista da AL) e Chile (o mais capitalista da AL).

Muito bem, em termos de indicadores de Saúde, o Chile empata com Cuba na maioria dos indicadores.

Vejamos
Chile : http://www.who.int/countries/chl/en/)

Life expectancy at birth m/f (years): 74.0/81.0

Healthy life expectancy at birth m/f (years, 2002): 64.9/69.7

Child mortality m/f (per 1000): 10/9

Adult mortality m/f (per 1000): 133/66

Total health expenditure per capita (Intl $, 2003): 707

Total health expenditure as % of GDP (2003): 6.1

Cuba : (http://www.who.int/countries/cub/en/)

Total population: 11,269,000

GDP per capita (Intl $, 2004): 3,649

Life expectancy at birth m/f (years): 75.0/80.0

Healthy life expectancy at birth m/f (years, 2002): 67.1/69.5

Child mortality m/f (per 1000): 8/7

Adult mortality m/f (per 1000): 131/85

Total health expenditure per capita (Intl $, 2003): 251

Total health expenditure as % of GDP (2003): 7.3

Agora vejamos a quantidade de profissionais de saúde em cada país:

Cuba (http://www3.who.int/whosis/core/core_select_process.cfm?country=cub&indicators=healthpersonnel&intYear_select=all&language=en)
Chile (http://www3.who.int/whosis/core/core_select_process.cfm?country=chl&indicators=healthpersonnel&intYear_select=all&language=en#)
CubaMédicos (density per 1 000 population)  5.91

Enfermeiros (density per 1 000 population)   7.44

Dentistas (density per 1 000 population) (?)  0.87

Chile

Médicos (density per 1 000 population)  1.09

 Enfermeiros (density per 1 000 population)  0.63

 Dentistas (density per 1 000 population)   0.43

Desses dados concluímos que Cuba precisa de 5,4 mais médicos, 11,8 mais enfermeiros e o dobro de dentistas, para cada grupo de mil habitantes, para obter os mesmos resultados de Saúde que o Chile.

21 comentários:

  1. pretendo fazer faculdade de medicina

    Peço por favor me derem uma dica

    em que lugar é melhor fazer faculdade de medicina?
    ( ) bolivia ( ) cuba
    ///////////////////
    Em Cuba que não é. Lá eles formam enfermeiros e chamam de médicos.
    Se você quer ser médico mesmo, o melhor é no Brasil mesmo.
    E para enfermagem também o Brasil é melhor, não precisa ir para Cuba que não aguenta nem a si mesmo.
    Aliás, eu teria vergonha de ir estudar em Cuba. Um povo morrendo de fome e sem direito a nada obrigado por seu ditador a financiar cursos superiores para estrangeiros ricos. Que vergonha!
    Ir fazer "medicina" em Cuba é explorar os pobres coitados cubanos, mais explorados do que já são por seu ditador.

    ResponderExcluir
  2. Oi Pablo, se vc é brasileiro, então faça no Brasil mesmo.

    Qualquer faculdade de Medicina brasileira é infinitamente melhor ao curso de enfermagem cubano que eles vendem como se fosse de medicina.

    Em Cuba tudo é uma fantasia!!!

    Nem Cuba e nem Bolívia! Brasil!

    ResponderExcluir
  3. infelizmente o autor das falácias usam o gastos com saúde para mostrar sua eficiencia.
    estranhamente nao colocou que a expectativa de vida de cuba é maior que dos eua.
    cuba usa medicina preventiva, o que reduz os gastos futuros com tratamento, coisa que os países "desevolvidos" a medicina é em estágio avançado.
    /////////////////////////////////
    Falácia é você quem fala. O artigo mostra dados e números do descalabro que é o sistema de Saúde cubano, vendido como modelo para o resto do mundo. Felizmente os números estão todos aí para mostrar a verdadeira falácia que é Cuba.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Há Há Há Há...
      O descalabro que é a saúde em Cuba?

      Segundo a própria CIA, Cuba tem a menor mortalidade infantil de todas as Américas. Nem o Canadá tem uma mortalidade infantil menor.

      A organização americana Save the Children colocou em seu ranking que Cuba tem o oitavo melhor atendimento médico infantil de todo o mundo. Os EUA estão em décimo quinto, a Alemanha em décimo.

      A expectativa de vida em Cuba é igual à dos EUA, e isso gastando 20 vezes menos por habitante em saúde.

      Mostrar percentual de gasto para dizer que quem gasta menos é pior é o mesmo que dizer que um carro que gasta menos combustível para percorrer uma mesma distância é pior que o que gasta mais.

      Ainda bem que a direita daqui é bem pouco inteligente assim.

      Excluir
  4. tava fazendo um trabalho sobre o país de Cuba, e fiquei impressionado com essas informações, quem as forneceu para nós nesse site, está de parabéns! só tenho a agradecer, depois passo aqui pra dizer o resultado do trabalho pro professor! :P

    ResponderExcluir
  5. meu amigo de cima ai, vc ja foi em cuba? ou nos eua e muito menos na bolivia neh!!! vou te falar vc nao sabe o que e medicina na cara!! antes de falar de papeis fale na pratica eu conheço todos estes paises cara e sou estudante de medicina na bolivia, cara vou te falar nao e ruim como vc fala nao!! pra ver uma ideia no brasil vc tem contato com paciente no ultimo ano!! e na bolivia desde o primeiro dia vc ja tem!! em cuba tbm!! nos eua tbm so pra vc ter uma ideia entre as mil faculdades melhores do mundo o brasil nao tem nenhuma so pra ter uma noção, e todos os paises que vc falou mal tem!!! saude no brasil e vergonha cara vc nao ve televisão nao e outra gosto muito desses pais, e tenho propostas pra israel fazer uma especialização na melhor do mundo em medicina de guerra!! cai na real vc nao sabe nada de medicina, por acaso vc e medico!! aliaz acho que vc deve ser um desses dentistas ou fisioterapeutas que nao tem capacidade pra fazer medicina ai fica falando mal dos outros!! bom dia
    ///////////////////////////////////////////////////////////////////

    Os números estão aí. Números da OMS - Organização Mundial de Saúde - e da UNESCO, que são organismos internacionais. Este artigo não é conversa mole, são fatos. E acho interessante o Rubson falar que pode ser um "dentista" ou "fisioterapeuta" que não tem capacidade para fazer medicina, sendo que ele mesmo, ao fazer "medicina" na Bolívia, parece que não teve capacidade de fazer no Brasil.

    A Medicina do Brasil é infinitamente superior à de Cuba e à da Bolívia também. Só o fato de os bolivianos e os cubanos colocarem estudante de primeiro ano em contato com paciente é um absurdo! Fazendo pacientes de cobaias humanas. É a mesma coisa que colocar aluno de primeiro ano de Engenharia para contruir prédio: insanidade.

    No Brasil temos respeito pela vida humana, então, um estudante para poder ter contato com paciente precisa estudar bastante, de dedicar bastante. na Bolívia e em Cuba, por exemplo, vemos que não é assim. Enfim, o que o Rubson escreveu só confirma a tese exposta aqui. Obrigada, Rubson.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. RESPEITO? VEJAMOS ISSO COMO UM DOS EXEMPLOS DE RESPEITOS A VIDA HUMANA!

      O número de casos suspeitos de mortes provocadas em pacientes da UTI do Hospital Evangélico, em Curitiba, pode ser maior que os sete casos denunciados pelo Ministério Público do Paraná, segundo afirmou neste domingo (24) em entrevista ao "Fantástico" o auditor do Ministério da Saúde Mario Lobato, coordenador de uma sindicância sobre o caso na unidade. A sindicância identificou ao menos outros 20 casos semelhantes aos citados na denúncia

      "São mais de 20 casos já, e nós temos quase 300 já para fazer o fechamento", disse Lobato. A equipe chefiada por ele analisa mais de 1.700 prontuários de pacientes atendidos desde 2006 na UTI.

      "O depoimento das pessoas que trabalhavam lá dentro confere praticamente, totalmente, com os prontuários que foram analisados", afirmou ao "Fantástico".

      Um dos casos suspeitos citados na reportagem é o da morte de Ivo Spitzner, que morreu aos 67 anos, em 28 de janeiro, quando estava internado na UTI do Hospital Evangélico.

      A morte de Spitzner é uma das sete apontadas na denúncia do Ministério Público (MP) contra a médica Virginia Helena Soares de Souza, que chefiava a UTI, e outros sete profissionais que também trabalhavam na unidade.

      O MP entendeu que, seguindo as orientações de Virgínia, os médicos denunciados prescreviam medicamentos bloqueadores neuromusculares, empregados usualmente para facilitar a ventilação artificial de pacientes que dependem da ajuda de aparelhos para respirar. Este tipo de medicamento, quando usado normalmente, bloqueia a ação dos musculos usados na respiração, o que facilita que o ritmo respiratório seja ditado pelos aparelhos.

      Em seguida, segundo o MP, era rebaixado o nível de oxigênio fornecido pelos aparelhos aos pacientes que estavam dependentes de ventilação mecânica, o que causava a morte por asfixia.

      "Todos eles possuem o mesmo modus operandi, têm a mesma relação entre a droga e o óbito, o horário bate", afirmou Mário Lobato, que é médico cardiopediatra. Lobato diz ainda que alguns pacientes estavam acordados e consienctes momentos antes da morte.

      ... VAMOS DEIXAR DE HIPOCRISIA !

      Excluir
  6. mas... qtos pacientes brasileiros podem ter contato com um médico?

    ResponderExcluir
  7. Gostaria que respeitassem os dentistas e os fisioterapeutas.Tenho uma filha de 18 a estudar no luxembourg na EUROPEAN SCHOOL (diploma reconhecido em toda a Europa) e n quer ser medica mas sim fisioterapeuta.Vou incentiva-la.Vam mais ser um bom fisioterapeuta que um mau medico....Alem disso fala 4 idiomas, n teria qualquer problema, se ela estudasse pelo menos 1 ano em Cuba.

    ResponderExcluir
  8. Gostei dessas informaçoes pois só ouvimos falar que Cuba tem a melhor medicina e nada comprovado e agora sim com numeros podemos ver que estamos bem...e meu amigo ai de cima Rubson que nos perdoe mas nossas faculdades do Brasil sao otimas e estou no sexto ano e tenho contato com meus pacientes desde de o terceiro depois que passamos pelo menos pela anatomia pois de nada adianta vc olhar para o paciente no primeiro ano e nao saber nem onde fica a amigdala (to falando da amigada do cerebro se é que vc sabe onde fica...rs...)bjinhos a todos!

    ResponderExcluir
  9. muito bom vai me ajudar a ganhar um julgamento (de brincadeira)

    ResponderExcluir
  10. Indignado com tanta baleba em apenas artigo!
    amigo, quando se refere a gastos e não a qualidade, esquece o verdadeiro objetivo para o qual as coisas são feitas. Gastança, esbanjamento, isso não demonstra nada, e sim um sistema eficiente e econômico, com intensiva prevenção ao invés de tratamento, isso sim são dados contundentes.
    Vivemos no país do desperdício, e para isso, cuba é um exemplo do que deve ser feito, não digo um governo socialista, que isso é utopismo, mas um bom emprego do dinheiro público. Trabalho de menos e corupção demais, assim um país nunca vai para frente! menos ainda o país do amanhã!

    ResponderExcluir
  11. Estive em Cuba em 2007, a faculdade de Medicina Cubana(ELAM) é uma das melhores do mundo, sem dúvida. Dados de organizações ligadas ao eeuu não devem ser levados em consideração. Os gastos são mínimos, porque o povo não adoece, é uma Medicina preventiva. E nos eeuu é paga e cara, se vc não tem seguro saúde morre sem atendimento.

    ResponderExcluir
  12. Américo, só falta isso mesmo para o socialismo: operar milagres. Se bem que a maioria das pessoas que acredita nessa imbecilidade de socialismo acha mesmo que esse sistema econômico opera milagres.
    Acho que você não entendeu ainda que a ELAM é apenas uma propaganda de marketing do governo cubano, para manter o apoio externo a seu regime genocida e liberticida.
    A população de Cuba sofre diariamente com racionamento de comida, alimentos, crianças são obrigadas a tratar dentes sem anestesia, por que o país está quebrado há anos, mas o regime genocida de Fidel Castro torra alguns bilhões de dólares mantendo estudantes estrangeiros na ELAN. Você acha mesmo que se a população cubana votasse, e escolhesse seus representantes, esse tipo de aberrração continuaria? Você acha certo que o povo cubano, que vive na miséria, tem que pagar escola de medicina para estrageiros?
    Bom, se você acha isso, talvez fosse interessante rever seus conceitos.

    ResponderExcluir
  13. bom medicos e mal medicos tem aqui no brasil....pois brincam de ganhar dinheiro com vida humama...é facil falar que a saude é boa aqui no brasil na net...vai na fila do sus e para ver se é boa...se numeros fosse qualidade a fila do sus seria so risos....

    ResponderExcluir
  14. ... Que confusão... "Diretora da OMS diz a Fidel que admira sistema de saúde cubano"

    http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1357916-5603,00-DIRETORA+DA+OMS+DIZ+A+FIDEL+QUE+ADMIRA+SISTEMA+DE+SAUDE+CUBANO.html

    ResponderExcluir
  15. Diretora da OMS diz a Fidel que admira sistema de saúde cubano
    http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1357916-5603,00-DIRETORA+DA+OMS+DIZ+A+FIDEL+QUE+ADMIRA+SISTEMA+DE+SAUDE+CUBANO.html

    ResponderExcluir
  16. Sistema de saúde brasileiro fica em último lugar em ranking mundial ... leia e tire suas conclusões...

    http://noticias.r7.com/saude/sistema-de-saude-brasileiro-fica-em-ultimo-lugar-em-ranking-mundialnbsp-31082013

    ResponderExcluir
  17. http://nacoesunidas.org/chefe-da-onu-elogia-medicos-de-cuba-e-afirma-que-pais-pode-ensinar-ao-mundo-como-cuidar-da-saude/

    ResponderExcluir
  18. MDS que vergonha alheia disso aqui

    ResponderExcluir

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.