terça-feira, 21 de outubro de 2008

O socialismo petroleiro latino-americano está com os dias contados

A crise nos mercados financeiros - a qual está sendo competentemente enfrentada pelos governos dos Estados Unidos da América e da União Européia - tem pelo menos um aspecto positivo: colocar em xeque o modelo de ditaduras latino-americanas baseadas em populismo-petroleiro.

Socialismo na América Latina

Sim, estou falando de Venezuela, Equador, Bolívia, cujos governos ditatoriais usam as imensas inversões decorrentes da exportação de petróleo para solapar a Democracia. Ao invés de promoverem a Educação e a Saúde em seus países, ditadores como Chavez preferem financiar regimes e ditadores moribundos como o regime de Cuba e sua dinastia dos irmãos Castro (imperadores de Cubam milionários, enquanto o povo cubano amarga a miséria e a degradação, quando não o sentimento de pena do mundo inteiro que não se conforma de ver um povo vivendo como escravo - o cubano médio não passa de um escravo do regime dos imperadores Castro).

Cuba hoje e sempre nunca teve condições de se manter por conta própria. Durante mais de 30 anos posteriores à revulção de Castro recebeu mesada da ex-URSS (que o inferno a tenha), e agora, modernamente, estava sendo financiada pelo povo venezuelano, tendo em vista que Hugo Chavez envia milhões de dólares por mês para Cuba.

Pois bem, só que Chavez poderia brincar de socialismo com petróleo a US$ 150,00 o barril. Mas, hoje, o petróleo está em US$ 70,00, e com o barril abaixo de US$ 105,00 a economia venezuelana entrará em colapso em pouco tempo, pois o défict em conta-corrente explodirá, e não permitirá mais ao governo manter nem seus programas populito-assistencialistas e muito menos a mesada para governos amigos, e, muito menos financiar escolas de samba no Brasil.

Mas e aí o regime ditatorial cubano se defrontará com um duplo-problema: não terá mais a figura enganadora de Fidel Castro (Raul não é nem sombra do irmão) e não terá a mesada dos amigos como Chavez, que também está com a popularidade em queda livre na Venezuela.

O povo cubano que já sofre a miséria, depara-se com a democracia como escolha, e aí poderá ter o auxílio dos Estados Unidos da América, caso optem por tirar do poder seus ditadores e optarem pela Democracia e pela Economia de Mercado Capitalista (Liberdade).

Em muito em breve veremos Cuba liberta!

11 comentários:

  1. Encontrei seu site através do Google, e pude perceber o seu rancor, e até mesmo falta de conhecimento, em relação aos países socialistas, especialmente Cuba. Como Carlos Alberto Libâneo Christo, o Frei Beto citou "Viver em Cuba exige altruísmo, como viver em comunidade ou, por exemplo, num convento. O "nosso" deixa pouco espaço para o "meu". Como o egoísmo é a nossa tendência negativa mais forte, não são todos que suportam a idéia de que nunca poderão ficar ricos e desfrutar das quimeras que o dinheiro promete (...) Com ou sem Fidel, Cuba terá de mudar, pois a história é implacável. Espero, contudo, que seu futuro não seja o presente do resto da América Latina: democracias formais cercadas de miséria, drogas, violência e desemprego por todos os lados." Espero que o texto auxilie em sua formação, e desejo a você, para o futuro, mais leitura e memos crítica. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro senhor Anônimo, só uma pergunta: Por que Frei Betto não vai viver em Cuba, para poder exercer seu "altruísmo", para que o "nosso" não dê espaço para o "meu"? Será que Frei Betto doa os direitos de sues livros publicados para crianças órfãs e carentes ou velhinhos em algum asilo? Ou será que ele se utiliza da lei de oferta e procura para contabilizar o que recebe por seus livros, como manda a lei do capitalismo (esse horror que os "comunistas" odeiam, mas não trocam por nada desse mundo)?
      É isso.

      Excluir
  2. Matéria tão falaciosa quanto o governo cubano, Kássia Tavares.
    Realmente, parece quando vemos os noticiários que a crise está sendo competentemente pelos EUA e pela Europa. O engraçado é que se estes países fossem de fato competentes nem teriam entrado em crise. porém, por absolutamente competentes que fossem ou não, os países neo-liberais não conseguem escapar das crises econômicas, porque é impossível controlar a economia de mercado. Ela rege-se por si só, e desde proletáros a proprietários, todos estão sujeitos ás vicissitudes da econômia. O neo-liberalismo leva os seres humanos a um nível patético, em que são regidos pela lei da economia, e não o contrário.
    Realmente é de espantar que você diga que patrocinar a demissão de mais de 20.000 trabalhadores, a redução de salários, as férias coletivas e o clima de instabilidade é combater a crise com competência. O único meio de combater com eficiência as crises econômicas, que afetam os bolsos dos produtores e não dos proprietários é derrubar o sistema capitalista, pois ele concerne em si antagonismos que não nos permitem controlar a economia. Como a produção coletiva pode associar-se com sucesso à apropriação individual? é preciso concordância para um sistema de sucesso para todos os seres humanos, que lhes permitam desenvolver-se.
    Quanto a Venezuela, Equador, Bolívia, se você estudasse mais o socialismo e o marxismo (nós precisamos conhecer para falar contra) você saberia que estes países estão completamente distantes do socialismo/marxismo.
    "Cuba nunca sustentou-se sozinha"
    É dificil imaginar, geograficamente, que uma ilha como Cuba pudesse desenvolver-se por completo sem a ajuda externa, sem ao menos poder fazer comércio com outros países. E se os cubanos são miseráveis, culpe o bloqueio e não o governo cubano, não o regime cubano. Vide os anos de prosperiadade implacável que Cuba teve com a ajuda da URSS.

    ResponderExcluir
  3. Ivan Andropov o socialismo marxista é tão utópico que nunca regimes comunistas( como cuba,venezuela, Equador e Bólivia) conseguiram pratica-la.
    Capitalismo não é o melçhor das opções mas concerteza melhor que o comunismo.
    Crise é de momento demorado mais é de momento. ja cuba tá em crise desde 1991 quando a mesada da URSS acabou.

    ResponderExcluir
  4. Por um acaso encontrei o blog. Penso que qualquer pensamento extramado é tolo.
    No caso, tem-se o radical da direita. Isso é tão perveso como qualquer ditadura de esquerda.

    ResponderExcluir
  5. Socialismo é uma grande falácia. O que aconteceu históricamente sob o nome de socialismo foi na verdade um grande assassinato coletivo.

    A verdade é que enquanto o Chile com suas políticas neo-liberais avança para o primeiro mundo, o Brasil e suas políticas sociais mergulha no ostracismo. Sorte nossa ainda sermos uma economia de mercado.

    No mais, excelente blog.

    ResponderExcluir
  6. Sr. André L.

    Acho que o que o Sr. precisa estudar um pouco mais sobre o que é socialismo ao invés de reproduzir o que William Bonner repete toda noite. Se pessoas morreram foi por uma causa. O Neoliberais e capitalismo nunca mataram não é? Nunca houve guerra. Os EUA não está em guerra, milhares de pessoas não morrem por dia, e olhe que não só de guerra.
    O que o mercado não faz, além de matar, quando privatiza a saúde, a educação, o acesso a alimentação adequada, a condições de moradia e saneamento, enquanto expulsão centenas e centenas de pessoas mais do mercado de trabalho?????? O que ele não está fazendo além de MATAR????
    Primeiro de tudo, vocês precisam rever o conceito de liberdade que impõem aqui. Eu luto pela liberdade, não é esta que vocês de fendem que eu quero.

    ResponderExcluir
  7. "El socialismo es la filosofía del fracaso, el credo a la ignorancia y la prédica a la envídia; su virtud inherente es la distribución igualitaria de la miseria." Winston Churchill (30/11/1874 - 24/01/1965)

    ResponderExcluir
  8. La verdad sobre Cuba

    Modelo de serviço médico elogiado pelo Presidente Lula
    EXCELENTE MODELO DE LA REVOLUCIÓN SANITARIA EN CUBA...

    Será esse o destino (do SUS) se a Dilmarionete ganhar?

    Veja no link (com fotos deprimentes):

    http://logicaecomportamento-politica.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Muito obrigado pelas considerações Aline, Ivan Andropov e Anonymous!

    ResponderExcluir
  10. É bom voltar aki 5 anos depois e ver que a Venezuela realmente colapsou.

    ResponderExcluir

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.