quarta-feira, 3 de abril de 2013

Banco Central cria índice de preços de imóveis e afasta Bolha Imobiliária

O Banco Central do Brasil (BC) criou o "Índice de Valores de Garantia de Imóveis Residenciais Financiados (IVG-R)" - indicador que registra o valor das garantias dos empréstimos nas concessões de imóveis, mostrando como evoluiu o preço dessas garantias.

O IVG-R é calculado com base nos dados de operações de empréstimos imobiliários para pessoas físicas que têm garantia em imóveis ou hipotecas. A base do índice é o preço de avaliação de cada imóvel calculado pelo banco na hora de conceder o crédito. O índice, calculado retroativamente a 2003, indica uma desaceleração nos aumentos de preços dos imóveis no país.


O cálculo do IVG-R considera apenas as avaliações de imóveis localizados nas 11 regiões metropolitanas que integram a mensuração do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA): Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

De 20% de aumento ao ano entre 2009 e 2011, o ritmo caiu para 2% a 3% ao ano em janeiro de 2013. Segundo o BC, a taxa de crescimento dos preços bateu em 20% ao ano em 2010, mas agora desacelerou, o que mostra que não há uma bolha, não há um crescimento exponencial que represente risco para o sistema.


O aumento dos preços ocorreu por fatores como aumento da renda da população, a maior oferta de crédito imobiliário e o alongamento dos prazos - resultado da estabilidade econômica. Depois desse avanço, observa-se agora a demanda se ajustando à oferta, com os preços subindo em um ritmo menor.

FIPE-ZAP

O indicador do Banco Central traz dados convergentes com os observados no Índice FipeZap, calculado pela Fipe com base nos anúncios de imóveis via internet. O gráfico abaixo mostra o comportamento comparado dos dois índices (FIPE-ZAP e IVG-R) - ambos deflacionados pelo IPCA.


Crédito Imobiliário


O BC mostra que o saldo de crédito imobiliário no mercado cresceu expressivamente entre 20007 e 2011, passando de R$ 70 bilhões para R$ 280 bilhões, mantendo-se ao redor desse valor até este ano.


O volume de concessões continua subindo, de 70 mil em 2007 para 560 mil em janeiro deste ano. Mesmo assim, a parcela do financiamento imobiliário em relação ao PIB brasileiro é pequena, menos de 10%, para 80% nos Estados Unidos e Turquia e 20% do PIB no Canadá, Coreia do Sul e Reino Unido.


BC afasta risco de Bolha Imobiliária

O BC decidiu acompanhar o comportamento dos preços dos imóveis para monitorar a saúde do sistema financeiro, já que o crescimento do crédito imobiliário tem um impacto saudável no perfil da dívida dos brasileiros, uma vez que ele aumenta o endividamento das famílias, mas reduz o comprometimento de renda com os pagamentos, visto que os prazos e os juros pagos são menores que os das outras modalidades de crédito.



Segundo o diretor o diretor de Fiscalização do BC, Anthero Meirelles, "quando há uma bolha, o preço sobe e estoura, ou seja, aquilo que vinha crescendo de forma muito radical, de repente, perde valor. Isso não aconteceu. Não houve bolha. Houve reequilíbrio no padrão de oferta e demanda”, disse. Ele acrescentou que, atualmente, não há nenhuma pressão que possa sugerir risco para o sistema financeiro, e que os preços estão crescendo em patamar totalmente sustentável”

Fonte: Relatório de Estabilidade Financeira - BC

154 comentários:

  1. Onde está a informação de que o BC afastou o risco da bolha no relatório?
    Não achei...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os bolhotas são preguiçosos, não sabem fazer investimentos e tampouco buscar a informação de qualidade. Por isso que acreditam tanto em sites que publicam notícias falsas...
      Se não fosse um bolhota preguiçoso, ele iria no site do BC e veria que, além do relatório, teve um vídeo com a entrevista do diretor de fiscalização fiduciaria do BC explicando o Relatório, de onde foram tirados todos os quotes, que não estão apenas aqui, mas em diversos outros sites, como o da EXAME, por exemplo:
      http://exame.abril.com.br/economia/noticias/bc-discute-queda-na-variacao-de-preco-dos-imoveis
      Bolhotas além de limitados são preguiçosos também. Não me admira que estão desde 2010 sonhando com bolhas imaginárias...vão morrer sonhando..kkkkk

      Excluir
    2. Se você se propõe a fazer um blog sério, precisa ser competente o suficiente paraa sempre citar suas fontes de maneira clara e completa.
      Mas competência não parece ser o seu forte. Provavelmente você não tem o que fazer para gastar tempo para manter um blog tão distorcido e tendencioso como esse.

      Excluir
    3. O meu blog eu faço do jeito que eu quero. E se vc não gosta, procure outro, suma daqui e não venha me pentelhar...kk

      Excluir
    4. Como você é baixa Kássia, não sabe argumentar!
      Tenho desprezo por você mas gosto de acompanhar esse blog para ver o pessoal te ridicularizando toda hora! chega a ser hilário! rsrsrsrs

      Excluir
  2. Mas o pessoal do bolhaimobiliaria.com vai vir aqui dizer que esse cara tá "comprado", que ele em 1998 integrou a comissão brasileira de imóveis, que o preço dos imóveis se descolou da renda (ignorando o farto crédito dos últimos anos), que há 4 anos atrás com R$ 200 mil vc morava muito bem, etc etc etc...

    Tinha um lá que jurava que aptos de 1 qto na Zn. Sul do Rio iam cair para R$ 80 mil(hoje não valem menos de R$ 400 mil). Será que só eu sinto vergonha alheia por eles???

    ResponderExcluir
  3. É mais do que esperado que o BACEN se manifeste negando a existência de uma bolha imobiliária no Brasil. No dia em que alguma autoridade econômica se manifestar positivamente, já imaginaram como seria a reação do mercado e da população?

    O mercado passaria a operar vendido, veríamos as ações de construtoras negociadas a centavos na bolsa. A população simplesmente pararia de demandar imóveis aguardando queda nos preços. Pessoas com promessas de compra e venda assinadas entrariam na justiça pra anular o documento. Contratos seriam quebrados. Pessoas parariam de pagar seus financiamentos. Obras em construção seriam paralisadas. A construção civil demitiria muita gente.

    Tem diversas outras implicações negativas na economia que uma declaração afirmando existir bolha no Brasil causaria. Penso que está declaração do BC, mais do que acertada, é obrigatória.

    Uma declaração positiva acerca de bolha imobiliária simplesmente causaria o tão aguardado “despair”. Seria o empurrão que falta. Uma autoridade monetária tem o dever de negar a existência de uma distorção de preços de imóveis pois isso simplesmente destruiria o mercado nacional. Foi assim com a autoridade americana, com as europeias e está sendo com o Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria o empurrão que falta.

      Vocês estão esperando "empurrões" desde 2010...uma hora torcem pela falência da GAFISA, agora pela PDG. Dizem que a mídia é comprada, mas sonham com o dia que o termo "bolha imobiliária" seja pronunciado no Jornal Nacional.

      Que vidinha medíocre essa de bolhota, não? Torcer por quebra de empresas achando que com isso poderão sair do inferno do aluguel...rs..rs..
      Falam mal da imprensa, mas ficam falando bonbagens atrás de besteiras em sites que publicam notícias falsas e fazem previsões com base em profetas..kkk

      Na boa, vocês são ridículos. Mas pelo menos servem de exemplo para os outros: jamais ser como vocês...que estão torcendo por bolhotas desde 2010 - período no qual os preços subiram mais de 60%...

      Descule, agora, além do FIPE-ZAP, terão que arrumar desculpas para bater também no índice do BC (que é feito com base em avaliações de bancos).

      Bolhotas: bando de manés.

      Excluir
    2. Seu blog é o único dentre trilhões existentes na internet onde os leitores entram para criticar, sacanear a discordar das opiniões do proprietário rsrs

      Esse papinho de que "passaram 3 anos e desde 2010 vocês ficam de mimimi" é um atestado da sua incompetência. A bolha imobiliária americana demorou 10 anos pra estourar e foi prevista por diversos analistas americanos, solenemente ignorados e sacaneados por quase uma década.

      O resultado foi aquele que você não deve ter visto, a julgar pelo nível de despreparo demonstrado neste seu blog, verdadeiro "diploma de ignorância".

      Inclusive, o FED também passou anos e anos negando existência de bolha pra não criar tensão nos mercados, e esta é a função de qualquer autoridade monetária que se preze.

      Excluir
    3. (continuação)
      Notícia de 2005
      ESTADOS UNIDOS
      10/06/2005

      Presidente do Fed vê ritmo saudável; fala foi interpretada como sinal de continuidade de altas nos juros

      Greenspan nega desaceleração econômica
      DA REDAÇÃO

      A economia norte-americana continua crescendo a um ritmo saudável, disse ontem o presidente do Fed (Federal Reserve, o banco central dos EUA), Alan Greenspan, comentário que foi interpretado como um sinal de que o órgão pode continuar aumentando gradativamente a taxa básica de juros da economia.
      Greenspan voltou a comentar sobre a possibilidade de haver uma bolha no mercado imobiliário em algumas regiões do país, mas afirmou que no geral a economia deve continuar crescendo. Os comentários de Greenspan foram feitos durante discurso no Comitê Econômico Conjunto do Congresso americano.
      “Apesar de alguns riscos que eu salientei, a economia americana parece ter uma base razoavelmente firme, e os riscos inflacionários continuam contidos”, disse o presidente do Fed.
      Para alguns analistas, dados recentes que mostram desaceleração na produção industrial e crescimento fraco no número de novos empregos indicam uma desaceleração na economia em geral, mas Alan Greenspan foi mais otimista.
      “Os dados mais recentes dão sustentação à visão de que os resultados fracos da economia observados no começo da primavera [no hemisfério Norte] não indicavam uma desaceleração mais séria na atividade”, afirmou o presidente do banco central dos Estados Unidos.
      O Fed aumentou os juros oito vezes desde junho do ano passado, em um esforço para conter a inflação do país.
      A taxa está hoje em 3% ao ano e o objetivo do órgão é chegar a uma taxa neutra, que não atrapalhe nem estimule o crescimento econômico.
      Analistas dizem que essa “taxa ideal” estaria entre 3% e 5%, mas o próprio Greenspan diz que o número exato é difícil de prever. “Mas nós provavelmente saberemos quando chegarmos lá, porque observaremos um grau de equilíbrio não visto antes, o que indicaria que estamos perto”, disse o presidente do Fed.

      Excluir
    4. (continuação)

      Habitação
      Sobre a possibilidade de bolha no mercado imobiliário, Greenspan disse que havia sinais de “espuma” em alguns mercados locais, onde os preços subiram a níveis que parecem insustentáveis.
      No entanto, o presidente do Fed disse que, “apesar de não podermos descartar a possibilidade de um declínio nos preços das casas, esses declínios, se acontecerem, provavelmente não terão impacto macroeconômico substancial”.
      Greenspan disse estar mais preocupado com o crescimento de financiamentos imobiliários mais arriscados, que ele chamou de “exóticos”, o que encorajaria algumas famílias a comprar imóveis fora de seu alcance.
      Entre eles estão os financiamentos com juros pós-fixados.
      A visão otimista de Alan Greenspan sobre a economia americana ajudou as Bolsas do país a subirem. O índice Dow Jones, da Bolsa de Nova York, teve alta de 0,25% e o Nasdaq fechou com valorização de 0,81%.
      A previsão da Intel de melhores resultados no segundo trimestre também contribuiu para a alta no mercado de ações durante o dia de ontem.

      Desemprego
      A visão de Greenspan sobre a economia americana teve o apoio com a divulgação do número de trabalhadores norte-americanos que solicitaram seguro-desemprego, que caiu na semana passada, o que indica que as empresas relutam em reduzir suas folhas de pagamento.
      Os pedidos do benefício caíram para um total de 330 mil requerimentos, segundo o Departamento de Trabalho.
      O número de solicitações tinha disparado na semana anterior devido às dispensas temporárias da indústria automobilística.
      A média móvel de quatro semanas, uma medida menos volátil, caiu para 331.750, ante 334.500 na semana anterior.

      Excluir
    5. (continuação)

      Então, pare com este papinho de criança onde você só xinga e esperneia com os outros coleguinhas quando é contrariada. Tome uma cervejinha, relaxe e realize o seu lucro, se é que você tem algum, antes que seja tarde pra você.

      Acerca do índice do BC, ninguém precisa inventar desculpa. Ele se baseia em avaliação de engenheiros. Tão subjetivo quanto o FIPE-ZAP. Mais fácil seria basear-se no preço do negócio fechado, já que a CEF possui as informações. Ou pelo menos considerando o negócio fechado juntamente com a avaliação técnica. As pessoas se baseiam em tudo pra criar estes índices, menos nos preços de venda.

      Excluir
    6. Deixa eu ver se eu entendi: você, sonha com esturo de bolhotas imaginárias desde 2010 - período no qual os preços dos imóveis subiram mais de 60% - vem aqui (de alegre e sem eu ter pedido) querer me aconselhar como gerenciar o timming dos meus investimentos imobiliários? kkkkkkkk

      Excluir
    7. Não, jamais poderia me atrever a palpitar como um amador diante das demonstrações tão grandes de perspicácia e conhecimento de mercado. Ademais, suas palavras falam tudo, mas nunca o que lhe é questionado rs Você é incapaz de argumentar, somente tenta desviar todas as discussões do assunto principal. Graças a Deus os comentários concordantes com suas opiniões não passam de 2 ou 3 por post seu. Sinal de que não tem louco de pedra demais na sociedade. Boa sorte com seus investimentos e com sua mediocridade de vida. Adeus.

      Excluir
    8. Que ótimo! Um pentelho a menos neste blog..kkkk

      Excluir
  4. Kássia, analisando os dados que vc mesmo postou, o descasamento entre a série do BC e do FIPE ZAP era imensa. No entanto, atualmente, estão convergindo para o mesmo ponto, ao mesmo tempo que temos visto desaceleração da variação real dos preços anunciados de imóveis.

    Ou seja, o que se conclui, os imóveis estavam sendo anunciados com variação real de preços muito superior à variação real efetiva dos preços avaliados oficialmente.

    Em outras palavras, os proprietários viviam uma ilusão monetária.

    E outra.....brasília entrou numa armadilha deflacionária hein. It's over by now there.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Errado. Não é "descasamento". É defasagem. A série do FIPE-ZAP antecipa o comportamento do IGV-R, o que é lógico, visto que os preços anunciados se realizam em um momento posterior - em média 6 meses. Por isso, o preço coletado na avaliação é basicamente o anunciado 6 meses atrás.
      O que acontece é que o série IVG-R é apenas mais confirmação da validade do FIPE-ZAP.

      Excluir
    2. Desloqu uma das curvas por 6 meses mantendo a outra fixa. Verá que o FIPE-ZAP segue acima do IVG-R.

      Ou seja, há sobrevalorização dos preços anunciados.

      Excluir
    3. E em uma parte do período o FIPE-ZAP está abaixo:

      Ou seja, já subvalorização dos preços anunciados.

      Excluir
    4. Os primeiros indicadores do FIPE-ZAP tem dois vieses que não podem ser eliminados nem de seu cálculo nem do resultado:

      1)Viés número 1: Primeiro a "cultura do anúncio". A cultura de anunciar os imóveis para venda em veículos de internet não era tão elevado e era voltada para um nicho de compradores: aqueles que possuíam internet e utilizavam-na com frequência para comprar imóveis, por volta de 2008.

      Acredite, em 2008 não era tão comum como hoje em dia a utilização da internet como meio de divulgação de venda de imóveis ( o mais comum era jornal). Digo, até era comum, mas não popular. Dê uma olhada no que aconteceu nos preços anunciados de aluguel 2 quartos no bairro Flamengo no Rio de Janeiro. "Caiu drasticamente" no início da série. Na verdade não caiu, apenas possuia uma amostra pequena cujos preços de imóveis eram bem elevados, refletindo o tipo de público para o qual era anunciado aqueles imóveis.

      1)Viés número 2: Tamanho da amostra. Qualquer pessoa que conhece "P.N." de estatística sabe que estimativas de uma população só são consistentes para quanto maior o valor da amostra. Usando o mesmo exemplo do Flamengo, olha a variação de oferta de 2008 para 2013, acho que variou mais de 200%.

      Vc acha que realmente passou a ser ofertado mais de 200% de imóveis em relação ao que era ofertado em 2008? Que isso foi causa de mercado? Claro que não, foi o aumento da amostra, provavelmente esse estoque de imóveis disponíveis para aluguel já estava no mercado, só não era "visto" porque não estava no veículo "certo", essa variação está intimamente ligado a mudança da cultura citada no item 1.

      Portanto, os dados que se referem aos primeiros anos de ZAP, cuja curva está abaixo do IVG-R, são estatísticas cuja análise requerem uma visão um pouco mais apurada, eu usei apenas uma subamostra do ZAP para mostrar como era o comportamento do início da série. No entanto, caso verificado o ZAP como um todo, pode acabar se percebendo que o início da série está "contaminado" com informação viciada que não pode ser corrigida.

      Sobre a curva do zap em tempos mais contemporâneos, mesmo deslocando ela continua sobreposta ao índice IVG-R, "coincidentemente" as curvas só começam a se encontrar depois que a variação dos preços anunciados desaceleram abruptamente.

      Excluir
    5. Não invente desculpinhas. No perído entre o início do Fipe-ZAP até agora, a ∫ f(IGV-R, t) não difere de ∫(Fipe-Zap, t).

      Excluir
    6. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      A bestona se atreve a postar aqui uma integral cuja função ela nem conhece, muito menos tem como solucionar. Sabinada de cálculo integral esta menina. Só postou isso pra sair bem na fita na resposta do camarada aí em cima rsssss

      Excluir
    7. Uau! Um bolhota que sabe que ∫ é uma integral! Uma pena que ele não saiba o significado gráfico da integral de uma função. Mas, claro, se soubesse, não seria um bolhota...rs..rs.

      Excluir
    8. E, além de ∫ f(IGV-R, t) não diferir de ∫(Fipe-Zap, t), ∂f(IGV-R)/∂t também é igual a ∂f((Fipe-Zap)/∂t, mostrando que o comportamento é o mesmo.

      Excluir
    9. O bolhota fez curso de corretor na Uniimoveis.

      Excluir
    10. Querida é IMPOSSÍVEL vc afirmar que a integral coincide nas duas curvas. Sabe por que?

      Você não tem a série do ZAP no mesmo espaço temporal que vc tem o IVG-R, então, a não ser que você possua poderes de vidência matemática retroativa, você não pode afirmar que as integrais são iguais.

      Outra, as derivadas em relação ao tempo concordo que sejam muito parecidas, no entanto, deslocadas no tempo, não são contemporâneas. Portanto, para de falar bobagem. o FIPE-ZAP é SIM uma medida que representa um valor próximo do IVG-R somado de uma constante que eleva o nível de valorização real dos preços acima do que é a realidade. OU seja, superestima a realidade.

      Excluir
    11. Para de falar bobagem você. Eu estipulei o intervalo de integração no tempo entre o início do Fipe-ZAP até agora, a ∫ f(IGV-R, t) não difere de ∫(Fipe-Zap, t). Nesse período pode olhar o gráfico lá e ver que as áreas abaixo das duas curvas são muito similares.

      Excluir
    12. Sim, claro!!!!

      Você tem as duas funções, e portanto sabe que as áreas coincidem, rss.

      Deixa eu te explicar geometria espacial analítica básica:

      Se vc aumenta 2 cm lineares, o impacto na ÁREA de uma figura geométrica é de 4 cm². Se vc aumenta 3 cm lineares, o impacto é quadrático na área, ou seja, aumenta em 9 cm² a área.

      O IVG-R em nenhum momento cruza a faixa de 20%, o FIPE-ZAP sim. A envergadura da concavidade parece ser parecida, o que demonstra que em largura a área não deve ser diferente, mas em altura sim. E lembre-se, um mísero 1,1 milímetro linear de diferença, já impacta em 0,21 mm² de diferença na área do gráfico.

      Portanto, contanto que tu saibas, que eu saiba, que nós saibamos a função, ou calculemos por aproximação a partir de cada dado do gráfico de cada uma das curvas, não é possível afirmar que as integrais são idênticas.

      Né, Mãe Diná Euclidiana?!!!!

      Excluir
    13. Querido, você está com muito preciosismo. Pior: está errado no seu preciosismo, querendo igualdade em indicadores que jamais serão iguais.
      O importante é tirar conclusões lógicas qualitativas baseada em fatos objetivos. É é por isso que vc erra, e feio, quando acha que os dois índices deveriam ser iguais, o que demonstra sua falta de compreensão as respeito da formulação dos mesmos, e aí sai chutando besteiras atrás de besteiras.
      Nem teria como as duas integrais serem idênticas pois partem de base de dados distintas (anúncios no FIPE-ZAP e avaliações de bancos no IGV-R) e de áreas geográficas distintas, visto que o FIPE-ZAP até 2 meses atrás só tomava dados de seis regiões metropolitanas, enquanto o IGV-R tem dados desde 2001 relativos às 11 regiões metropolitanas que integram a base do IPCA.
      Ou seja, mesmo partindo de bases distintas, inclusive geográficas, medem a mesma coisa variação de preços de imóveis, e apresentam comportamento incrivelmente similar e até mesmo variações acumuladas ao longo do tempo (dado pelas integrais das funções no tempo) muito similares, o que só reforça a acuracidade do FIPE-ZAP como indicador de variação de preços, como o contrário é verdadeiro também, o FIPE-ZAP reforça a precisão do índice do BC, e ambos mostram que não há bolha, e que os imóveis continuam a ser valorizar ACIMA da inflação, visto que os dois dados plotados estão deflacionados.
      Ou seja, mesmo o IGV-R de 3% acumulado nos últimos 12 meses, deflacionado pelo IPCA é muito mais que qualquer aplicação de renda fica, inclusive a poupança, já que todas essas aplicações estão PERDENDO da inflação, enquanto os imóveis continuam a ganhar. Ou seja, ambos os índices mostram taxativamente que não há bolha imobiliária no Brasil.

      Excluir
    14. Na boa, vcs dois estão errados. As curvas ali em cima são taxas de variação. Significa que sem saber o ponto inicial dos preços em cada caso, a integral significa N-A-D-A. A derivada no tempo pode ser lida como "os preços de oferta estão desacelerando alguns meses após a desaceleração do preço real". E sabem o que mais? NADA! Correlação não é causalidade.

      Excluir
    15. Rodrigo, meu amigo, se vc conhece a função marginal e se tiver ∫ df(t)/ dt para dois ts distintos, vc consegue resgatar o valor inicial.



      Muito simples.

      Excluir
    16. De todo modo, precisa conhecer a função.

      Excluir
  5. Eu jamais tomei ciência de uma pessoa tão burra, estúpida, rancorosa e infantil como esta senhora autora deste blog. Estou abandonando a leitura por suas opiniões serem inverídicas e fora da realidade dos fatos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Atenção bolhotas, bolhosas, bolhas, bolhudos, bolotas e demais espécimes incapazes de pensar: favor dirigirem-se ao site bolhaimobiliaria.com onde sua insuficiência de QI sentir-se-á acompanhada de mais uns 25 que vivem falando bobagens por la...kkkk

      Excluir
  6. A hora de comprar é agora, antes que o mercado se recupere! Quem não comprar agora vai pagar mais caro no futuro!

    http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2013/04/construtoras-tem-prejuizo-e-estoque-de-imoveis-sobe-43-em-2012.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uau! Que novidade! Construtoras reduziram lançamentos em 2012 e tiveram prejuízos fazendo ajustes operacionais!?
      O bolhota descobriu a pólvora...uns 18 meses atrasado só...
      Palminhas para ele!!! kkkkkkkkkk

      Excluir
  7. Tia,

    A bolha imobiliária começo a sai na GLOBO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois eu falo que bolhotas são analfabetos funcionais e tem gente que reclama. O bolhota acima consegue assassinar o vernáculo em uma frase de oitro palavras! Inacreditável. Isso é um exemplo da situação deplorável da Educação brasileira....
      É óbvio que um sujeito analfabeto funcional como o acima tende a acreditar em profecias, sites que publicam notícias falsas, e que os imóveis vão cair de preço...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  8. Sem funções, integrais e derivadas eu vou falar que existe bolha, mas não vai ser agora que ela vai estourar e nem 2014. Se número, função e gráfico fosse a solução não teríamos tido crise financeira nenhuma no mundo. A coisa que o PT mais deseja é a reeleição, mais do que mobilidade social, desenvolvimento e PIB. Vocês acham que eles vão deixar alguma coisa quebrar em 2014, ano de eleição?

    Nesse país vende-se o presente para comprarmos o futuro, ninguém liga pro LP, todo mundo quer resultado de CP. Tem uma coisa que modelo nenhum pode prever, que é a vontade/interesse do Governo, que ainda pode fazer muitas manobras para permitir que o preço dos imóveis continuem subindo. Faz um modelo aí pra prever a inflação sem saber qual imposto o governo vai reduzir ou qual preço ele vai deixar reajustar.

    Pra cair só precisa subir e se não tivermos uma grande ruptura econômica, ou uma grande crise financeira no Brasil, o preço não vai cair.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os preços dos imóveis vão cair quando o Brasil enfrentar uma recessão doméstica com queda nominal do PIB. Aí sim os imóveis terão redução de preços, e muita gente vai falar que é "bolha estourando" mas não é. É comportamento natural de preços de ativos, que sobem quando o PIB sobe e cai quando o PIB cai. Não adianta ficar com choradeira falando que é especulação, que o aumento não convergiu com a renda, essas baboseiras, que isso não é determinante de preços de ativos.
      Enfim, os preços dos imóveis vão cair em algum ponto do futuro? Sim, pois a economia de mercado é cíclica, e em algum ponto do futuro entraremos em um ciclo recessivo, e aí os preços dos ativos vão cair, inclusive o dos imóveis.
      Ocorre que não há qualquer perspectiva de um uma recessão com queda no PIB nominal do Brasil no curto/médio prazo, então no curto/médio prazo não ocorrerá redução nominal de preços de imóveis.

      Excluir
    2. A não ser, é claro, que um fator exógeno provoque isso, como China entrando em recessão, Zona do Euro se desintegrando, etc. Mas isso tb não faz parte dos cenários atuais.

      Excluir
    3. Os preços já estão caindo dona Kássia, e muito. No seu Noroeste era para estar próximo de 20 mil. Cadê metro quadrado em 20 mil, cadê? Especulou demais, se deu mal. Agora teremos choro e ranger de dentes pela capital da bolha imobiliária do Brasil.

      Foram querer ganhar dinheiro demais em poucos anos, âs custas do sacrifício da renda de milhares de famílias, agora temos a realidade, queda nas vendas, devoluções, processos, e em breve, a notícia no Jornal Nacional: BOLHA IMOBILIÁRIA CONFIRMADA NO BRASIL. Queda de 50% no valor dos imóveis nas grandes cidades. Famílias devolvem imóveis comprados. Imobiliárias fecham as portas. Construtoras reduzem preços por falta de compradores. Prédios inteiros abandonados por falta de compradores em bairros nobres de Brasília.

      Excluir
    4. teremos choro e ranger de dentes

      Vocês não conseguem achar outro clichê para repetir, não? Essse tal de "choro e ranger de dentes" está muito batido...todo bolhota repete ele achando que está proferindo o supra-sumo da sabedoria...kkkkkkk

      Excluir
  9. E a bolha da Espanha rumo aos -50% nominais.

    De abril de 2007 a março de 2013 já caiu 38%. Mais 12% e cai o preço nominal pela metade. Supondo uma inflação de 2% ao ano lá, já dá uma queda real de 55,41%.

    Será que já vale a pena comprar um imóvel na espanha ou melhor esperar um poquito por más abajo?

    ResponderExcluir

  10. Pará os que acham que o mercado está parado, que ninguém está mais comprando, segue a notícia retirada do infomoney:

    Megaempreendimento em SP tem 86% das unidades vendidas em menos de 7 dias
    O preço do metro quadrado varia de R$ 7.700 a R$ 8.500.
    SÃO PAULO – O megaempreendimento imobiliário Jardim das Perdizes, lançado na última quinta-feira (7), na zona Oeste da cidade de São Paulo, vendeu 86% das unidades disponibilizadas no primeiro final de semana após o lançamento.
    Segundo comunicado das empresas envolvidas, Tecnisa e PDG, foram comercializadas 367 unidades de um total de 428 disponibilizadas na primeira etapa de vendas. As unidades estão dividas em quatro torres e possuem tamanho entre 159m² e 283 m², além das coberturas.
    O VGV (Valor Geral de Vendas) e a área privativa somam, respectivamente, R$ 804 milhões e 97.761 metros quadrados.
    Jardim das Perdizes
    Batizado primeiramente de “Projeto Telefônica”, o Jardim das Perdizes terá um total de 250 mil metros quadrados de condomínio com 50 mil metros quadrados de área verde, sendo que contará com 11 condomínios independentes, de no máximo três torres cada. Além disso, também serão construídos um hotel, uma torre comercial corporativa, uma torre com salas comerciais e lojas
    O preço do metro quadrado varia de R$ 7.700 a R$ 8.500.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Correção. Vendidas o escambau. O que houve foi que muitos otários assinaram a promessa de compra e venda. Não se pode vender o que ainda não existe.

      Excluir
    2. Claro, claro, ixperto é você, que deve morar de aluguel e está acreditando em profecias de sites que publicam notícias falsas desde 2010 esperando preços caírem, enquanto os que compraram na planta viram seus imóveis se multiplicarem de preços. Realmente não é fácil, entendemos. Mas é a vida.... uns ganham, e outros, como você, são losers, que tentam se consolar xingando os outros....
      A primeira coisa que os bolhotas deveriam tentar fazer é se despir desse ódio que eles exalam contra corretores de imóveis e pessoas que compraram imóveis na planta e se deram bem. Odiar e invejar o sucesso alheio não vai fazer vocês bolhotas saírem do aluguel, além de fazer mal para a saúde....não há motivo para tanto ódio nesses coraçõeszinhos..kkkk

      Excluir
    3. Ué???? Os bolhotas juravam que desde o meio do ano passado o mercado estava zerado, que não estavam construindo/vendendo mais nada! Isso em julho de 2012!!!!! Os "analistas" mais respeitados do site diziam que as construtoras construíam (mesmo sem ter pra quem vender), já que esse era o papel delas: construir!!! kkkkkk É como um padeiro que não vende 1 pão, mas produz todo dias novos pães, já que esse é o papel dele.

      Mais uma vez: SÓ EU SINTO VERGONHA ALHEIA PELOS BOLHOTAS???

      Excluir
    4. E não está vendendo mesmo. Prova disso é o tanto de assédio de corretores, o tanto de faixas, que só crescem, parece até que teve plantação de faixas de vendas de imóveis nos canteiros. Se tivesse vendendo, não tinha tanta faixa e tanto corretor mandando tanto email e tanta propaganda na rua de imóvel.

      Excluir
    5. Processo natural de vendas do Noroeste, que tem várias prédios sendo entregues. Digo que o DF agora está uma ótima oportunidade de compras, pois esses preços associados com as mais baixas taxas de financiamento imobiliário da história não vão perdurar por muito tempo. Portanto, mais do que nunca, quem não comprar agora, vai pagar mais caro no futuro.
      E outra: quem fala que o mercado não está vendendo, tá falando bobagem. Eu sei de pessoas que colocaram aptos na Asa Sul para vender e venderam em menos de 1 semana.

      Excluir
    6. Venderam em menos de uma semana? Que grande mentira. Olhe os classificados minha filha, tem imóveis anunciado há meses ou anos, tudo sem vender. Prove com FATOS, que apartamentos são estes que venderam em menos de uma semana?

      Excluir
    7. Os bolhotas vivem em um mundo imaginário feito de fantasias de preços em queda e promessas de futuros cintilantes em que imóveis na Zona Sul do Rio e Plano Piloto de Brasília serão bem baratos - quase de graça.
      Nesse mundo fantasioso deles, até o passado converge com as baboseiras que eles acreditam, como que não se vende nada.
      O problema é que eles são muito limitados, e baseiam suas opiniões sobre vendas em "classificados de jornais" e quantidade de plaquinhas de vende-se que eles vêmm...kkk
      Se não fossem bolhotas, observariam a arrecadação do ITBI - bombando em 2012, como mostrado abaixo:

      http://www.politicaeconomia.com/2013/03/bolha-imobiliaria-itbi-df-mostra.html

      Ou seja, se o ITBI está bombando, e ele é recolhido a cada transação imobiliárias, então os negócios estão ocorrendo em 2012 em maior velocidade. Em 2013 mais ainda.

      Chorem bolhotas....kk

      Excluir
  11. A senhora sabe falar inglês? Provável que não, já que a maioria dos corretores mal falam português.

    Mesmo assim, coloque isso no Google e traduza:
    http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/content/article/2005/10/26/AR2005102602255.html

    Saiu em um jornal pouco conhecido e de um senhor pouco influente também, se lá eles negaram, imagina aqui faltando 18 meses para as eleições.

    http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/content/article/2005/10/26/AR2005102602255.html

    Usando sua linguagem kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O seu problema é que vc se baseia em notícias de jornal e não tem capacidade de fazer uma análise mais profunda, então fica informado pelo que a imprensa lhe passa. Você, bolhota que é, não é capaz de observar as imensas diferenças entre o mercado iobiliário americano e o brasileiro. A relação crédito imobiliário/PIB é de mais de 80%, aqui mal passa dos 6%. Nos EUA as hipotecas são altamente difundidas há mais de 30 anos, e ainda se permite que o mesmo imóvel seja hipotecado várias vezes, e, pior, com resgate em dinheiro de até 110% do valor de avaliação, enquanto no Brasil o sistema de hipoteca começa a engatinhar agora, e com financiamento de 50% apenas do imóvel - sendo que nem é representativo.
      Enfim, você não passa de um bolhota que vem se vangloriar que sabe falar "ingrêis", e que se acha o tal e muito superior a corretores de imóveis, mas precisa sonhar com bolhas imaginárias para comprar o seu imóvel...que vidinha medíocre, heim? rs..rs....

      Excluir
    2. Todos os seus argumentos felizmente já são mais que manjados e estão devidamente jogados por terra. É só buscar qualquer tópico do bolha imobiliária que tem lá alguém derrubando diariamente estas falácias que você posta. Quero ver mesmo é quando vai chegar um novo argumento para vocês tentarem de novo.

      Excluir
    3. Isso que vocês fazem no site dos losers (aquele que falsifica notícias), vc não faz aqui: repetir como um papagaio que as argumentações já foram rebatidas e pedir para o moderador cancelar o usuário.
      Aqui, quando você faz isso, quem sai é você, seu otário! kkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    4. O link que o Luciano enviou mostra como um Banco Central não mostra credibilidade nenhuma. Bernanke em 2005 falou que não havia motivos para se preocupar, q a bolha dos EUA deveria ser apenas pontual.

      O resto a gente já sabe.

      Excluir
  12. OMG, os bolhotas agora estão delirando simplesmente. O outro site de bolhotas, o OBservador de Mercado, que vive falsificando matérias de jornais, agora editor lá veio nos comentários comentários dizer que :

    "Por isso mesmo, em função da repercussão do nosso trabalho, temos recusado reiteradas vezes propostas de anúncios do setor imobiliário, pois não abrimos mão de nossa independência."

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    PQP! Que mentira! kkkkkkkkkkkkkkkk
    O cara vem falar que tem propostas insistentes de patrocício...kkkkkkkkkkkkk.....de construtoras ainda...kkkkkkkkkkkkk
    Que manés...perderam totalmente a noção do ridículo...kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  13. Tá, peraí... então um índice oficial do BACEN diz que a relação preço-aluguel está, na média, 0,4% no RJ e 0,5% em SP. Isso significa que o apto onde eu moro, pagando R$ 1.900 de aluguel (Asa Norte, 75 m2, elevador e garagem), deveria valer o quê? Qualquer coisa entre R$ 380k e R$ 475k, certo? Mas como isso é só MÉDIA, vamos colocar aí 20% a mais, embora qualquer um saiba que apartamentos em áreas centrais rendem MENOS que na periferia. Chegamos então em R$ 570k no máximo.

    Pois é. Apartamentos no meu prédio estão sendo anunciados por R$ 750k a R$ 790k. Faz uma proposta de R$ 500k aqui e vê se alguém vende...

    Quem comprou no Park Sul, aqueles lindos apartamentos "entre a Asa Sul e o Sudoeste" (entre o Núcleo Bandeirante e o Cruzeiro Velho acho que não ia ficar tão bonito na propaganda), agora quer R$ 3k-3.5k no aluguel de um 3q, ou R$ 840k na venda. Olhem bem minhas rugas de preocupação de não poder morar no Guará por R$ 3k e ter que alugar um 3q no PLANO PILOTO por R$ 2.8k (mesmo tamanho do Park Sul, elevador e garagem)!

    ResponderExcluir
  14. só burro não percebe que foram o petralhas que mandaram o BACEN dizer que não tem bolha pra tentar salvar os sardinhas fritas....

    ResponderExcluir
  15. Kássia, por favor!!!!! Os bolhotas estão se julgando a elite intelectual do país. Ganham R$ 3 mil por mês, querem morar nos melhores bairros das metrópoles brasileiras e ainda se julgam a elita. Meu Deus!!! Pergunto de novo: SÓ EU SINTO VERGONHA ALHEIA POR ELES????

    "Otavio Andradas 10 de abril de 2013 at 11:12
    Ser “elegantemente moderado”. Que absurdo!!
    Que resquício de censura é essa que insiste em prevalecer mesmo nas mentes dos que se consideram “lúcidos e esclarecidos”?

    Porque o fulano tem uma opinião diferente dos reizinhos do blog ele deve ser moderado, mesmo que elegantemente. Parabéns pela hipocrisia!!

    Socorro. É essa a elite intelectual brasileira? São esses os esclarecidos???"

    ResponderExcluir
  16. Kássia,

    o q vc me diz deste link aki:

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=8lpSnECTKW8

    ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que não tem a menor condição de comparar EUA com Brasil. A relação dívida/PIB brasileira está abaixo de 40% e o país tem investment grade, o que abre um espaço fiscal absurdo na conta do governo central para ir estimulando a economia via flexibilização adicional de crédito ou desonerações.

      Excluir
    2. "Acho que não tem a menor condição de comparar EUA com Brasil. A relação dívida/PIB brasileira está abaixo de 40%"

      O Brasil não suporte e nunca suportará o mesmo nível de dívida que se vê nos EUA e Europa. Isso ocorre porque, mesmo após a redução histórica da SELIC, ainda estamos em 3o lugar no ranking das taxas mais altas do mundo.

      Outra razão é que a distribuição de renda no Brasil é sofrível. Isso quer dizer que 90% do PIB fica com uma parte muito pequena da população. O Restante é o zé mané que ganha o suficiente para subexistir. Como a maior parte da população ganha muito pouco, sobra bem menos espaço para pagar parcelas.


      "e o país tem investment grade"

      Basta olhar para o restante do mundo para ver que o investment é lorota. Todas as agências até agora só reduziram grades de países problemáticos quando a situação já estava óbvia e ululante até para os mais desinformados.

      Agora, realmente não dá para comprar o Brasil com os EUA. Nossa crise aqui (que se inicia) será bem diferente da de lá. Porém, isso não quer dizer que não tenhamos problemas.

      Excluir
    3. Gostaria de saber o q vc me diz do cara estar falando q existe um problema crônico e TODOS OS OUTROS considerando ele uma piada.

      ?

      Excluir
  17. No dia 04/04/13, foi disponibilizado pelo Banco Central do Brasil o seu Relatório de Estabilidade Financeira correspondente ao mês de março de 2013. Talvez seja a maior fonte de informações oficiais disponível para o especialista em Economia Bancária. Destaco uma novidade neste número que poderia ter rendido manchete em jornais que vendem notícias escandalosas: “Banco Central do Brasil anuncia a explosão da bolha imobiliária!”

    Na verdade, a reportagem deveria sim questionar sim a opinião daqueles que acreditaram em “bolha imobiliária em nível nacional, devido ao financiamento habitacional”. Isto não significa que ela não tenha surgido em áreas localizadas, por exemplo, Zona Sul do Rio de Janeiro. Mas não foi devido ao crédito imobiliário, pois não há financiamento para “compra de apartamentozinhos por valores milionários”.

    Vamos destacar abaixo o que diz a respeito o Banco Central do Brasil.


    “Crédito destinado ao consumo, nesta análise, engloba várias modalidades, entre elas empréstimos com e sem consignação, financiamento de veículos e arrendamentos financeiros, empréstimos com e sem incidência de juros vinculados a compras com cartão de crédito, etc. De outra maneira, pode-se dizer que corresponde à carteira total de crédito PF excetuando os financiamentos habitacionais e os créditos rurais.

    O crescimento anual da carteira de financiamentos habitacionais para pessoa física foi de 44,5% em dezembro de 2011, desacelerando para 41,0% e 34,8%, respectivamente em junho e dezembro de 2012.

    O ritmo de crescimento do crédito imobiliário e o do índice de preços dos imóveis residenciais, calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e, nessa análise específica, levando em conta dados das regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro, mostraram desaceleração durante o ano, e a relação dos valores dos imóveis com os aluguéis (gráfico acima) apresentou tendência à estabilização.

    Além disso, a razão entre o valor do financiamento e o valor do bem financiado, o loan-to-value (LTV) – o LTV, que é calculado com base nas informações sobre garantias que constam no Sistema de Informações de Crédito do BCB (SCR), levando em conta somente as operações concedidas em cada data-base (tal como o conceito é usado para calcular o LTV da carteira de veículos) – permaneceu em patamar sustentável, atingindo 71,5% em dezembro, praticamente sem alteração em relação a junho de 2012 e dezembro de 2011.

    Analisando o comportamento das modalidades destinadas ao consumo das famílias (tabela abaixo), conjuntamente com o ritmo de elevação do financiamento habitacional, é possível afirmar que existe um movimento de migração para modalidades de menor risco na carteira PF. A participação das modalidades de menor risco – financiamento imobiliário e consignado – cresceu de 37,9% em 2011 para 41,4% em 2012; já as modalidades de maior risco – empréstimos sem consignação, cheque especial e rotativo vinculado a cartão de crédito – reduziram sua participação na carteira PF, de 13,1% para 12,4%. Os empréstimos com consignação, que apresentam risco de crédito reduzido, cresceram 18,5% em doze meses, enquanto os empréstimos sem consignação, de maior risco, expandiram de forma mais moderada, 13,5% no ano.

    Conteúdo total:

    http://fernandonogueiracosta.wordpress.com/2013/04/11/relatorio-de-estabilidade-financeira-esvaziamento-da-bolha-imobiliaria/#more-25054

    ResponderExcluir
  18. Realmente uma queda de 50% no valor dos imóveis não é crível! Quem acredita nisso, certamente, acredita também em papai noel, coelhinho da páscoa....
    Usar o termo bolha é um exagero!
    Fato é que, a valorização dos imóveis está desacelerando em ritmo forte (basta ver o primeiro gráfico) o que não impede uma deflação no futuro próximo (com reduções na margem de 20% - o que já seria um redução extremamente significativa).
    A Taxa básica de juros vai começar a subir e o valor venal dos imóveis continuarão em desaceleração culminando em deflação de até 20%.

    Definitivamente, não há bolha e não há risco de quebra (ainda bem, porque se estoura uma bolha estará todo mundo na merda - seja proprietário, locatário, construtora, banqueiro....)! Haverá apenas desaceleração e acomodação (cenário atual), com deflação de até 20% nos próximos 2 anos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com "Anônimo11 de abril de 2013 19:09", pontuando que tal deflação deverá ter uma variância enorme dependendo da localidade. Não duvida que, mesmo com o desaquecimento do mercado, regiões como a ZS do Rio ainda verão algum crescimento, mesmo que próximo de zero, enquanto outras regiões, como Freguesia e Taquara, por exemplo, terão quedas maiores.

      Excluir
    2. Use a calculadora cidadão: http://www.bcb.gov.br/?calculadora disponibilizada pelo governo federal para corrigir o preço do imóvel que desejar saber o preço alvo de 2006 para cá.

      O resultado que obtiver muito provavelmente é o preço que o imóvel chegará quando as coisas retornarem ao normal.

      Excluir
    3. Sim...sim. E os imóveis com preços de 2006 serão vendidos pela imobiliária do Papai Noel e do Coelhinho da Páscoa.
      O que acontece com os bolhotas é que eles são todos uns duros, e não têm dinheiro nem para comprar uma vaga de garagem, então eles ficam torcendo, mas nem se os preços caíram a níveis de 1988 eles terão dinheiro para comprar...são losers...só isso.

      Excluir
    4. Excelente resposta, argumentos técnicos e profissionais. Me convenceu, só que não.

      Excluir
    5. Loooooooser é você que:

      teve 80% de quedas nas vendas

      responde por processos e mais processos na justiça por cobranças ilegais

      teve desvalorização, porque comprou na alta e agora estão dando 30% de desconto

      Você é uma Loosar! Eu não sei ingrêis mais sei matemática.

      Excluir
    6. Até pouco tempo atrás a frase era: Vai subir 30% ao ano.

      Já foi também: Agora vai passar por uma fase de estabilização.

      E agora é: "Valor venal dos imóveis continuarão (sic) em desaceleração culminando em deflação de até 20%"

      Aguardo as próximas falas...

      Excluir
    7. Você é uma Loosar! Eu não sei ingrêis mais sei matemática.

      Sinto lhe informar, mas você não sabe nem Português. Nesta Língua, a qual você desconhece as regras mais básicas, pede uma conjunção adversativa "mas" no lugar o advérbio "mais" que você usou na frase acima - que denota você tentar escrever da forma que você fala. Como você fala errado "mais" no lugar de "mas", e, provavelmente "nóis", no lugar de "nós", quando chega para escrever, a coisa fica muito pior, e você nos brinda com esse show de horror que é sua escrita.

      De qualquer forma, com esse nível de escrita, e baixa capacidade de compreensão de textos e inforamações, é natural que você se apegue a crenças infundadas (bolha imobiliária) e fale tantas baboseiras. Serve, porém, para nos divertir. Continue assim: quanto menos concorrêcia, melhor. Rs.;..rs..

      Excluir
    8. Infelizmente tem muito doutor que não entende de economia e ainda acredita em lendas do tipo que imóvel é excelente investimento, imóvel não cai de preço.

      Como se banco de escola ensinasse mercado para alguém.

      Você Kássia entende de mercado, e sabe que ele está quebrado e afundando, mas logicamente, por interesses econômicos, tenta defender que está tudo bem, mas sabe que não está.

      Eu finjo que acredito em você e você finge que o mercado vai bem.

      Excluir
    9. Mas os corretores falam que os imóveis valorizam 30%aa!!! Como assim estabilização???? KKKKKK Se realmente fosse verdade MCMV seria vendido a R$ 300 mil daqui alguns anos, mas o problema é que para pagar a renda povão não vai dar conta. O governo terá de pagar um "Bolsa Bolhudo"!!!!!

      Excluir
    10. Não entendo porque esses bolhotas ficam tão preocupados com o que os corretores falam ou deixam de falar. Do que um interlocutor fala, só me interessa o que não seja besteira. Quando alguém me diz a valorização (ou a desvalorização) futura de QUALQUER ativo, eu já nem presto mais atenção, pois a conversa partiu para o lado esotérico.
      Então, um corretor falar que o imóvel vai valorizar 30% aa é tão idiota quanto um bolhota que fala que vai desvalorizar 30% ao ano. Ambos são imbecis.

      Excluir
    11. Mais um para você bloquear:

      O que fala que vai subir 30% aa é idiota, mas o que fala que vai valorizar 10% em 6 meses é professor da FGV e você postou a opinião dele aqui:

      http://www.politicaeconomia.com/2012/10/imoveis-vao-subir-no-minimo-10-nos.html

      E afinal, o que diz o modelo BIS/YALE? Você nunca mais falou dele...

      Excluir
  19. Mantega reforça combate à inflação e diz que BC pode elevar juro se necessário http://noticias.r7.com/economia/noticias/mantega-reforca-combate-a-inflacao-e-diz-que-bc-pode-elevar-juro-se-necessario-20130412.html

    xiiiiiiiiiiiii, vai acabar com o crédito, vai acabar a mamata de comprar algo que não se pode pagar, pelo preço que não se pode vender, por algo que não se pode ter.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coitado. Além de não entender nada de economia, muito menos de mercado imobiliário, não entende de Brasil. Querido mané, além da relação crédito/PIB no Brasil, em geral, ser baixa, e, particularmente baixa no caso do direcionado ao mercado imobiliário, as taxas de juros do financiamento imobiliário são função da remuneração da poupança e controladas por um governo que será submetido às urnas em menos de 1 ano e meio. E o resultado das urnas guarda estreita correlação com a felicidade do eleitor - tanto maior quanto mais crédito para comprar a casa própria ele tem disponível.
      Ou seja, não há o menor risco de faltar crédito no Brasil, e os bolhotas, que já pagam mico há 4 anos esperando bolhas estourarem, vão continuar a pagar mico, já que são todos uns duros e não tem dinheiro nem para comprar uma vaga de garagem. Sorry....losers.

      Excluir
    2. Aumentando o juros aumentará os destratos dos imóveis já existentes e reduzirá novos investimentos, não precisa ser gênio pra saber disso.

      Outra coisita a bolha americana estourou com 8 anos, a nossa com 4 tá engatinhando ainda, mas estourará bem antes dos 8 anos da americana pode ter certeza.

      Achava que este blog servia para as pessoas argumentares e trocarem opiniões, não para competir qual tem mais ou menos dinheiro. Até porque isso não reflete o caráter de ninguém.

      A próposito minha vida está muito bem resolvida com 4 imóveis, deles 3 alugados. Só que o quinto vai aguardar o estouro.

      Excluir
    3. kkkk..Além de ignorante em economia, mercado imobiliário em em Brasil, ainda é mentiroso. 4 imóveis, é? E você tem certeza que existe bolha? Então está fazendo o que com os seus 4 imóveis? Deveria estar vendendo todos eles, guardando o dinheiro, e esperando o estouro da bolha, quando poderia comprá-los bem mais baratos.
      Enfim: você é um duro, que não tem imóvel nenhum e nem dinheiro para comprar nem um na planta, e vem aqui mentir. Antes de contar suas lorotas por aqui, vc deveria saber que este espaço é habitado por pessoas que pensam, e, portanto, suas mentiras serão confrontadas com a lógica, manézão...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    4. Sério mesmo que você pensa, Kássia? Avise, da próxima vez, pra gente não se surpreender.

      Excluir
  20. Numa coisa eu concordo com a kassia. O dono do bolha imobiliaria é um mau-carater sem escrupulos.Falsificador, censor e mentiroso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca falei que o dono do site é mau-caráter, nem sem escrúpulos, nem censor e nem mentiroso. O que eu mostrei é que o site publica notícias falsificadas. Isso aconteceu sim.

      Excluir
    2. Além disso, o dono do site bolha imobiliaria é semi-alfabetizado, visto que comete erros básicos de Língua Portuguesa nas raras e poucas frases que ele se digna a escrever e mesmo nessas escassas linhas, comete uma quantidade absurda de erros, evidenciando que o sujeito é bem fraco no vernáculo, e de pouca capacidade de compreensão de fatos - o que explica a tendência em acreditar em imbecilidades como essa bolha imobiliária.

      Excluir
    3. Além de semi-alfabetizado, com inúmeros erros de português, o dono do bolha ainda evidencia seu desconhecimento de fatos históricos, e fala bobagem atrás de bobagens quando tenta escrever algo.

      Agora, mesmo, postou um artigo do Ricardo Amorim, mas quis fazer uma introdução. Olhem só a pérola (kkkk):

      "Pessoal. Imagino que excesso de imóveis por aí, também gera uma bolha, não acham ?. Bolha das Tulipas era somente dinheiro vivo e mesmo assim explodiu. Que mundo estamos pessoal ?"

      É incrível como em três linhas o sujeito erra tanto. Começa colocando o vocativo separado por ponto, quando o correto seria vírgula. Depois continua o assassinato da LP separando o sujeito do verbo na primeira oração que ele tenta escrever. Novo erro do vocativo, agora sem vírgula, sem ponto, nada!...kkkkk
      Péssimo! O cara que escreve isso claramente enquadra-se na categoria de analfabeto funcional - aqueles que sabem assinar o próprio nome, e só. Não são capazes de ler e entender um texto.

      A incapacidade do "Bolha Imobiliária" ler e compreender um texto fica clara também na intervenção dele: observe que o texto do Ricardo Amorim em nada fala sobre oferta e demanda de imóveis, e o "Bolha" fala que "um excesso de imóveis por aí gera bolha (sic)". Ou seja, ele passa atestado que não entendeu absolutamente nada do texto do RA.

      Mas o show do horror em três linhas continua quando ele tenta se meter em economia. A pérola de todas as pérolas:

      "Bolha das Tulipas era somente dinheiro vivo e mesmo assim explodiu."

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      O sujeito não tem a menor compreensão do fenômeno das bolhas de tulipas. Zero. De onde ele tirou que bolha era "somente dinheiro vivo"??? OMG! Eu sabia que esse cara era ruim, mas agora meu conceito sobre o sujeito caiu drásticamente.

      Com esse tipo de capacidade de compreensão, os R$ 2k que ele fala que ganha começam a me parecer muito para um sujeito nível educacional tão baixo...

      É óbvio que uma pessoa tão despreparada desse jeito tende a acreditar em profetas e é susceptível a qualquer um que venha propor soluções mágicas e simplistas para problemas complexos (elevados preços de imóveis).

      Agora, a quantidade de seguidores que site do sujeito tem demonstra outro fato: que a educação brasileira está, de fato, na lama. Como pode tantos acreditarem em tantas bobagens por tanto tempo?

      Melhor que continuem assim, afinal, nos divertem, e, ainda, geram menos concorrência nos negócios. Tudo tem um lado bom, afinal...




      Excluir
    4. Pelo contrário, doutora do cigarro, seu blog é que nos diverte. Tenho-o em meus favoritos. Garantia de risdas.

      Excluir
  21. Ahahahaha

    Me divirto demais vindo neste blog!!

    O assunto eh serio, mas eh o que menos importa!!
    Seja argumentacao ou trolagem, a resposta eh uma so: tamancada!!! kkkk

    Kassia, quando voce vai por uma foto no blog pros leitores terem
    ideia de como voce fica quando esta furiosa?

    ResponderExcluir
  22. Kassia,

    Fiquei intrigado com sua afirmação quanto à sustentabilidade da dinâmica Dívida Bruta/PIB do Brasil no médio/longo prazo, especificamente quanto à capacidade do país continuar com sua política de estímulos fiscais no curto prazo. Como não sou economista e estou à procura de fundamentação para minha decisão de investimento em imóveis, gostaria que autorizasse a publicação de seu ponto de vista em outro espaço na internet. Mais especificamente, gostaria de reunir sua opinião com a de outros blogs de economia, como "A Mão Visível" e o do Mansueto Almeida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Brasil tem dívida/PIB menor que 40%, o que signifgica que o govenro tem um espaço fiscal de no mínimo uns 30% do PIB para ampliar a dívida pública em desonerações, consumo ou investimento.
      Ah, pode replicar onde vc quiser. Flw.

      Excluir
  23. Seus argumentos "ad hominem" demonstram a falta de base dos mesmos. Criticar fatos atacando o outro não engrandece em nada o debate. Criticar erros de português então, nem se fala... O brasileiro além de ser ruim em português, é PÉSSIMO em matemática e em planejamento financeiro, por isso muita gente aí vai sofrer durante anos as consequências da especulação que tomou conta do mercado imobiliário.
    Sua postura arrogante e a tamanha falta de argumentação só demonstra sua total insegurança.

    ResponderExcluir
  24. Oi Kassia,

    Engraçado é observar a existência de alguns traders do mercado fracionário vomitando algumas noções aprendidas nos fóruns de corretoras. "Bull trap" é a mais nova mania dos frequentadores do site bolhudo. Aposto que muitos venderam suas ações no fundo da crise de 2008/2009 e, agora, estão extrapolando o episódio para o mercado imobiliário brasileiro.

    E essa aqui? "incrível o desespero de alguns tentando reverter aquilo que não existe...Se não existe Bolha porque o pessoal insiste em ficar falando toda hora que tudo está bem, que aqui é diferente, que são apenas ajustes do que aconteceu há anos atrás etc etc etc." Kkkkkkkkk....sinal de quem já está cansada da própria (falta) de argumentação....

    Baygon nos zé bolhotas!

    ResponderExcluir
  25. Bela análise de regra de três. Fez graduação em economia e foi ser corretora de imóveis?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. para alguns bolhotas a bolha brasileira tá em bulltrap desde 2009...eita bull trap que não acaba, heim? Tem outros que juram de pé junto que a bolha já estourou...alguns, inclusive, dão até a data do estouro, com dia, mês, ano, hora, minuto e segundo...kkkk
      Como nessa notícia da bolha no vídeo abaixo:
      http://www.youtube.com/watch?v=Zy_NZWHFndY

      Excluir
    2. KKKK...ainda, gostam muito de criticar o despreparo dos corretores brasileiros (como se fossem a nata intelectual do país), como abaixo:

      "É impressionante o despreparo de corretores que ao se depararem com a mudança da situação de vendas fácil que tinham até então..."

      Afinal de contas, bolhotas, vocês estão discutindo bolhas ou filosofando sobre a qualidade da mão de obra do país? Ah...e não esqueçam de continuar fiscalizando a qualidade dos empreendimentos na faixa 1 do MCMV...afinal, só vão poder comprar com dinheiro subsidiado, não é? KKKKKK


      "...não deve acontecer, mas o valor da manutenção pelas falhas graves cometidas na construção, será onerosa a ponto de coisa de luxo, ficarem a beira de favelização..."



      Excluir
    3. E os corretores são preparados? A maioria não entende de nada, e há alguns que ainda são mentirosos e insistentes. Não estão nem aí para o comprador, estão ligando é para o dinheiro deles.

      Excluir
  26. Kassia,

    Eu sou corretor de imóveis e estou com grande dificuldades financeiras. A prestação de meu fox está três meses atrasada porque não vendo nada a mais de cinco meses. Gostaria de uma vaga como colunista em seu blog, posso tratar de vários temas como culinária, mercado imibiliario em tempos de crise, paixão por fumar, meu amor por animais (gatos), como bem receber nossos irmãos africanos. Você me dá uma chance? Qualquer salário em tempos de crise tá valendo. Sou seu fã. Beijo sua linda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De graça pode ser. Meu blog é filantrópico....rs..rs..

      Excluir
  27. Parabéns a criadora desse site.

    É o único que eu conheço na internet em que todos entram para dar porrada nela !!!

    Sparring !!!

    ResponderExcluir
  28. Que legal !!!

    Encontrei uma pessoa que vive no mundo da lua !!!

    É ótimo para dar porrada !!!

    ResponderExcluir
  29. Este blog é meu guilty pleasure, admito... rs...

    A Kássia critica o português alheio, mas ela mesma comete barbaridades contra a última flor do Lácio.

    Seus críticos a criticam com argumentos que acabam se voltando contra eles mesmos, como o magnata aí que diz ter 4 imóveis.

    Não frequento o BI porque não acredito em bolha, mas sim em balão, que por sinal está visivelmente desinchando, pelo menos em Águas Claras.

    Além disso, Robert Kiyosaki diz que pra ser rico o primeiro passo é andar com gente rica, e no BI impera a pobreza, tanto material quanto intelectual. E de caráter, de alguns.

    Em resumo, continue, Kássia, não pare.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho pena da Kassia. Não sei o que ela ganhando de bom com isto ? Ou provavelmente gosta de apanhar mesmo.

      Isso mesmo, continue perto dessas pessoas que se dizem ricas. Você vai conseguir o que está procurando.

      Por não frequentar o BI, então, vc não deveria dizer que lá impera a pobreza, tanto material quanto intelectual.

      Excluir
    2. Você precisa ter ido ao Haiti pra afirmar que lá impera a pobreza?

      Excluir
    3. Depende, talvez eu nem precise ir ao Haiti. Apesar de fujir do assunto !!!

      Más não costumo ter um pré-conceito das coisas.

      Excluir
    4. Escreva em português brasileiro (inteligível) e talvez eu lhe conceda a graça de uma resposta.

      Excluir
    5. Aprendeu a fujir do assunto como a Kássia ???

      Quem sabe um dia vc consegue se tornar um discípulo dela.

      Excluir
    6. Ish, discípulos da Kássia existem aos montes, só ir nas grandes imobiliárias de Brasília, tá cheio de gente que acha que imóvel valoriza eternamente. Cansei de ouvir essa ladainha que imóvel sempre valoriza. Mas agora com esta queda de R$ 12.000 para R$ 7.600 no Noroeste, como vão explicar?

      Excluir
    7. Mais uma vez o Senso Cri-crítico e suas comparações estapafúrdias.

      Comparar o Haiti com site Bolha Imobiliária é realmente muito cabível, assim como o preço da pipoca cobrado pelo pipoqueiro e o custo dos automóveis. Realmente é um indivíduo de intelecto inestimável.

      Além de tudo aproveita para destilar seu já costumeiro sarcasmo e soberba, através de seu estilo pedante, bem ao modo de grotescas figuras do nosso cotidiano como Fernando Collor de Melo, José Sarney, entre outros.

      Agora, para quem diz morar num apartamentozinho de 2 quartos em Brasília, que frequenta esta porcaria de Blog e é um pouco produtivo funcionário público, vir aqui e se colocar como frequentador do JetSet tupiniquim, faça me um favor né.

      Mas já que você gosta de uma frase pronta e sempre de origem duvidosa. Citarei minha estimada Vovó: "tem gente que come mortandela e arrota caviar"

      Excluir
    8. ARROUT. E aí, cheirou a quê, mortadela ou caviar?

      Excluir
    9. Sério, isso é o melhor que você consegue? não chego a ficar surpreso muito menos decepcionado, pois é o tipo de reação comum em pessoas como você.

      Sinceramente você acha que surprende ou impressiona alguém agindo com ironia, sarcasmo ou mesmo desprezo?

      Vem a um espaço público de discussões, coloca-se como arauto da língua portuguesa mas utiliza aglicismos baratos, se nega a discutir, pois o fará apenas com aqueles que satisfação seu anseio pelo norma culta da língua, age de forma infantil quando interpelado, que tipo de comportamento é esse?

      Você acredita que vai vir a um espaço de discussão, proferir suas verdades e nós seres ignóbeis e desprovidos de raciocínio aceitaremos de bom grado? Caso contrário, comportar-se como uma criança do pré-primário.

      Acorda para vida cara, se lhe interessa discutir algo pelo menos tenha o caráter de dar aos outros o direito de argumentar. Agora se não aceita a opinião de ninguém, se acredita ser dono da verdade universal, fale com a parede, ela vai aceitar toda sua ideologia de revista Veja.

      Excluir
    10. Assim escreveu o famoso anônimo, que sequer hombridade de se identificar possui.

      Excluir
    11. O pessoal da bolha imobiliária que frequenta o site em questão é de muito baixo nível, mesmo. Não conseguem organizar um raciocínio sequer. Todos os comentário se baseiam nos artigos que o moderador posta. É triste.

      Excluir
    12. Infelizmente reflete a pobreza analítica e a falta de preparo intelectual do brasileiro médio. De ambas as partes. Aqui, no máximo, ele fez uma graduação na UNB e conseguiu se classificar em um concurso público organizado pela ESAF. Acredita na valorização dos imóveis com economia de elevador. Lá, pobre graduado na Unieuro e acredita em qualquer um que saiba escrever mais que 5 parágrafos sobre um cenário de bolha.

      Excluir
  30. Este blog reflete a luta de classes. De um lado o proletariado querendo comprar imóveis e do outro a burguesia querendo explorar ao máximo o proletariado.

    Mas alguns pontos devem ser destacados.

    A dona do blog somente faz ataques porque vive sob o anonimato de Kássia, que já se sabe se tratar de um homem. Além disto, sabe-se que é corretor de imóveis ou então um investidor que acreditou nos preços altos do Setor Noroeste, talvez lunático, pois sabe-se que os preços não chegariam a R$ 20 mil em tão pouco tempo, já que não há lastros econômicos de oferta e procura nem milionários em tamanha quantidade para isto, mas sim uma classe média falida que mal paga condomínio e compra carros de luxo em 60 parcelas.

    Do outro lado, compradores e investidores querendo morar no Noroeste, mas com dinheiro para comprar em Samamabaia. Recusam-se a morar lá, pois afirmam que é de pobre, mas levam vida de rico, com carrões, almoços e jantares em restaurantes caros.

    Ambos os lados exageram, e cabe a um lado abaixar os preços e melhorar a qualidade dos imóveis e a outro acabar com a loucura de achar que imóveis sairão por preços muito baixos, mas também gastar menos para juntar dinheiro e comprar a casa própria.

    ResponderExcluir
  31. A Kassia deve estar entupida de ágios no noroeste comprados em 2009 por 13K o m². Rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tinha um só, que não pretendo vender. E agora recentemente adquiri um ágio de uma pessoa que não estava dando conta de pagar. Melhorou bem meu preço médio....kkk

      Excluir
    2. Adiaram o ano do pico, Kássia? Não vai ser mais em 2013?

      Excluir
    3. Um só? Você será que tem somente um? Fazendo tanta propaganda do Noroeste, falando que quem não compra é invejoso, falando mal dos índios, falando da infraestrutura? Desculpe-me, mas você mais parece uma representante de alguma empresa que está perdendo muito dinheiro com esta bolha e não somente uma compradora de somente um apartamento no Noroeste.

      Se fosse a compradora de somente um, não estaria tão preocupada e não defenderia esta causa com tantas unhas e dentes.

      Excluir
  32. Voltou o vídeo da jornalista loira falando da Marijuana? eita!!!! A coisa tá apertada.


    Como estão as vendas Tia Kássia. Já deu pra separar a graninha pras férias em Bora-Bora?

    ResponderExcluir
  33. http://g1.globo.com/economia/noticia/2013/04/venda-de-imoveis-novos-cai-86-em-fevereiro-na-capital-paulista.html

    xiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

    ResponderExcluir
  34. Engraçado, achei que tinha dado um comentário positivo em relação a este site, mas não achei. Parabéns pela coragem e por aguentar esse povo míope, que só consegue ver 1 lado das coisas. vou começar a acompanhar este site.

    ResponderExcluir
  35. Assistiu a reportagem de ontem do Globo News com o Samy Dana???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estava na academia malhando e deu para ver a imagem dele, mas como não estava com meus fones de ouvido, não consegui ouvir o áudio. Mas acho que não perdi nada, afinal, já sei tudo das profecias furadas dele...kkk

      Excluir
    2. Você precisa malhar mesmo Kássia, está bem barrigudinha. E faz um favor, corta esse seu cabelo porque esse topetinho seu é horrível. Quero ver alguém chegando aí na imobiliária e te chamar de Kássia, hmmmmmm. Não vai pegar bem não, viu.

      Excluir
  36. Tenho lido este blog e o do pessoal do BI. Faz bem filtrar o melhor de cada um.

    Um torce pela quebradeira e o outro vende um crescimento inexistente. No meio estamos nós, seres mortais.

    Bolha ou não, o fato é que os preços no Brasil estão descolados da realidade. O imóvel é apenas um dos vários itens - ainda temos carros, comida, salário, impostos.

    A bolha, ou melhor balão, existe. Esta menos inflado, mas ainda inflado, e tende a desinflar no médio prazo. Pleno emprego, PIB baixo e juros com tendência de alta contribuirão para a queda dos preços dos bens.

    Economistas de plantão esquecem da economia basica - a do lar. Com a população endividada, menos dinheiro sobra para outros itens, até o momento que a própria divida é um luxo. E não é raro encontrar alguém que não consegue mais honrar as parcelas.

    Ah! Os juros subiram hoje. A TR sobe. A parcela vai aumentar para quem financiou. Que esse PIB garanta empregos, pois caso contrario o valor do m2 será um detalhe.

    ResponderExcluir
  37. Na “IPO” da OGX o Eike embolsou mais de R$6 bilhões e dividiu a bolada entre os diretores e funcionários, com bônus/participações magníficas.
    Agora o valor das ações despencou, ficando em torno de apenas R$3,00 (lembrando que chegou a bater o valor de R$125,00).
    Vocês acham que o Eike está sem dormir nesse momento? Lógico que não!
    A OGX já está recomprando as ações, reintegralizando todo o seu capital a baixo custo (vendeu a R$125 e está recomprando por R$3,00 – melhor impossível)!
    Quer dizer: Embolsou R$6 bi na IPO e dividiu entre os amigos (vários diretores das “Xs” comprando imóveis e carros de luxo com o dinheiro dos acionistas de “primeira viagem”)!
    Depois de dividir o bolo, as ações caem e eles compram tudo de novo a preço baixíssimo!
    Com todo o seu capital integralizado e a OGX em “suposta crise”, o Governo e a Petrobras darão aquela “ajudinha” para a empresa de Eike (a Petrobras, inclusive, já está flertando esta parceria)… Pronto, o cenário está formado: as ações voltam a subir, a OGX as recoloca no mercado e depois é bônus atrás de bônus para a galera aqui dentro!
    Será bônus com o dinheiro, meu, seu, nosso e dos acionistas de balcão (com pouquíssimo apetite a risco)!
    Ô Vida ingrata! Eike sabe o que faz!

    Samy? Quem é? Cheio de caras é bocas! Esse novo Conta Corrente é uma piada! E tem gente que ainda dá IBOPE para esses “Zé Roelas”!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai assistir o manhatan conection com o Ricardo Cement Index Guy Amorim, então pra ele te enganar e você perder um dinheiro.

      Excluir
  38. Aquele blog bolha imobiliária é formado por pessoas agressivas, arrogantes e prepotentes.

    Não aceitam ser contrariadas, se julgam acima do bem e do mal, mesmo ganhando 3k por mês e vivendo de aluguel há anos.

    O blog foi criado para vender o livrinho deles. Acho até que o valor do imóvel vai cair mas não da forma que eles sonham.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E este blog aqui não é arrogante e prepotente?

      Ideologia da inveja, ser contra quem mora de aluguel, chamar os outros de otário, de malandro. Realmente, este blog aqui não tem nada de arrogante e prepotente.

      Pena que a dona do blog perde seu tempo aqui, querendo convencer tolos a comprar imóveis em pleno estouro da bolha imobiliária e queda de preços em mais de 30% e vendas em clima da Sibéria.

      Das duas uma, ou é uma corretora fracassada ou é dono de alguma imobiliária que está triste com as quedas nas vendas, mas feliz porque ficou muito rico, e agora fica destilando seu ódio por não ficar mais rico.

      Excluir
    2. Animalzinho, o livrinho não é nosso. E não trata de bolha imobiliária, trata do processo de compra de imóveis. Recomendo a leitura. Você acha a R$ 10,00 no mercado livre.

      E se nós somos agressivos, arrogantes e prepotentes, o que é este blog aqui? A ante-sala do inferno? rs

      Excluir
    3. Animalzinho ? nossa que argumento fantástico. Não acabei de falar que não aceitam ser contrariados, está aí mais um fato.

      Eu sei que é difícil para vocês, mas tentem debater sem agredir, expôr sem impôr, conversar sem gritar, argumentar sem ofensas pessoais, trocar idéias de forma civilizada, respeitando o outro usuário que pensa diferente de você, as vezes um usuário que pensa totalmente diferente de você pode virar um amigo e vir a fazer negócio com você.

      Eu não sou corretor, nem dono de imobiliária, não tenho inveja ou ódio de nada, eu sou apenas mais um fudido que não consegue comprar um imóvel a vista com esses preços lunares, nem contrair um financiamento caro e eterno.

      Excluir
    4. Pelo menos este blog não fica cesurando mensagens críticas contrárias a ideologia do dono. pelo tempo que está demorando essa bolha está mais para imaginária do que imobiliária...

      Excluir
    5. Não vem dizendo que aqui não tem censura e pessoas prepotentes. A própria criadora do site é assim.

      Frequento mais o Bolha Imobiliária, minha renda familiar é 19 K e me sinto um pobre no Rio.

      Excluir
    6. Não consigo entender por que todas as mensagens deste site tem que ser moderadas.

      Talvez este site teria mais sucesso se fosse diferente.

      Ou talvez possa ser medo mesmo.

      Excluir
    7. Este blog não censura?! Engano seu! Não percebeu que todas são moderadas?! Você sabe quanto tempo demorou a bolha espanhola? E a Americana? Leia um pouco mais.

      Excluir
    8. Não sei se alguém já disse isso, mas imaginemos que os preços dos imóveis em geral caiam cerca de 10%.

      Vocês já imaginaram a quantidade de investidores, famílias e pessoas que voltaram a ativa para adquiri-los antes que eles voltem ao patamar anterior ?

      Essa procura aos imóveis na primeira queda fará voltar o preço anterior.

      Eu não acredito que os imóveis vão cair 30% de uma hora para outra, os valores vão decaindo até encontrar um patamar aceitável.

      Enfim, eu não tenho mais esperança de comprar imóvel, a não ser que eu dobre minha renda.

      Excluir
    9. "Animalzinho ? nossa que argumento fantástico. Não acabei de falar que não aceitam ser contrariados, está aí mais um fato."

      Não estou aqui pra argumentar nada, estou aqui pra me divertir com as ideias desta corretora que, na verdade, trata-se de um homem.

      "Eu sei que é difícil para vocês, mas tentem debater sem agredir, expôr sem impôr, conversar sem gritar, argumentar sem ofensas pessoais, trocar idéias de forma civilizada, respeitando o outro usuário que pensa diferente de você, as vezes um usuário que pensa totalmente diferente de você pode virar um amigo e vir a fazer negócio com você."

      Não estou aqui pra fazer amigos, muito menos pra fazer negócios.

      "Eu não sou corretor, nem dono de imobiliária, não tenho inveja ou ódio de nada, eu sou apenas mais um fudido que não consegue comprar um imóvel a vista com esses preços lunares, nem contrair um financiamento caro e eterno."

      Lamento. A outra opção é não comprar até que o preço chegue ao que você acha justo. Ou que você pode pagar.

      Excluir
    10. "Não sei se alguém já disse isso, mas imaginemos que os preços dos imóveis em geral caiam cerca de 10%.

      Vocês já imaginaram a quantidade de investidores, famílias e pessoas que voltaram a ativa para adquiri-los antes que eles voltem ao patamar anterior ?

      Essa procura aos imóveis na primeira queda fará voltar o preço anterior.

      Eu não acredito que os imóveis vão cair 30% de uma hora para outra, os valores vão decaindo até encontrar um patamar aceitável.

      Enfim, eu não tenho mais esperança de comprar imóvel, a não ser que eu dobre minha renda."

      O que você está falando é a fase que vem após o bulltrap. Estude mais o assunto. E ninguém está pregando estas quedas de um ahora pra outra. A Espanha apresenta quedas de 10% aa. Os EUA, no primeiro ano de estouro, apresentou queda de 18%. A queda é gradual, mas acontecerá. 30% você já consegue negciando o preço.

      Excluir
    11. Beleza, vamos aguardar...

      Excluir
  39. Samy caras e bocas é ótimo.

    ResponderExcluir
  40. FORA DONY e SAMY! Olha o nome das figuras!19 de abril de 2013 12:32

    Olhem a última entrevista do Samy no Conta Corrente: http://globotv.globo.com/globo-news/conta-corrente/t/todos-os-videos/v/investidores-tem-perfis-diferentes-na-hora-de-conquistar-dinheiro/2525323/

    Próximo do tempo 4:18min, ele cuspiu um dente! Olhem isso! Esse cara é tosco!
    Fica lá no CDB e na poupança Samy! Conservador dando dica de investimentos!

    Volta GEORGE VIDOR e tirem esse almofadinha e fedelho desse Dony (isso é nome? Dony & Samy! PQP!) O direção da Globo? Arrumem a casa! Isso é Globo! Não é Gazeta!

    Economia é coisa séria gente! Mercado imobiliário é coisa séria! Estão banalizando a economia com esses marinheiros de primeira viagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa, mas o George Vidor é outro boçal, puxa saco do governo petralha. Só sai em defesa desse desgoverno ridículo. Nenhum dos dois presta, mas pelo menos esse Samy Dana parece mais independente que o boçal do Vidor.

      Excluir
    2. Acho que não foi um dente não. Foi o fone de ouvido que caiu.

      Excluir
    3. Foi a dentadura que caiu kkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  41. Concordo com o nosso amigo!

    Kássia, por favor, respeito ao digníssimo George Vidor!

    Ele tem mais tempo de estudo e analises do que você de vida!

    Por fim, minha mulher é dentita e disse que aquilo foi um "provisório"! Ou seja, as Centrais Globo estão botando um desdentado, que aplica somente em CDB, Tesouro e Poupança, para falar o obvio ululante!

    Selic virou a pólvora para esses mediocres! Para eles, ela irá mudar o país!


    ResponderExcluir
  42. Foi preciso o BACEN criar um índice próprio para por um fim à falácia que é o índice FIPE-ZAP, até então usado pela própria Autarquia.

    O gráfico da página 21, do relatório abaixo "linkado", ilustra bem a realidade:
    http://www.bcb.gov.br/pec/appron/apres/Apresenta%C3%A7%C3%A3o%20REF201212%20v10.pdf

    O fato é que, desde 2010, as operações de concessão de crédito estão limitadas a um patamar e o preço dos imóveis tem voltado ao normal, deduzida a inflação.

    BASTA!

    ResponderExcluir
  43. Segundo o indicador do BACEN, recém-criado, provavelmente após o descrédito do FIPE ZAP, deduzida a inflação, os preços estão voltando aos patamares de 2006, e os negócios estabilizados desde 2010 (veja número de transações).

    Página 21 do relatório:
    http://www.bcb.gov.br/pec/appron/apres/Apresenta%C3%A7%C3%A3o%20REF201212%20v10.pdf

    ResponderExcluir
  44. Kássia,

    Explica uma coisa pra mim: você acredita que as informações do Banco Central são passíveis de confiança, e que o que preconiza o seu ministro do BACEN Tombini é real? Por que será que eles estão sempre "ajustando" a meta da inflação para cima, porque a margem que eles estão dando está sendo descumprida toda hora?

    Acreditar no BACEN é a mesma coisa que acreditar em político. Boa sorte pra você, que é consciente e tem repertório econômico vasto...

    ResponderExcluir
  45. me parece que o gráfico relacionando quantidade de crédito imobiliário e quantidade de financiamentos concedidos mostra que da metade de 2010 em diante, aparentemente só os valores dos imóveis aumentaram... e também o primeiro gráfico, mostrando que as relações aluguelXpreço estão piorando (aluguel reduzindo), não indica que o mercado não está se equilibrando, que seria o caso numa legítima desaceleração dos preços?

    ResponderExcluir
  46. Esse índice ESCONDE descaradamente o valor por m2, usando apenas o valor final. O fato é que os imóveis estão menores por isso não aparece a "bolha"...

    ResponderExcluir
  47. Agora que o IVG-R vem despencando, é estouro de bolha?

    ResponderExcluir

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.