quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Bolsonaro: prioridade zero é pensar na reeleição em 2022

Jair Bolsonaro ganhou a eleição. Parabéns! Foi um feito e tanto, mas agora o momento é de governar, e para manter o apoio popular, se ficar abraçado a teses exclusivamente de Direita irá fracassar, pois o Brasil é um país muito desigual e com muita pobreza. A população sente os efeitos da crise econômica e acha que isso é resultado da corrupção. E não é. A crise econômica foi decorrente das barbeiragens de Dilma/PT na condução da economia.


Então, Bolsonaro deveria se mirar no governo Lula 1, aquele de 2003/2006. Dizia-se que ele ganhou com a esquerda, mas governava com a direita (ao adotar uma política econômica ortodoxa, de ajuste fiscal, com o Meirelles no BC, etc). Agora, a situação é outra. A parte econômica está quase que equalizada, basta aprovar a Reforma da Previdência, como aspecto macro. O resto vai correr sozinho: crédito jorrando, a economia vai crescer (já está crescendo) e vai gerar empregos.

O que Bolsonaro precisa fazer é cuidar muito da área social, Bolsa Família, principalmente, e Nordeste. Ele perdeu no Nordeste, e seu desafio será trazer essa região para sua órbita de apoio. E isso ele fará se der uma atenção especial aos programas sociais, e criar políticas que acelerem o crescimento dessa região.

Lembre-se que dos 47 milhões de votos que o Haddad levou no 2º turno, uns 37 milhões vieram do Nordeste, e desses, uns 30 milhões são de beneficiários do Bolsa Família. Se Bolsonaro ampliar esse programa, aperfeiçoá-lo, aumentar o valor dos benefícios, e etc, ele levará grande parte desses 37 milhões de votantes para ele, e aí vencerá a eleição de 2022 no primeiro turno.

É isso que Bolsonaro tem que fazer a partir de agora: ter como prioridade máxima se reeleger em 2022. Isso é o melhor para o Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.