quarta-feira, 6 de março de 2013

Hugo Chávez morre. Venezuela vive.

Hugo Chávez foi um engandor. É um dos ícones da tragicomédia desta América Latina violentada por décadas de populismo e demagogia. Um exemplar do que de pior a espécie humana produziu. Do mesmo jeito que todos os outros demagogos e populistas, destruiu a economia, as empresas e a democracia na Venezuela, sob aplausos de uma massa idiotizada e comprada por distributivismo estatal.

Hugo Chavez

E também de idiotas úteis, aqui e em muitas outras partes do planeta, que não sofreram com suas políticas. E que aplaudem também o exílio de intelectuais, empresários e todos os não-vagabundos de uma nação, as expropriações e a divulgação de listas de eleitores opositores do regime.

Dizem que sempre ganhou no voto. No voto comprado - dos miseráveis e idiotizados - em eleições manipuladas. E com tantas mudanças na Constituição quantas foram necessárias para impedir qualquer vendetta daqueles que chegaram perto de derrotá-lo.

O comandante morre tarde o suficiente para ter espalhado o seu populismo demagogo e incompetente por quase toda a América do Sul. Os desgovernos de Brasil, Argentina, Bolívia, Equador e Uruguai, com mais ou menos sucesso, seguem os passos do bolivariano no sentido de tentar acabar com a democracia.

Os aproveitadores de sempre tentarão usar sua morte para transformá-lo em um mito, quase um deus, para continuarem a se aproveitar dos votos e do trabalho de uma massa imbecilizada.



A Bolsa de Valores de Caracas, com seus 392% de valorização em antecipação ao fato, mostra quem foi Chávez e o que ele representou. E, aí, aqueles que tentam manter o populismo vivo perceberão que já não será mais possível.

22 comentários:

Anônimo disse...

Mandou uma dentro, tia Kassia. Esse pilantra aí já foi tarde. Só poderia mencionar que o José Dirceu ainda faz questão de ir no enterro do motumbo, e até entrou com um pedido no STF para tentar ir pra lá. Essa é a quadrilha de ladrões da America Latina que usa o populismo puramente para enriquecimento pessoal.

Anônimo disse...

Eu acho interessante o quanto nós brasileiros somos inteligentes e odiamos o Chaves enquanto os venezuelanos em sua maioria o aprovam. Para nos são apenas um povo burro que gostavam do seu lider devido a suas politicas assitencialistas, ou seja, nos que estamos distantes sabemos o que é bom pra Venezuela e o seu povo não sabe...
É muita arrogância.

Kássia Tavares disse...

O "apoio" a que vc se refere é comprado com distributivismo estatal. Que só mantém o povo na miséria. Para esses tipos como o Chavez, não interessa um povo emancipado, educado e que viva com independência do estado. Eles precisam do povo imbecilizado, idiotizado e na miséria, pois esses votarão neles e os materão no poder.

Anônimo disse...

Como eu disse, nós sabemos o que o povo venezuelano precisa, um povo emancipado, educado e que vica com independencia do estado, agora eles coitados, são apenas um povo imbecilizado, idiotizado e na miséria.
Nós à distância sabemos disso, agora eles coitados, não sabem, são muito burros e por isso continuarão apoiando o sucessor de Chaves.
Como eu disse antes é muita arrogância acharmos que sabemos o que é melhor para os outros povos.

Anônimo disse...

Concordo plenamente

Essa dona se coloca em uma posição como soubesse o que é bom ou ruim para Venezuela, não vive lá, provavelmente nunca pisou no país, não conhece indicadores sociais, econômicos. Não conhece os meandros da política venezuelana, a não ser pelo que é vendido pela nossa imprenssa. Mas mesmo assim se acha no direito de decidir o que é bom ou ruim para Venezuela.

Bom mas pelo ponto de vista dela, agora a Venezuela é um país livre, todos teram acesso a educação e saúde, como tinham antes do Chaves,realmente antes do Chaves a Venezuela vivia em um sonho e as pessoas decidiram eleger um presidente com idéias totalmente em contraposição a elite venezuelana de graça, já que tudo ia muito bem.

Agora todos podem exigir seus direitos, se expressar nos grandes jornais, como acontece aqui no Brasil, que temos livre acesso para expressar nossa opinião na impremssa. Agora eles podem fazer uma greve por melhores salários e condições de trabalho sem a polícia ou a justiça intervir, como acontece aqui.

É impressionante como todos viram imbecis, idiotas e miseravéis se não é obedecida suas convicções. Importa se o indivíduo foi eleito democraticamento, uma eleição direta com supervisão internacional? Nem um pouco, são imbecis, idiotas e miseravéis e deveriam ter votado de acordo com os intelectuais, espertos e ricos. Por que é assim que deveria ser a democracia, só votam aqueles que eu considero intelectuais, espertos e ricos, o resto não sabe o que é bom para eles, e se se atreverema a decidir o que é certo para eles eu faço um golpe militar para proteger a ordem e a família.

Essa falsa ingenuidade de pessoas que se colocam como elite é o que mais irrita, se vai defender a morte do Hugo Chaves que pelo não seja hipócrita e assuma que esta interessada na idéia de proteger seu interesses econômicos e políticos, não me venha com esse falso moralismo de defensora da liberdade e democracia, isso isso não conevence nem nas páginas do lixo da revista Veja e na coluna do dissimulado do Reinaldo Azevedo.

Kássia Tavares disse...

Os números da Venezuela falam por si: inflação de mais de 30%, déficit fiscal de 17% do PIB, Caracas se tornou a cidade mais violenta do mundo, desabastecimento de produtos básicos. Ou seja, um desastre.

Se eu fosse uma miserável dependente de esmolas do governo venezuelano (em troca de votos) e não tivesse acesso à informação (pois o governo chavista destribuiu a liberdade de expressão), eu talvez teria medo de ficar sem minha esmola e morrer de fome, ou sofrer com as milícias chavistas.

Mas como eu não sou isso, e sei o que acontece na Venezuela, observo que, sim, a morte do ditador Hugo Chavez melhora o ambiente institucional na Venezuela em particular, e na América Latina em geral.

Kássia Tavares disse...

Isso significa que os venezuelanos serão um pouco mais livres a partir de agora, mas para melhorar o padrão de vida da população, teria que haver uma guinada radical na política economica e na gestão do país, coisa que o caminhoneiro que assumiu (ilegalmente, diga-se de passagem), não tem competência para fazer.

Anônimo disse...

o que me estranha é bradarem: você nunca esteve na Venezuela, não faz idéia do que acontece lá!

e vc que escreveu isso.... mora na Venezuela?
ah, mas vc é superior por defender a esquerda que tanto "defende" o povo, mesmo a base de ferrar lhe por toda a vida...

a educação é ótima na venezuela, sabem tudo que o governo quer que saibam, e nada do que o governo não quer.

se o povo elegeu chavez é democracia! tipo, pula essa? propaganda política diária, esmolas para compra de votos, etc,e tc, etc,... go democracia, go!

é como sempre dizem os esquerdistas: o povo no poder, desde que EU seja o povo.... senão tem que ter revolta....

tsc,tsc,tsc....

mas tudo isso é blá-blá-blá, o que me impressiona é que até hoje, nenhum esquerdista conseguiu começar a discutir economia... vem bradar: a "mais-valia", a exploração do povo... mas não percebem que isso não existe economicamente....

explorar o povo é um país comunista aonde ou se trabalha, ou vai para o paredón!

todos querem ser comunistas e todos serem ricos, ninguém quer ser comunista e trabalhar na mina de carvão na sibéria... é... isso deixa para trabalhadores menos qualificados, né?

universitáriozinho que ser socialista pra ser o pensador do partidão, ou para ser o artista descolado... mal sabe o coitado que querendo ser "o pensador" vai ser um dos primeiros no paredão para não ofuscar o regime... e querer ser o artista financiado pelo governo do povo só vai rolar se ele for amigo dos cabeças, nunca pelo talento ou esforço... corre muito mais o risco de, ao invés de ser artista, ir trabalhar na mina de carvão.....

enfim, é muito bonito falar que todos somos iguais e devemos ser assim tratados. sou muito mais favorável a falar que temos que ter as mesmas oportunidades, o resto, é esforço de cada um....

Visitante Carioca disse...

Kássia, vamos falar mais de política.

O que achou da nomeação do Marco Feliciano para PRESIDENTE da Comissão de Direitos Humanos?

E do Blairo Maggi para PRESIDENTE da Comissão de Meio Ambiente?

E do Renan Calheiros para PRESIDENTE do Senado?

Eu acho que essa é uma manifestação fiel dos desejos do povo, e eles seguramente sabem perfeitamente o que os brasileiros precisam.

Acho essa a perfeita representatividade dos direitos individuais e o respeito à livre iniciativa e à propriedade, principalmente de opinião. rsss. (ironic mode on).

Anônimo disse...

Sra Kássia, olhe para seu próprio país, que luta para abolir miséria absoluta, a industria da seca, etc. etc. Tres crianças negras, na faixa de 06 a 08 anos abordaram-me, saindo do supermercado, para vender amendoim, isto por volta da 21h. Não temos moral alguma para deitar conselhos em quem quer que seja. Por outro lado é possível conviver com economia de mercado, democracia e forte presença do Estado, cumprindo sua função social (sábia forma de imunizar-se contra o virus da escola austríaca)

Anônimo disse...

Hugo Chavez lançou mão de casuismos de toda a ordem para permanecer no poder. Isto não é democracia. Quanto à sua popularidade, não esqueçamos que nos fune
rais de Stalin, morreram mais de mil pessoas.

Kássia Tavares disse...

Qualquer um desses é melhor que um petralha.

Anônimo disse...

quem e vc kassia representante de empresa que usa da supremacia economica para impor precos absurdos dos imoveis sobre a populacao para dizer algo sobre quem quer que seja?

Kássia Tavares disse...

Os preços são formados no mercado, e não pelas empresas. E as condições de mercado são dadas pelo governo. Portanto vá reclamar com os petralhas...kkkk

dimarcinho disse...

Getúlio Vargas também era adorado...

Anônimo disse...

quem manda no dito mercado sao as empresas pois todos sabem que os precos dos imoveis subiram muito alem dos custos dos terrenos e incc. quem calcula preco de venda sao as construtoras. e voce ainda vem por culpa no governo.

Anônimo disse...

do mesmo modo quem escolhe o padrao de acabamento muito ruim por sinal e a redacao dos contratos cheios de avusividades contratuais que lesam o direito do consumidor sao os advogados das construtoras. e esta raca que prejudica o brasil. so quer sugar. eo povo sempre e massacrado.

Kássia Tavares disse...

Se quem manda nos preços são as contrutoras, e vc tá louquinho para comprar um apto, vai ter que morrer no preço pedido por elas. Não adianta ficar se lamuriando...kkk....só lhe resta sentar e chorar...rs..rs.

Kássia Tavares disse...

Esse povo que fica se lamuriando e reclamando de construtora, contratos e etc, na realidade, esse pessoal não tem dinheiro nem para comprar uma vaga de garagem em uma COHAB. Ou seja, preço de imóvel pode cair 99% que eles continuarão a ter dinheiro para comprar...são uns losers...e aí só resta destilar ódio contra construtoras e incorporadoras na Internet. Isso não resolve nada, mas é claro que se eles tivessem consciência disso, não perderiam tanto tempo com esse tipo de baboseira...

Anônimo disse...

quase concordei com vc de novo kássia....

mas vc se contradisse... quem põem os preços são as construtoras sim, mas quem paga é o comprador... só tem esse preço por que pagam....

reclamar de construtora só se for por não entregar o que promete...

de resto eu reclamo do povo que não faz conta e vai correndo comprar apto valorizando-os imensamente...

imagino que vc não concorda comigo, mas tenho plena noção que a demanda vai cair... tenho dinheiro na conta para comprar a vista um apto, mas por enquanto, ele, descontado do aluguel que pago, esta rendendo mais do que aptos que quero comprar... ou seja, pra mim está ficando mais barato (minhas economias que valiam X no começo do ano passado e o apto nas condições que eu quero valiam X, hoje elas valem Y e o apartamento vale menos que isso....)

espero uma baixa de preços, e acompanho, se começar a dispararem os preços, compro e encerro o assunto... se baixarem, compro e ganho um bom dinheiro...

Kássia Tavares disse...

Não me contradisse nada. É você que não sabe ler e entender um texto em Português. Eu já disse e repito: aqueles que têm difuculdades com Língua Portuguesa, Lógica, Matemática, Direito e Economia DEVEM ficar longe deste blog.

Aprenda que eu jamais concordei com a hipótese de que os preços são estabelecidos pelos ofertantes. Quem sabe ler e entender corretamente a língua de Camões perceberia que a conjunção condicional "se" aplicada antes da afimação foi usada para tirar uma derivação lógica da afirmação errada que foi feita pelo outro leitor.

Na realidade o mercado imobiliário brasileiro não tem características nem de oligólio e nem de oligopsônio. Logo, os preços não são determinados nem pelos ofertantes e nem pelos demandantes. São estabelecidos no mercado - que é um fenômeno econômico que resulta das múltiplas interações entre ofertantes e demandantes.

Kássia Tavares disse...

E mais uma coisa: o que você faz ou deixa de fazer com o seu dinheiro não me interessa, já que, a julgar pela precária análise que você faz sobre a conjuntura, suas decisões de investimento são evidentemente erradas - visto que, se fossem acuradas, você não precisaria sonhar com bolhotas imaginárias para comprar um imóvel. É o que eu sempre digo: quando a mente é fraca, o bolso padece....kkkkkkkkkkkkkkkkk

Postar um comentário

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.

alert('Olá prazer em conhecê-lo!'); alert('Olá ' + comment.authorUrl + ', prazer em conhecê-lo!');