domingo, 18 de outubro de 2020

Elon Musk sobre quarentenas: 'A Suécia estava certa'

O bilionário dos carros elétricos Elon Musk apontou recentemente em sua conta no Twitter que a abordagem da Suécia na COVID-19 em não fazer quarentenas: "A Suécia estava certa".
Elon Musk sobre quarentenas: 'A Suécia estava certa'
Quando as pessoas pensam em países polarizados, a Suécia raramente vem à mente. Pelo menos esse era o caso antes de 2020.

segunda-feira, 12 de outubro de 2020

Avenida W9 no Setor Noroeste finalmente será concluída

A aguardada Avenida dos Ipês, a via W9 do Setor Noroeste, vai sair do papel após mais de 16 anos de espera. Isso só é possível graças a acordo histórico da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) com os indígenas que viviam no local e ocupavam um trecho da área. Em julho deste ano eles foram realocados.
Via W9 Noroeste - Brasília


Para preservar o Santuário dos Pajés, a via teve seu trajeto mudado (foto). A expectativa é de que a obra seja entregue até o fim do ano. Cerca de R$ 1,7 milhão é investido pela Terracap no empreendimento.

domingo, 4 de outubro de 2020

O Regime Militar no Brasil: causas e motivos da revolução de 64

Muito se fala que o regime de 64 foi motivado, principalmente, pela necessidade de desmantelar o "modelo populista" que vinha sendo implantando por João Goulart. Neste artigo sustento que o regime militar de 1964 aconteceu como uma solução política para um problema político - a paralisia decisória do Poder Executivo e do Legislativo.
O Regime Militar no Brasil: causas e motivos da revolução de 64
Fernando Henrique Cardoso argumenta em “Associated-Dependent Development" que o regime de 64 veio ´para desmantelar o modelo populista, e garantir “reintegração do Brasil à economia internacional, agora dentro da lógica dependente-associada“. Essa tese não se sustenta. Em primeiro lugar, conforme dados do IBGE, o crescimento econômico foi de 9,7% em 1960 e de 10,3% em 1961, quando assumiu Goulart. Já sob a administração de Goulart, o crescimento caiu para 5,3% em 1962, depois desabou para 1,5% em 1963. Em 1964 foi de 2,9%.

sexta-feira, 7 de agosto de 2020

Justiça do Trabalho: uma piada trágica, cara e ineficiente

A vergonhosa Justiça do Trabalho do Brasil, assim como o Poder Judiciário inteiro no Brasil, é um exemplo perfeito e acabado da ineficiência e ineficácia.

Poder Judiciário no Brasil - ambiente medieval
Poder Judiciário no Brasil - ambiente medieval
A Justiça do Trabalho custa R$ 20 bilhões por ano para o povo, e o total de causas julgadas não chega a R$ 5 bi.

domingo, 24 de maio de 2020

Ministro do STF Celso de Mello cometeu crime ao divulgar vídeo?

No dia 22 de maio de 2020 o Ministro do STF, Celso de Mello, liberou para divulgação publica o vídeo da reunião ministerial do Presidente da República, Jair Bolsonaro, com seus ministros, ocorrida no dia 22 de abril, no âmbito da investigação da denúncia do ex-ministro Sergio Moro de que o Presidente da República interferiu na Polícia Federal. O vídeo foi divulgado praticamente na íntegra, de uma reunião privada, e a questão que se discute é se o Ministro do STF, Celso de Mello, praticou crime de abuso de autoridade por divulgar o vídeo na íntegra.

Ministro do STF Celso de Mello cometeu crime ao vídeo?

A questão vem à discussão pública porque o Presidente da República, Jair Bolsonaro, publicou em sua conta no Twitter, que o artigo 23 da Lei nº 13.869, de 2019 - Lei de Abuso de Autoridade, que tipifica como crime o ato de "Divulgar gravação ou trecho de gravação sem relação com a prova que se pretenda produzir, expondo a intimidade ou a vida privada ou ferindo a honra ou a imagem do investigado ou acusado", com a seguinte "Pena - detenção, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa."

quinta-feira, 21 de maio de 2020

A desastrosa condução de Bolsonaro para a economia

O presidente Bolsonaro vem se notabilizando para sua condução política de brigas e conflitos eternos contra governadores, congresso, supremo e até de seus ministros. Será que ele não percebe o quão ruim para ele mesmo é essa condução? Ruim do ponto de vista eleitoral, porque quanto mais ele briga, menos crescimento na economia haverá, e mais desemprego haverá. Hoje, com a reunião do Presidente com governadores, o risco brasil (CDS) desabou.

A desastrosa condução de Bolsonaro para a economia

Então é uma burrice enorme essa política de colisão full-time adotada por Bolsonaro. É burra porque prejudica todos, o próprio Bolsonaro, o país, tudo.

sábado, 9 de maio de 2020

Folha de SP faz Fake News em matéria "Verba publicitária de Bolsonaro irrigou sites de jogos de azar e de fake news"

A Folha de São Paulo publica uma matéria "Verba publicitária de Bolsonaro irrigou sites de jogos de azar e de fake news na reforma da Previdência", para tentar atacar o Governo Bolsonaro, mas está totalmente errada. A matéria inteira é Fake News pura.

"Verba publicitária de Bolsonaro irrigou sites de jogos de azar e de fake news"

A matéria diz que teve impressões no Get Movies, que é um canal do youtube em russo. Em primeiro lugar, o fato de ser veiculado lá não significa que foi pago, pois o anunciante não paga por impressão. Segundo, mesmo que o site é em russo, a segmentação do Adsense é pelo lado do espectador. Logo, se quem está vendo o anúncio está no Brasil e acessa um vídeo de um canal russo ( e isso é muito normal, porque o próprio Youtube que recomenda os canais), a impressão do anuncio vai aparecer para quem está assistindo, pois essa pessoa é brasileira e está no Brasil. Então normal, 100% de aparecer o anúncio no Get Movies.

sábado, 18 de abril de 2020

Prefeitura de SP quer forçar colapso internando pacientes com sintomas leves

Como os hospitais estão vazios, então precisa-se dar um jeito de lotar, para com isso justificar isolamento cada vez mais insano e, com isso, prejudicar a economia para desgastar o governo federal.


Veja matéria do SBT: Prefeitura de SP vai internar pacientes com sintomas leves. Ou seja, eles querem dar a um impressão de colapso. Na boa, PSDB está se afundando nessa crise.

Estadão usa escala logarítmica em gráfico para mostrar situação do Brasil muito pior do que é

O Estadão está agora usando escala logarítmica para fazer notícias sensacionalistas sobre a COVID-19 e tentar fazer o Brasil ficar igual à Itália e EUA.


O Brasil com menos de 1/5 dos casos da Itália, e menos de 1/20 dos EUA, aparece no gráfico como quase igual. A imprensa brasileira entrou pesado no jogo político. Será que está sendo influenciada pelas verbas públicas do governo de SP.

COVID-19: Desaba internações e disparam altas no Einstein em SP

A situação do hospital Albert Einstein em São Paulo é de queda vertiginosa de internações, e de disparada de altas.

COVID-19: Desaba internações e disparam altas no Einstein em SP

A situação tranquila de São Paulo não condiz com o nível de lockdown usado em São Paulo, e sugere que o governador de São Paulo está conduzindo a crise de saúde pública com interesses puramente políticos, ou seja, dar um golpe em Jair Bolsonaro.

domingo, 26 de janeiro de 2020

Sérgio Moro x Jair Bolsonaro - os motivos da cizânia

É notório que há um antagonismo entre o presidente Jair Bolsonaro e seu ministro da Justiça, Sérgio Moro. A maior parte dos jornalistas aponta que o motivo para tal situação seria que Bolsonaro teria “ciúmes” e medo de “popularidade" de Moro, o qual poderia ameaçar o projeto de reeleição de Bolsonaro em 2020. Esses são argumentos repetidos por jornalistas, que não só não entendem nada de Segurança Pública, como na sua maior parte são esquerdinhas e contrários ao governo Bolsonaro. Mas o real motivo da divergência é que Moro não executa a política de segurança pública definida pelo presidente.

Sérgio Moro x Jair Bolsonaro - os motivos da cizânia

Antes de mais nada, Bolsonaro não tem "medo" da popularidade de Moro porque que se a economia e a segurança pública continuarem na trajetória que estão, Bolsonaro se reelege em 1ª turno em 2022 (aliás, como apontou a pesquisa da MDA/CNI desta semana). O Moro não tem chance em uma disputa contra o Bolsonaro montado em uma economia bombando.

domingo, 19 de janeiro de 2020

Forbes: escândalo nazi no Brasil não tem importância

Na semana passada, foi outro daqueles escândalos do Twitter infundidos no Brasil, dos quais apenas os viciados em política se preocupam. Este deu aos que menosprezam o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, quase tanto quanto Donald Trump, um motivo para se gabar de "eu te disse". Sim, membros do gabinete de Bolsonaro são nazistas obstinados, era a mensagem. Portanto, a maçã não cai longe da árvore. Um mais um é cinco.


Tudo aconteceu quando o terceiro contratado de Bolsonaro como Secretário da Cultura, Roberto Alvim, anunciou nas mídias sociais uma nova bolsa de arte financiada pelo Estado.

Brasil está sofrendo fuga de capitais? Sim, e isso é bom!

Diz-se por aí que o Brasil vem sofrendo "fuga de capital" por conta do governo Jair Bolsonaro. De fato, em 2019 já saíram da Bolsa de Valores brasileira mais e U$ 40 bilhões de dólares. O que não dizem é que isso é um processo previsível e desejado pelo governo.


Na verdade isso é fuga de capital especulativo. Era o dinheiro que vinha fazer “arbitragem” de juros. Os juros nos EUA está em 1,5%. Como o Brasil do PT pagava 14,5%, os investidores entravam no Brasil e compravam títulos do governo que pagava 14,5%. Vai ficando e lucrando a diferença de juros (14,5% - 1,5%). Tem um risco nessa operação que é a desvalorização do câmbio, mas quando o diferencial de juros é muito alto, vale a pena.

terça-feira, 24 de dezembro de 2019

Autoritarismo e Liberalismo no Brasil: do Império a Bolsonaro

Convivência entre Autoritarismo e Liberalismo

Autoritarismo e Liberalismo no Brasil: do Império a Bolsonaro

O Brasil tem uma tradição de governos de corte autoritário, e uma progressiva adoção de aspectos liberais no campo econômico, refletindo uma convivência entre autoritarismo político e liberalismo econômico. Neste texto analisamos o contexto político e econômico das fases imperial e republicana, mostrando que as ideias liberais vem sendo progressivamente adotadas no Brasil, com uma descontinuidade marcante no início do século XXI, com inflexão autoritária na economia e na política. A partir de 2016, porém, retoma-se o processo liberalização político e econômico.

domingo, 22 de dezembro de 2019

O que é o bolsonarismo? breve resumo de origens e ideologias

Muita gente fica confusa com o Bolsonarismo. Não se sabe direito o que ele significa, tendo em vista que há bandeiras aparentemente antagônicas, como por exemplo defesa de privatizações e o nacionalismo. Este artigo faz um breve resumo desses diversos pontos que foram o momento.


O Bolsonarismo é um movimento meio que desorganizado, sem uma unicidade lógica ou ideológica. E isso começa com a falta de consistência ideológica do próprio Jair Bolsonaro. A pauta do Deputado Jair Bolsonaro foi historicamente a defesa de causas corporativistas da classe militar e policial - um segmento que sempre foi anti-esquerda e anti-PT, simplesmente porque a esquerda em geral, e o PT em particular, nunca teve proposta para Segurança Pública.

Governo Lula x Flavio Bolsonaro: comparativo de corrupção

A eclosão das revelações das denúncias de corrupção no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro vem alimentando uma tentativa da esquerda, de uma parte da imprensa, e até mesmo do povo "isentão" de criar uma narrativa de equalização em termos de corrupção entre Bolsonaro e Lula. O que é uma piada, dada as dimensões dos dois casos.


Vamos colocar em perspectiva. É óbvio que houve rachadinha e que a loja da Kopenhagnen foi usada para esquentar o dinheiro desviado do salário dos assessores. Mas isso coisa de ladrão de galinha, coisa de milhares de reais. O MP do Rio mostra R$ 2 milhões de transferências ao longo de 12 anos, e isso dá R$ 160 mil por ano, sendo que a maior parte desse dinheiro era de salário dos familiares do Queiroz. Ou seja, pelo que o MP-Rio sugere, ele colocava as filhas e a mulher como funcionárias fantasmas para pegar o salário e desviar para o deputado.

sábado, 21 de dezembro de 2019

Jair Bolsonaro institucionalizará a "rachadinha" em todo o serviço público com a reforma administrativa

O escândalo das rachadinhas que foi desvendado pelo MP do Rio de Janeiro em gabinetes de deputados estaduais do Rio de Janeiro, entre os quais o mais famoso é o agora senador Flávio Bolsonaro, pode se institucionalizar caso seja aprovada a reforma administrativa que está sendo gestada no Ministério da Economia, e como quer o presidente Jair Bolsonaro.


Esse tipo de desvio de dinheiro público "rachadinha" só acontece em áreas do serviço público nas quais os funcionários não têm estabilidade no emprego, como são os funcionários dos gabinetes. Nesses lugares, o controlador de determinados cargos públicos, como são os Deputados em seus gabinetes, podem exigir as rachadinhas em troca de nomeações. Ou seja, podem "negociar" que os funcionários nomeados por eles devolvam uma parte ou todo o salário como uma espécie de "pagamento" pela nomeação.

domingo, 15 de dezembro de 2019

Agradecimentos aos insetos do Brasil não é do Mourão

O texto não é do General Mourão, vice-presidente da República, como se divulga nas redes sociais. Mas mesmo assim é um bom texto de um autor anônimo.

Agradecimentos aos insetos do Brasil não é do Mourão


AGRADECIMENTO AOS INSETOS DO BRASIL

sábado, 14 de dezembro de 2019

Parlamentarismo é superior ao Presidencialismo?

Formas de governo (presidencialismo e parlamentarismo) têm sido tratadas de forma acadêmica apontando o parlamentarismo superior ao presidencialismo na formatação de governos mais cooperativos, e sobre a legislação partidária, sustentando uma revisão crítica com atenção ao nível de centralização do processo decisório e sua influência na performance do governo.

Parlamentarismo é superior ao Presidencialismo?

A primeira seção analisa a questão da paralisia decisória em governos parlamentaristas, que são tidos como formas de governo que foram “automaticamente” governos de maioria. O autor mostra dado de Kaare Strom apontando que, no período do pós-guerra, 36,2% dos governos parlamentaristas foram minoritários - o que coloca em xeque essa noção. Além disso, situações históricas como na Grécia 1989, Dinamarca em 1990, e podemos colocar Espanha, em 2019, mostram que governos parlamentaristas não estão imunes à paralisia.

Sociedade civil, instituições participativas e representação política

O autor AVRITZER, Leonardo aponta em seu texto “Sociedade civil, instituições participativas e representação: da autorização à legitimidade da ação” que a sociedade civil vem ampliando sua participação nas políticas públicas e nas instituições participativas, como os “conselhos” dos governos do PT - muito dos quais agora cancelados no governo Bolsonaro - e que essa “nova” forma de “representação” é diferente - seria “pluralista” - da “representação” parlamentar.

Sociedade civil, instituições participativas e representação política

A teoria da representação, de Pitkin, tem fundamento em Hobbes no conceito de autorização: o representante fala em nome do representado pois tem autoridade para isso. O autor questiona as condições de legitimidade da representação no contexto de eleições - processo ao qual ele atribui status monopolista em territórios - e que esse modelo consolidou a forma de governo baseada em unidade da comunidade política. Recentemente esse conceito de representação monopolista vem sendo criticada, com outros tipos de representação surgindo, como: “representação virtual”, “representação além da eleitoral”, e “representação discursiva”.

Resenha: Financiamento partidário no Brasil - Pedro Floriano

O autor Pedro Floriano analisa em seu texto "Financiamento partidário no Brasil" a estrutura de financiamento dos partidos políticos no Brasil em 2007, e propõe uma linha de pesquisa sobre democracia, com foco em transparência e controle.

Resenha: Financiamento partidário no Brasil

Os partidos dependem de trabalho e dinheiro, e com o passar dos anos, há a necessidade de migrar do trabalho voluntário para o profissional, o que demanda dinheiro, sendo que as doações de grupos de interesse e contribuições de empresas privadas são os dois maiores vetores.
alert('Olá prazer em conhecê-lo!'); alert('Olá ' + comment.authorUrl + ', prazer em conhecê-lo!');