sexta-feira, 6 de julho de 2012

Bolha Imobiliária brasileira é destaque na imprensa internacional

10 comentários:

Carlos Wagner Flore disse...

Ótima tática para tentar atrair atenção para seu blog. Mas, pelo visto, vai ter se contentar com recordes de 3 posts por matéria...hehe

Kássia Tavares disse...

Oi Carlos, entenda que este blog não vende ilusões como outros por aí. Aqui escrevemos a realidade dos fatos, mesmo que isso desagrade a imensa maioria que está indignada com os preços elevados dos imóveis.
Nós reconhecemos que os preços estão elevados, só que consideramos que a tendência dos preços é subir ainda mais, porém em uma taxa menor. Cair, em hipótese alguma.
É claro que algumas pessoas gostam de acalentar um sonho, uma crença, que algum evento mágico irá fazer os preços dos tão sonhados imóveis caírem 30% ou 40%. Sinto lhe informar, mas isso não irá acontecer.
O fato é o seguinte: tem site por aí que promete estouro de bolha desde 2010, e desde 2010 os preços dos imóveis subiram mais de 30%. Quem não comprou imóveis nesse período baseada nas recomendações do que se escrevem em blogs como o bolha imobiliaria se deu muito mal, arcando hoje com elevados prejuízos, tendo que encarar preços muito mais elevados de preços agora.
Então é isso: acreditar em ilusões pode sair bem caro. Nós aqui não vendemos ilusões. Escrevemo baseada em fatos (indicadores do governo, FIPE-ZAP, arrecadação de ITBI) e um pouco de sentimento pessoal de como está o mercado.
Uma coisa é certa: quem comprou imóveis de 2010 para cá ganhou dinheiro. E quem não comprou, hoje está tendo que pagar mais caro.

Henrique disse...

Como os preços não caem?

Muitas construtoras estão entrando na onda dos feirões, já que não conseguem compradores, já que os preços estão acima do que as pessoas podem pagar.

Henrique disse...

Quem comprou imóvel de 2010 para cá não ganhou dinheiro.

Ganhou foi um acréscimo no saldo devedor de 20%.

Enquanto isto, a construtora está fazendo feirão e vendendo o imóvel hoje pelo preço de 2010.

A era do ouro dos imóveis foi entre 2007 e 2009, e isto acabou.

Seria melhor você começar a se acostumar com estes fatos, pois quanto maior o tombo, maior a queda.

Não adianta você, defensora do mercado imobiliário, querer convencer a população de algo que é um fato. A bolha existe sim, não sabemos ao certo quando irá estourar, mas sabemos que ela está inflando, e crescendo, tanto é que o governo resolveu aumentar o tempo de financiamento de 30 para 35 anos.

Kássia Tavares disse...

Esses feirões são de unidades encalhadas, em geral de 1º andar, com vagas descobertas e com sol da tarde. Ou seja, os micos que não venderam durante toda a obra, agora dão um descontinho para ver se desencalha....

Kássia Tavares disse...

Eu comprei imóvel em 2010 em SP e estou muito satisfeita com a valorização. Inclusive comprei mais de uma unidade em um empreendimento em SP e estou fechando a venda de uma unidade, e vou pegar o dinheiro e quitar a outra (com desconto ainda da construtora). Detalhe, comprei a R$ 4k/m2 e hoje o mercado, na região que comprei, chega a pedir R$ 10k/m2.

Henrique disse...

Você mora em São Paulo ou em Brasília?

Henrique disse...

Há unidades ruins, mas também há ótimas unidades. Depois que passam os feirões, os corretores te ligam, te procuram, e é só você falar que quer uma unidade melhor que eles arrumam.

Lembre-se que os corretores estão desesperados, pois ninguém está vendendo, e as construtoras estão com muitas devoluções.

Henrique disse...

Também é possível comprar de particulares que não estão conseguindo pagar as parcelas, ou que tem um saldo devedor gigante nas mãos.

Fábio Portela disse...

Engraçado... Conheço gente que perdeu dinheiro comprando no Noroeste, em Brasília... E prejú de 30%

Postar um comentário

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.

alert('Olá prazer em conhecê-lo!'); alert('Olá ' + comment.authorUrl + ', prazer em conhecê-lo!');