quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Setor Noroeste em Brasília: para onde vão os preços?

O Setor Noroeste já causou muitos prejuízos para quem comprou lá, na planta, entre 2009 e 2012. Uma onda de distratos chegou às construtoras. O resultado para os consumidores é prejuízo de dezenas de milhares de reais, e, para as construtoras, uma elevação dos estoques.


Os preços do metro quadrado, que estavam em R$ 8.500 reais em 2009, estão hoje no mesmo nível, ou até mais baixo, para imóveis prontos. Isso mostra que quem aplicou o dinheiro em Renda Fixa viu seus investimentos subirem, enquanto quem aplicou em aptos na planta no Noroeste, perdeu de 20% a 50% do que aplicou. Em alguns casos, a perda chega a 90%.


Além disso, é fato que o bairro ainda não está pronto, falta muito ainda para a infraestrutura ser concluída. E quem comprar no Noroeste, hoje, terá que conviver pelo menos uns três anos com obras, poeira e falta de serviços básicos e comércio.

Nesse contexto, fica a questão: vale a pena comprar no Noroeste, hoje? Os preços vão subir, ou vão cair? Quando a infraestrutura vai ficar pronta? Vale a pena comprar na planta, no Noroeste, hoje? É claro que responder a tais perguntas é um exercício de futurologia, mas alguns aspectos objetivos podem ser considerados.

Em relação aos preços, penso que sua evolução está atrelada ao desenvolvimento da infraestrutura, e aos preços cobrados em bairros similares, especialmente a Asa Norte, onde o metro quadrado está na casa dos RR 10.000 reais para prédios de construção recente.

Preços

Nessa perspectiva, se ocorrer um avanço na implantação da infraestrutura no Noroeste, é possível que os preços subam um pouco, para atingir os R$ 10.000 reais da Asa Norte, ou até um pouco mais, em função das características do bairro.

Por outro lado, haverá pressões baixistas de preços em decorrência da chegada ao mercado de mais unidades que estão ficando prontas, além do fato de que muitos consumidores estão optando pelo distrato, o que eleva os estoques das construtoras.

Vale a pena comprar na planta?

O histórico recente de prejuízos causados para quem comprou na planta indica que fazer uma aquisição de um apto no Noroeste, hoje, na planta, não é bom negócio, até mesmo porque os preços estão até mais elevados que os valores prontos, e, até a conclusão da obra, o saldo devedor será reajustado pelo INCC.

Infraestrutura

A velocidade de implantação da infraestrutura no Noroeste não parece ter se acelerado após a conclusão das obras do Estádio Nacional. O GDF estava totalmente focado em concluir o estádio, o que acabou relegando ao Noroeste sem prioridade.

Nos últimos dias, porém, começaram a construir uma pista marginal no Burle Marx, o que pode ser um indicativo de que pode haver uma aceleração nas obras daqui em diante. É importante considerar, porém, que a época de chuvas se aproxima, e isso sempre representa uma paralisação nas obras.

Conclusão

A conclusão é que não é possível afirmar se os preços pedidos hoje pelo Noroeste são um bom negócio. Tendo em vista o contexto do Plano Piloto como um todo, parecem ser um bom negócio. Se a infra do NW for acelerada, os preços podem até dar uma subida, mas há também o fato de que há muitas novas unidades chegando ao mercado, o que pode gerar uma pressão baixista nos preços.

43 comentários:

Anônimo disse...

Comentário trazido do tópico anterior:

RESULTADO PRÁTICO:
Eu tinha 470 mil e buscando imóvel para comprar em 2010 e conheci o site da bolha imobiliaria. Nunca postei lá, somente leio. Pensei em comprar um na planta no Noroeste, mas vi que um apartamento de 3 quartos me sairia por quase 1 milhão e 200 mil(9500 o m2). Um financiamento dando de entrada 470 mil e financiando em 30 anos, ficaria próximo de 6 mil a parcela. Pensei e resolvi investir o dinheiro em Tesouro Direto e dólar.
Conforme relatos das pessoas resolvi esperar o preço cair do Noroeste e caiu...lendo a bolha imobiliaria. Investi em dólar acreditando que iria subir(conforme discutido no fórum da bolha imobiliaria) e também subiu. Por enquanto to no lucro, e quem comprou no Noroeste no prejuízo.
Investi em dólar comprando fundo cambial e já estou com 20% de lucro no dólar e próximo de 10% no Tesouro direto. Meu saldo de investimentos está próximo de 700 mil(com meus aportes mensais em Tesouro Direto e dólar) e crescendo enquanto vejo os imóveis somente caindo de preço. Com um pouco mais de paciência, vou comprar o imóvel que quero A VISTA e sem me fuder por 30 anos. Ele já está sendo vendido 950 mil e baixando, pois são poucos os compradores. Já tive vendo imóveis muito bons com ótima localização na Asa Sul mas necessitando de reformas internas, estou em dúvida. Mas o resultado prático é esse. Aguardando o desfecho da farra do crédito e consequentemente, a queda de preços. Não dêem conversa para corretores, são esnobes, gananciosos e despreparados, alguns, semi-analfabetos.
Pelas conversas que tive, todos lêem a bolha imobiliária e dizem que não. Bando de recalcados e quebrados. Humildade faria bem para eles, ao menos estudo que a grande maioria não tem.

Anônimo disse...

Realmente a situação dos preços dos imóveis no Brasil está calamitosa. Estamos vivenciando isso em alguns locais por enquanto mas temo que isso irá se alastrar. Infelizmente, tendo a acreditar nas profecias das pessoas que clamam pela Bolha Imobiliária

Anônimo disse...

Nós avisamos!

Anônimo disse...

Maiores salários médios do país pode não passar muito de 60 salários mínimos.

http://www.infomoney.com.br/carreira/salarios/noticia/2924666/site-lista-maiores-salarios-pagos-por-empresas-brasil

São esses salários que menos 1% da população recebe que teriam folego pra compra imoveis na casa do milhão pra cima, ou seja 50% dos anuncios do zap.

Mas peraí, esses cargos são na maior parte pra cinquentões que já tem casa própria
Mas peraí 2: precisa ganhar esse salário por 35 anos pra conseguir pagar os juros

Imagina a cena, vc sai da faculdade e vai direto prum cargo de diretor top AAA e passa 35 anos ganhando esse valor, sem nunca ficar desempregado, e ao fim da vida, antes de aposentar, consegue finalmente kitar a divida do 2 quartos no noroeste.

Os especuladores precisam dum cenário perfeito, coisa de novela pra sustentar os preços nesse nível.

Anônimo disse...

Nós avisamos! Agora chorem, pois riram muito quando foram avisados.

Anônimo disse...

Só tenho duas palavras para resumir todo o texto:
BOLHA IMOBILIÁRIA

Richard disse...

Então quem comprou no Setor Noroeste Sifu !!!

Achei que este site falasse mal da bolha imobiliária

Anônimo disse...

Email de um corretorzinho da Lopes Royal em 2010:

O Noroeste é cercado por 3 parques, só no Parque Burle Marx teremos 3 lagos para qualificar a umidade do ar, seu transporte coletivo não terá ruídos – VLP e VLT, terá captação de águas das chuvas para manter o nível de água dos lagos, seu lixo será subterrâneo com coleta a vácuo – igual ao de Barcelona, seu transito foi planejado para não haver engarrafamentos – vias não se cruzam, em todo o Setor Noroeste não existirá um só chuveiro elétrico, pois todos os empreendimento terão captação de energia solar, e mais uma enormidade de itens para atestar com excelência a qualidade de vida que terá seus moradores.
Etc...

O temos até agora: Asfalto. Nem viação elétrica subterrânea tem. Ridículo.
Quem sabe quando tiver isso tudo que esse imbecil desse corretor escreveu pra vender essa mesbla de lugar, vai valer o preço que pedem HOJE. Mas isso só daqui 20 anos quem sabe.

Se quiserem comprovar, tenho o e-mail e o nome do vagabundo enganador.
E só pra completar, um amigo tá processando esse bando de picaretas porque foi enganado em outro "na planta" em Águas Claras. E por aí vai.

Anônimo disse...

Porque a Kassia não comenta mais nada?

Será que ela esta sob efeitos de anti-depressivos e benzodiazepínicos devido a desilusão com o setor noroeste e índice fipe-zap, ou pode ser que ela passou a cota de 80mg de seu modem 3G de baixo custo, se bem que eu acho que não deve pegar 3G no setor noroeste.

Anônimo disse...

Quem acredita nessas coisas tem que perder todo o dinheiro mesmo.

Anônimo disse...

Nós avisamos!

Anônimo disse...

Senhores,

Algumas informações do Setor Noroeste de moradores e não de especuladores ou de pessoas que falam sem ter conhecimento de causa: a internet da Oi de 10 Mega já está funcionando. Tanto a Oi, Claro ou Sky fornecem TV por assinatura. O asfalto já existe desde 2011 nas quadras iniciais. As primeiras lojas de comércio tiveram as chaves entregues aos proprietários este mês. O preço hoje da maioria dos aps. (preço final de venda e não de anúncio) estão entre 8,8 e 9,3 mil reais por m2. Dias atrás este preço era ainda menor. Como começaram as obras de iluminação pública e retomaram as obras do parque BM, os descontos começaram a diminuir.

Resumindo, desde que as primeiras projeções foram lançadas (preço com desconto entre 6,8 e 7,3 mil reais por m2 para quem soube negociar com as construtoras à época), estamos em outro bom momento para comprar lá. Um ap. na asa norte ou sul, novo e com padrão similar não sai por menos de 11 mil o m2.

Outro detalhe: não acredito que quem comprou lá para investimento se deu bem até a presente data porque o 7 mil o m2 do final de 2009 é os 9 mil de hoje. Várias reportagens de moradores na internet comprovam que o preço de 2009 era esse mesmo. Entretanto, com a chegada da iluminação pública, dos comércios locais e do parque BM os preços de lá possivelmente ficaram mais próximos dos da Asa Norte ou Sul.

Anônimo disse...

Bom ainda bem que você esclareceu, agora eu vou correndo comprar o meu.

Só fiquei com uma dúvida ta muito cheio o stand de vendas ai?

Anônimo disse...

Vou confirmar sua afirmação. Passei hoje no Noroeste para visitar o meu apt. Comprei para morar em 2009 por R$ 7,8 mil o m² (hoje em dia com os reajustes do INCC estou pagando perto de R$ 8.500 o m², aproximadamente, não lembro o valor exato). Enfim... No meu prédio já tempos sky (com tv a cabo e internet) e a OI também já chegou no mercado... Depois de um período complicado (entre o governo tampão e a construção do estádio) já estão colocando luz nas ruas (quadras da 1ª fase, finais 11 a 7), e voltaram com algumas obras de urbanização na via lindeira ao parque burle marx e na 2ª fase do bairro (quadras 1 a 6)... Também já resolveram o problema do CEP (as cartas já chegam nos apartamentos) e o comércio já está começando a dar sinais de surgimento (algumas lojas prontas já estão em obras... O asfalto nunca foi problema das primeiras quadras, pois foram construídos ainda no governo Arruda... Acredito que em mais 1 ou 2 anos o bairro já esteja em condições bem melhores, na verdade BEM melhores que o início da Asa Sul, Asa Norte, Sudoeste e Águas Claras... Acredito que depois da implantação da iluminação pública as coisas devem mudar rapidamente (número de moradores e variedade do comércio)... O Noroeste foi uma oposta que fiz na fase pré-bolha (já tinha 75% da grana) Estou contente! O Meu apt é todo novinho, meu prédio de alto padrão e tenho 2 vagas na garagem... Está valendo a aposta! Devo me mudar daqui uns 60 dias, assim que minha reforma acabar... Vou tranquilo (minha única ressalva era a iluminação pública) e feliz, pois vou sair de um aluguel de R$ 2,600 num prédio de 20 anos da antiga encol no sudoeste.
P.S Antes que me chamem de corretor não sou um deles, na verdade tenho ojeriza dessa classe, acredito sim na bolha, principalmente na Zona Sul do Rio e Janeiro, minha cidade natalo e sou servidor público federal em Brasília.

Anônimo disse...

Falando em corretor de imóveis,

Pesquisa aponta que construtoras cobram taxas indevidas dos clientes
Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor feita com dez grandes construtoras, oito cobravam taxas indevidas.

“http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2013/08/pesquisa-aponta-que-construtoras-cobram-taxas-indevidas-dos-clientes.html

Uma pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor concluiu que algumas das maiores construtoras de imóveis do Brasil cobram dos clientes taxas indevidas.
O atraso de um ano na entrega das chaves não é o único problema que Paulo Fernandes enfrenta na compra do imóvel na planta. Apesar de ter feito o negócio no estande de venda da construtora, a empresa cobrou dele os custos com o corretor, a chamada taxa de corretagem.
A cobrança fez o apartamento sair 6 % mais caro. ”Eu paguei R$ 15 mil de taxa de corretagem. Pediram para dividir em cheques e na hora da entrega que eu fiquei sabendo para quem seria destinado aquele valor”, conta o analista de sistemas.
Segundo uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor feita com dez grandes construtoras, oito cobravam taxas indevidas dos clientes. São abusos que na maioria das vezes não são percebidos por quem compra um apartamento.
“A cada ano, é refletido em todos os Procons estaduais um número crescente de reclamações por conta de cobranças indevidas, que o consumidor não é esclarecido no momento da compra e às vezes ele nem percebe mesmo que tá pagando por uma coisa que ele não teve”, explica a advogada do Idec Mariana Alves Orneiro.
Para um advogado especialista em direito do consumidor, os clientes das construtoras podem questionar essas cobranças mesmo depois que o contrato foi assinado.
“Qualquer menção a taxas que reproduzam na verdade adicionais ao preço ajustado, devem ser clausulas que devem ser analisadas com maior cautela, e, se possível, especificamente, contando com assessoria jurídica especializada”, explica o professor de Direito do Ibmec, Eduardo Junqueira Ferraz.

Anônimo disse...

Acho que a "Mulher Tocha" proprietária desse espaço terá que se curvar aos bolhudos, que no fundo só querem avisar que algo está fora da realidade, Kassia não é inveja não, é senso de justiça, pague sim pelo que for justo!

Abs

Geraldo

Anônimo disse...

De acordo com a sua informação, anônimo original, o problema é pior ainda, pois este blog relacionou a queda de preços ao problema da infra.

Se este não é o problema, então o problema passa a ser mais relacionado à renda, oferta x procura e demais itens que caracterizam a bolha imobiliária.

Nós avisamos!

Anônimo disse...

E o Noroeste só está com preços em queda pois a infra não está pronta e tem uma oferta absurda de imóveis la, muitos dos quais que voltaram para as mãos das construtoras em decorrência dos distratos.
Acho que no curto prazo a situação de preços no Noroeste tende a ficar ainda mais favorável ao consumidor (preços mais baixos).
Hoje temos cerca de 30 prédios prontos no Noroeste e os corretores estão se se atirando na frente dos carros para tentar vender.
Até o final do ano serão entregues mais 100 prédios. 3 vezes mais que hoje.
Então a oferta ainda vai aumentar muito no Noroeste, o que fatalmente provocará uma queda ainda maior nos preços.

Anônimo disse...

Também acho que os preços no Noroeste vai cair ainda mais, apesar que o FIPE-ZAP vai provavelmente indicar uma elevação de preços.
Mas isso não é manipulação, é apenas o funcionamento do índice. Entrarão muitos novos imóveis no Noroeste, e muitos deles mais sofisticados e caros, o que vai puxar o índice para cima, mas o preço mesmo vai cair.
Teremos uma amostra maior com preços mais altos, porém os que já está no mercado terão preços mais baixos, pois vão sofrer a concorrência dos novos.

Anônimo disse...

Esse troço tem 48 comentários em 4 dias, no bolha imobiliária tem 48 comentários em 10 min.

Esse blog esta tão aquecido quanto o mercado imobiliário.

Cade o Senso cri-critico, ff, vergonha alheia e principalmente a Kassia?

FF disse...

kkkkk babação de ovo tb conta como post???

Anônimo disse...

A grande maioria de quem já tem o seu imóvel não liga muito para sítios eletrônicos relacionados ao mercado imobiliário, blogs incluídos.

Anônimo disse...

Já os que ainda alimentam o sonho da casa própria e torcem para uma possível queda nos preços ocorre o contrário: apesar de ser uma minoria, quase todos acompanham esse mercado.

Anônimo disse...

Bom dia, em abril/13 adquiri um apartamento pronto no noroeste por 8.500 m2(Estava olhando desde dez/12).
Devo dizer que eu olhei muitos empreendimentos antes de adquirir este, inclusive na asa sul, sudoeste, asa norte, e até em aguas claras, ao meu ver em TODOS os bairros que olhei consegui achar propostas tentadoras.
Realmente quem comprou na planta para ir pagando o saldo devedor não foi uma boa negociação, o meu eu comprei de um investidor que pagou 7.900 no m2, dito isso pelo preço total que estava na certidão de ônus do imóvel.
Porém quem opta por comprar agora, der o sinal e financiar é sim uma boa opção de compra.
Comprei porque estou apostando no bairro para os próximos 10 anos, e acredito que ele irá se tornar realidade sim, inclusive em alta qualidade de vida e conforto.
Posso garantir que os síndicos dos prédios já prontos estão unidos e pressionando cada vez mais o governo para que se configure o bairro, inclusive oferecendo denúncias, porém como tudo na adm. Púb., é um trabalho lento.
Quem mora aqui são na grande maioria moradores de classe média onde compraram financiado, não aqueles especuladores que só visam a valorização do m2.
Concordo que o noroeste desvalorizou, só não sei até onde e quando vocês vão esperar para comprar o seu ap ou casa seja onde for se a bolha estourar ela vai chegar em todos os bairros. Não acho justo tanto estudo e batalha para no final ficar sentado morando com o pai ou pagando aluguel ou morando em uma periferia para pagar aluguel mais barato e juntar dinheiro esperando essa infeliz bolha estourar, eu ein, te garanto que quem realmente quer comprar seu imóvel não está preocupado com essa bolha mas sim com seu conforto e felicidade! Já foi o tempo em que imóvel era para investir!

Anônimo disse...

Ou seja, na sua lógica todos deveriam comproter a sua saúde financeira para comprar apartamentos com preços absurdos.
Outra coisa, classe média não tem condições de comprar um apartamento a 8.000 o m2, isto não é preço para a classe média, vamos usar o exemplo do imóvel que voce adquriu, um apartamento de 100m2 sairia por 850.000,00, vamos supor que voce é uma afortunada e tenha 300.000 reais para dar de entrada, a maioria das pessoas de classe média não tem esse dinheiro, voce precisaria financiar 550.000 em 30 anos, isso daria uma prestação de aproximadamente 5.400,00.
Uma pessoa para financiar um imóvel desse teria que ter uma renda familiar minima de aproximadamente 16.000,00.
No Brasil menos de 1% têm uma renda dessa, e talvez você não saiba mas voce mora no Brasil.
Imóveis a esse preço não são imóveis para a classe média e nem para a classe baixa e aí é que mora o problema, rico não quer morar em um lugar como o Noroeste e classe média e baixa não têm dinheiro para adquirir um imóvel nessa região.

Anônimo disse...

Outra coisa, não existe conforto e felicidade com dificuldades financeiras, não interessa onde se mora.
Acha que uma pessoa com a renda da classe média brasileira pode comprar um imóvel tranquilamente a R$8.000,00 o m2 é ridículo.
Este tipo de imóvel é para menos de 1% da população e esse 1% é muito exigente, não aceita prédios mau construídos em áreas sem nenhuma estrutura como é esse engodo chamado Noroeste.

Anônimo disse...

O Plano Piloto de Brasília (Asa Norte, Asa Sul, Sudoeste e Noroeste) não é para marinheiro de primeira viajem, que busca comprar o primeiro imóvel. São bairros para quem já tem um imóvel para colocar no negócio ou uma boa grana guardada. Sempre foi assim... Já teve época, inclusive, que os imóveis eram vendidos em dólar! Uma loucura! Perguntem aos seus pais... Para quem está começando, Águas Claras é uma ótima opção! Preços baixos, bons descontos, enfim... Aceite a sua situação financeira e seja humilde para começar de baixo!

Anônimo disse...

Águas Claras, seja pelo preço seja pelo local é um péssimo investimento. A quantidade de imóveis joga a valorização para baixo e também a qualidade de vida.

Essa sugestão de corretor desesperado para vender apartamento ruim, mal ventilado e apertado não cola.

Fique com seu imóvel encalhado e eu com meus investimentos. Na hora certa terei o dinheiro à vista para comprar um imóvel, que não será necessariamente um apartamento.

Anônimo disse...

São pessoas que ficarão anos com a corda no pescoço pagando prestação, e com o risco de no caso de algum problema familiar, ficar sem o imóvel, por falta de pagamento.

Anônimo disse...

Eu não tenho inveja de quem paga caríssimo para morar mal.

Um minuto de silêncio para quem pagou R$ 10.000 no metro quadrado, reajustado pelo INCC, para morar no meio do Matagal Noroeste.

Anônimo disse...

90% dos comentários do bolha imobiliária são das mesmas pessoas que vivem lá.

Anônimo disse...

Para os bolhistas todo mundo que diz que não tem bolha é corretor.
Incrível isso.
Tem bolha = bolhista.
Não tem bolha = corretor.
É muita estupidez.

Anônimo disse...

Não é estupidez, é constatação. Fale de bolha para um corretor, e veja como eles agem diferente.

Vá procurar um apartamento, o corretor fala que não tem bolha, que os preços sobem mesmo.

Agora vai colocar o seu apartamento para vender na mão de um corretor, ele vai falar que o mercado está parado, que se não der desconto bom não vende.

Dois pesos e duas medidas? Cadê a ética na profissão?

FF disse...

Kkkkk não conta pra eles... Sem contar as receitas culinárias e os traders de poupança que tem por lá

Anônimo disse...

Passei no Noroeste ontem... As coisas continuam progredindo. Vi que estão preparando as tubulações dos cabos da iluminação pública em vários pontos do bairro. As obras da via interna do Burle Marx (ou calçadão, não sei ao certo) continuam a todo vapor... Começaram também a pintura da W7 pelo Detran... Isso sem contar as obras de construção da subestação de energia do Noroeste e do elevado para abastecimento de água da caesb... A Terracap também já prometeu a finalização da urbanização das quadras da 1 fase em 2014 numa reunião com representantes do grupo de moradores... Aos poucos o bairro vai ganhando forma. Não chega nem perto do caos de infraestrutura que anunciam aqui...

Anônimo disse...

Lá tem alguma padaria condizente com quem paga 12 mil no metro quadrado?
Tem alguma escola de nível bom?
Tem escola de inglês e francês de alto nível?
Tem body tech?
Tem pilates para sua esposa e filha?
Tem companhia atlética?
Tem alguma delegacia?

Não tem nada no Noroeste, só obras...e muito mato e poeira, e daqui a poucos meses, muita lama nas ruas. Coitado do seu camaro amarelo.

Anônimo disse...

O copo está meio cheio ou meio vazio? Essa é mais ou menos Tônica da discussão de vocês... Um está otimista com o bairro e comemorando as melhorias, o outro está pessimista "secando" o novo bairro... Discussão sem futuro! Fora isso, 12 mil o m² é novidade para mim...

Anônimo disse...

bem, vejamos...

no caso do primeiro,

vamos supor apenas o dólar, mais arriscado: um rendimento de 11,456%, uma taxa de administração de 0,8% ao ano (Banco do Brasil Camb Dol LP 100 M) com aporte mensal de 2 mil (igual um financiamento)

Em três anos (de 2010 até 2013), o valor total do investimento será de: 730.377,98 , desconsiderando a inflação e imposto de renda (de 15% na retirada).

------------------------------

mas claro que o dólar é arriscado (pode ser que caia com o ataque à síria), o imposto de renda é absurdo, e que o fulano também jogou no tesouro direto. Mas se o aporto dele for maior que 2k, mesmo com o tesouro direto, ele chegou no montante de 700k sim em 3 anos.

DiegoTC disse...

http://www.arenadopavini.com.br/artigos/tesouro-direto/ntn-b-principal-cai-ate-1335-em-30-dias-e-fundo-renda-fixa-indice-amplia-perdas

http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/economia/o-alerta-de-lincoln-nao-e-possivel-enganar-todos-o-tempo-todo-ou-a-vinganca-do-mercado/

Anônimo disse...

Senhores,

Algumas informações do Setor Noroeste de moradores e não de especuladores ou de pessoas que falam sem ter conhecimento de causa: a internet da Oi de 10 Mega já está funcionando. Tanto a Oi, Claro ou Sky fornecem TV por assinatura. O asfalto já existe desde 2011 nas quadras iniciais. As primeiras lojas de comércio tiveram as chaves entregues aos proprietários este mês. O preço hoje da maioria dos aps. (preço final de venda e não de anúncio) estão entre 8,8 e 9,3 mil reais por m2. Dias atrás este preço era ainda menor. Como começaram as obras de iluminação pública e retomaram as obras do parque BM, os descontos começaram a diminuir.

Resumindo, desde que as primeiras projeções foram lançadas (preço com desconto entre 6,8 e 7,3 mil reais por m2 para quem soube negociar com as construtoras à época), estamos em outro bom momento para comprar lá. Um ap. na asa norte ou sul, novo e com padrão similar não sai por menos de 11 mil o m2.

Outro detalhe: não acredito que quem comprou lá para investimento se deu bem até a presente data porque o 7 mil o m2 do final de 2009 é os 9 mil de hoje. Várias reportagens de moradores na internet comprovam que o preço de 2009 era esse mesmo. Entretanto, com a chegada da iluminação pública, dos comércios locais e do parque BM os preços de lá possivelmente ficaram mais próximos dos da Asa Norte ou Sul.

Anônimo disse...

Senhores,

Algumas informações do Setor Noroeste de moradores e não de especuladores ou de pessoas que falam sem ter conhecimento de causa: a internet da Oi de 10 Mega já está funcionando. Tanto a Oi, Claro ou Sky fornecem TV por assinatura. O asfalto já existe desde 2011 nas quadras iniciais. As primeiras lojas de comércio tiveram as chaves entregues aos proprietários este mês. O preço hoje da maioria dos aps. (preço final de venda e não de anúncio) estão entre 8,8 e 9,3 mil reais por m2. Dias atrás este preço era ainda menor. Como começaram as obras de iluminação pública e retomaram as obras do parque BM, os descontos começaram a diminuir.

Resumindo, desde que as primeiras projeções foram lançadas (preço com desconto entre 6,8 e 7,3 mil reais por m2 para quem soube negociar com as construtoras à época), estamos em um momento que pode ser bom para comprar lá. Um ap. na asa norte ou sul, novo e com padrão similar não sai por menos de 11 mil o m2.

Outro detalhe: não acredito que quem comprou lá para investimento se deu bem até a presente data porque o 7 mil o m2 do final de 2009 é os 9 mil de hoje. Várias reportagens de moradores na internet comprovam que o preço de 2009 era esse mesmo. Entretanto, com a chegada da iluminação pública, dos comércios locais e do parque BM os preços de lá possivelmente ficaram mais próximos dos da Asa Norte ou Sul.

Anônimo disse...

O problema desse copo meio cheio ou meio vazio não é o fato de ser meio cheio ou meio vazio. O problema do copo é que ele foi vendido vazio pelo preço de copo cheio.

Quem comprou o copo vazio vai ter que esperar ele encher, mas já sabendo que pagou pelo preço de copo cheio.

Este é o fenômeno da especulação imobiliária no Setor Noroeste de Brasília, futuramente conhecido como SQNW.

Eleonora disse...

Pessoal, para quem está fazendo distrato em Brasília, indico o Advogado Marcio Bernardino, que está conseguindo recuperar 90% do valor pago a construtora em 5 ou 6 meses.
Não perdeu nenhuma causa até agora e já acionou várias empresas, ficando especializado em distrato de imóveis na planta.
As construtoras não estão nem recorrendo ao tribunal, então o dinheiro sai em 5 ou 6 meses, pois já tem jurisprudência no TJ e STJ.


Márcio Bernardino - Advogado - (61) 9120 1092 / (61) 8333-7447

email: marcio.rf@ig.com.br

Não deixem barato! As construtoras estão contra a Lei, devolvem 10% a 15% do que as pessoas pagaram, quando devolvem, e ficam com 85% a 90% do que se pagou de boa fé, em atitude totalmente prejudicial aos consumidores. Elas trabalham com a ideia de que a maioria das pessoas não aciona a Justiça e aceita a miséria que elas devolvem. Mas a Justiça de Brasília é rápida e dá ganho de causa as pessoas. Acionar essas destrutoras de Brasília é um dever cívico!

Recomendo o Márcio Bernardino.

Márcio Bernardino - Advogado - (61) 9120 1092 / (61) 8333-7447

email: marcio.rf@ig.com.br

Postar um comentário

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.

alert('Olá prazer em conhecê-lo!'); alert('Olá ' + comment.authorUrl + ', prazer em conhecê-lo!');