sábado, 16 de fevereiro de 2013

Brasília - imagens aéreas

Este post não trata de bolha imobiliária, nem de política e tampouco de economia. Trata-se apenas de algumas imagens aéreas de de Brasília.

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Começando pela vista do Lago Sul, quando o avião decola da pista principal e começa sobrevoando o Lago Sul.


Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas


Agora as fotos da aproximação para pouso no Aeroporto JK, na mesma direção da decolagem, isto é, do Guará para o Lago Sul, na pista principal.

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas


Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas


Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

A foto acima e as que seguem abaixo mostram a cidade de Águas Claras na parte superior.

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas


Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Novamente se vê Águas Claras na parte superior da foto.

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Agora, fotos sobrevoando o Núcleo Bandeirante.

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas


Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

A imagen a seguir mostra, acredito, a RA Samambaia.

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Imagen da aproximação final, com a Asa Sul ao fundo.

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Novamente a RA de Samambaia.

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Fotgo do Lago Sul - Brasilia

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Imagens da aproximação, ainda em Goiás. 

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Mais imagens de Samambaia.

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Goias:

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas


Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Imagens das pista de acesso à Saída Sul de Brasília, já bem próximo do Aeroporto JK.

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Brasilia (DF) - Fotos Aéreas

Vìdeo do pouso no aeroporto JK

7 comentários:

Anônimo disse...

Com o estouro da bolha imobiliária, não há mais nada o que falar mesmo. O melhor é viajar e espairecer...

Anônimo disse...

Kássia, sugiro a você trazer notícias de cunho prático para o mercado imobiliário, já que você gosta tanto de falar em imóveis.

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2013/02/numero-de-reclamacoes-contra-construtoras-dispara-no-pais.html

Edição do dia 15/02/2013
15/02/2013 21h13 - Atualizado em 15/02/2013 21h13
Número de reclamações contra construtoras dispara no país
Levantamento do Tribunal de Justiça de São Paulo mostra que total de processos contra empresas foi multiplicado por 15 em cinco anos.




O crescimento do mercado imobiliário dos últimos anos foi acompanhado de um efeito que tem causado dor de cabeça a muitos compradores, no Brasil: os atrasos e os outros problemas na entrega dos imóveis.
A área social é o mais perto que Daniel consegue chegar do apartamento que comprou. A entrega, prevista para janeiro de 2011, atrasou um ano. Na hora de entrar no imóvel, outra surpresa: paredes e teto com rachaduras e infiltrações. Ele resolveu processar a construtora.
“Parece que as construtoras têm a certeza da impunidade. Em vez de entregar a coisa 100%, elas entregam algo em 70% e ficam esperando que alguém reclame como se deve”, afirma o gerente de exportação Daniel Juarez.
Edilberto de Carvalho também está com problemas. Vendeu a casa, onde vivia com a mulher, em 2011, perto do prazo previsto para ir morar no imóvel novo, mas a data foi prorrogada três vezes. “Eles só estão dizendo que um dia vão entregar. Agora quando, eu não sei”, diz o engenheiro.
Com o aumento do crédito, mais pessoas puderam realizar o projeto de ter uma casa própria. O problema, para muitos consumidores, tem sido receber as chaves. Não é fácil encontrar empreendimentos entregues dentro do prazo, e ainda sem falhas de acabamento. Nos últimos anos, o número de processos contra construtoras em São Paulo cresceu mais que o mercado imobiliário.
Um levantamento do Tribunal de Justiça de São Paulo mostra que o total de processos foi multiplicado por 15 em cinco anos. Eram 150, em 2008. No fim do ano passado, já eram mais de 2,5 mil.
O sindicato das construtoras atribui parte dos atrasos às prefeituras, que passaram a exigir contrapartidas, como obras viárias. Mas reconhece que o setor não estava pronto para crescer nesse ritmo.
“Faltou mão de obra, faltou maquina, faltou equipamento. Todo o mercado foi pego de surpresa, não se esperava esta demanda e nós, do ponto de vista de infra-estrutura, não estávamos preparados”, diz o presidente do Secovi-SP, Cláudio Bernardes.
O Procon recomenda. Antes de assinar o contrato, o comprador deve checar se a construtora é alvo de ações judiciais e reclamações nos órgãos de defesa do consumidor e pedir, periodicamente, um registro do andamento das obras.
“É importante que as empresas tenham responsabilidade na oferta e na publicidade das suas unidades e estipulem prazos que realmente possam cumprir, porque só assim essa demanda vai se estabilizar”, aponta o presidente do Procon de São Paulo, Paulo Góes.

Visitante Carioca disse...

E política e economia que é bom......

Já está na hora de você fazer um artigo sobre a perda de credibilidade da equipe econômica do governo:

a) "PIB estimado de 2,5% é piada".
b) "A redução de IPI para automóveis só irá até agosto e não consideramos a hipótese de prorrogação".
c) "O câmbio não pode se apreciar demasiadamente". (Aí depreciam forçosamente, e depois valorizam-no para controlar a inflação).
d) "A taxa SELIC permanecerá por um longo prazo em níveis baixos" (sic) fins de 2012. "A taxa SELIC poderá subir já em março de 2013" (sic) início de 2013.

Anônimo disse...

Visitante, a Kássia gosta mesmo é de falar de imóveis.

Anônimo disse...

Kakakakak

Anônimo disse...

A Kássia anda de avião. Meu Deus, a classe C está crescendo mesmo.

Anônimo disse...

É isso ai!!!

Aproveitou a promoção de 49,90 da Gol!!!!

Mas bonitas imagens, mostram bem que a máxima dos corretores que imóvel em Brasília é caro porque tem poucas ofertas de terreno é outra conversa pra boi dormir...rs

Postar um comentário

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.

alert('Olá prazer em conhecê-lo!'); alert('Olá ' + comment.authorUrl + ', prazer em conhecê-lo!');