segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

OCDE vê economia brasileira em expansão: imóveis valorizarão

A OCDE - Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico - divulgou dados que evidenciam que a economia brasileira estaria dando sinais claros de que voltará a crescer nos próximos meses, algo que já ficando cada vez mais claro para quem vive o dia a dia do comércio e da indústria.


Os dados da OCDE avaliam uma série de indicadores, como PIB, produção industrial, consumo, desemprego, exportações, balança de pagamentose inflação, e, com base neles, a entidade concluiu que a economia brasileira poderia passar por uma nova fase de expansão nos próximos seis meses - período que o estudo da entidade permite avaliar com precisão.


Nesse mesmo estudo, China, Rússia e Índica ficariam com crescimento abaixo da capacidade desses países, enquanto as economias dos Estados Unidos e do Reino Unido começam a dar sinais de que o crescimento estaria se consolidando. No Japão, os sinais de expansão estariam também surgindo.

Na Europa, a OCDE indica uma estabilização da taxa de crescimento, o que aponta para uma recuperação lenta, com consolidação em 2014. 

Repercussão na economia brasileira

Um cenário que mostre uma consolidação do crescimento de Japão, EUA e  Reino Unido, e Europa estável - o que é melhor que recessão, tem uma série de implicações para a economia brasileira, mas vamos destacar dois aspectos:


Commodities

Tendem ficar mais caras, que beneficia o Brasil, pois é exportador desse tipo de bem, mas também leva a uma tendência de elevação do preço do petróleo, o que é ruim para o Brasil, pois o País é grande importador de petróleo (e não auto-suficiente como propagandeou certo presidente). A resultante, porém, tende a ser positiva.

Taxas de juros

A retomada do crescimento nos países ricos se consolidando, deve ser acompanhada, posteriormente (médio prazo), de uma elevação da inflação nessas economias. Com isso, as autoridades monetárias de EUA, UK e Japão, principalmente, podem ser obrigadas a elevar as taxas básicas de juros. Esse movimento obrigará o Banco Central do Brasil a elevar a SELIC também, para manter o diferencial de juros em relação às demais moedas e o fluxo de financiamento para a economia brasileira.

Isso não seria bom, pois juros básicos mais elevados significa menor crescimento econômico, mas esse cenário não é o de curto-prazo, pois o próprio FED tem compromisso de manter a taxa de juros básica dos EUA - Prime Rate - nos níveis atuais até pelo menos 2014, e o Banco Central do Japão está, neste momento, adotando flexibilização adicional da política monetária, buscando, inclusive, uma taxa de inflação mais elevada. Ou seja, no curto prazo, esse movimento não deve ocorrer, e, portanto, a política monetária brasileira deve ficar como está.

Conclusão

No curto prazo, não há cenário que aponte a inflação nos países ricos, e, portanto, as principais taxas de juros devem ficar estáveis, permitindo ao BC manter a política monetária atual, e que, segundo os dados da OCDE, apontam para crescimento também da economia brasileira.

Sendo assim, um cenário que contempla crescimento do PIB e taxas de juros baixas, leva, segundo o modelo de Yale/BIS para o preço dos imóveis, a valorizações adicionais. Ou seja, o cenário de 2013 é positivo para a economia brasileira em geral, e para o mercado imobiliário em particular. 


Isso fará com que os imóveis, no fim de 2013, estejam mais caros que agora, não só em termos nominais, mas também reais (o que significa que subirão acima da inflação). Ou seja, quem não comprar imóvel agora, pagará mais caro no futuro.



Isso tudo mostra a atualidade do vídeo acima, o qual resume, com precisão, a realidade de quem espera bolha imobiliária no Brasil.

Com informações: O Estado de São Paulo

109 comentários:

  1. kassia vai vender imoveis porque seu bloguinho e um fracasso total.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso aqui é a derrota explícita. se ela estivesse ganhando dinheiro, não faria um blog falando tanta bobagem. até sobre a infraestrutura do noroeste, que todos sabem que está horrível, ela tenta mudar e dizer que está uma maravilha. quer enganar quem minha filha?

      Excluir
    2. Coitado, o bolhota com invejinha de quem comprou no NW fica querendo colocar palavras na minha boca. Não minta, que o rabo espicha....kkk

      EU só trouxe fatos sobre a infra do NW que estão expostos, por fotos e imagens no link abaixo.

      Como sempre digo: imagens valem por mil palavras:

      http://www.politicaeconomia.com/2013/02/setor-noroeste-brasilia-fotos-2013.html

      As imagens falam por si.

      Excluir
    3. Meu cunhado comprou um apartamento no Noroeste e fomos ver as obras, mas ele mesmo está triste, porque aquilo ali está muito atrasado ainda, muito atrasado, um canteirão de obras. A esposa dele mesmo falou que do jeito que está não muda de jeito nenhum. Ela deu até um piti dentro do carro, pois pagou muito caro para morar no meio daquele Faroeste. E todo mundo começou a rir.

      Excluir
  2. os imoveis nao ficarao mais caros este ano porque ediste um estoque de imoveis muito grande para venda. muitos inclusive novos e vazios. ha bairros de brasilia com 25% dos imoveis vazios. nao comercializados. alem disso a euforia ja passou e hoje so compra quem quer morar. o especulador ja caiu fora. resta as construtoras darem descontos ou kits para convencer compradores como armarios instalados kits de piso de porcelanato de boa qualidade. hox nos hanheiros. guarda roupas e armarios na cozinha. tudo isto para vender o estoque encalhado. pois a cada dia que passa o imovel fica mais velho e ainda tem que pagar taxa de condominio e iptu. por isso os descontos de 20 30% e talvez ate mais agora em 2013. ano em que o mercado ja mostrou o estouro efetivo da bolha imobiliaria no brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Brasil já se notabilizou por diversas jabuticabas econômicas, mas essa, particularmente, é impossível: estouro de bolha imobiliária em um ambiente de aceleração do crescimento econômico.

      Se estivéssemos à beira de uma recessão, uma retração até mesmo nominal dos preços dos ativos imobiliários seria até factível. Mas no cenário atual, não mesmo. A tendência é de valorização real em 2013.

      Excluir
    2. E eu não entendo os motivos pelos quais o povo que torce por bolha comemora as campanhas de desova de estoques imobiliários. Ora, queridos, os estoques, uma hora ou outra, vão acabar. E quanto menores eles são, mais pressão sobre os preços.
      Quando os estoques se normalizarem, os preços vão subir mais ainda.

      Excluir
    3. os estoques vao acabar quando os imoveis forem vendidos.

      a. muitos imoveis nas maos de investidores

      b. muitos imoveis construidos para classe A cujo mercado nao absorve seja pela demanda seja pela falta de renda na classe.

      c. muitos imoveis construidos num curto espaco de tempo sem a mesma demanda.

      Hoje tem imovel para estoque de 5 ou mais anos.

      Excluir
    4. veja brasilia se tem demanda para todo o noroeste park sul e aguas claras??? tem gente que talvez quer morar mas nao tem renda para pagar.

      vai ficar vazio por.muito tempo.

      um segredinho: tem apartamento em aguas claras vazio ha mais de 3 anos.
      tem apartamento vazio no plano ha mais de 1 ano. nao encontra comprador. nem oferta tem.

      qual porcentagem da populacao tem 1.000.000 de reais e QUER comprar um imovel destes?

      Excluir
    5. os estoques vao acabar quando os imoveis forem vendidos.

      Os estoques nunca vão acabar. Isso é um processo, uma dinâmica. A dinâmica econômica atual do mercado imobiliário é de uma redução dos estoques, que é formado pelas unidades já construídas somadas às que estão ficando prontas, menos as que estão sendo compradas. Se há um processo de redução dos estoques, então as compras estão ocorrendo em maior número que as unidades repostas.

      a. muitos imoveis nas maos de investidores

      Que são justamente os mais capitalizados, e podem esperar a normalização dos estoques, e consequente subida de preços, para desovar suas unidades.

      b. muitos imoveis construidos para classe A cujo mercado nao absorve seja pela demanda seja pela falta de renda na classe.

      Chute sem fundamento algum. Baseia-se na ideia (errada) de que as construtoras e incorporadoras lançam imóveis sem estudos de mercado - o que, obviamente, não é fato.

      c. muitos imoveis construidos num curto espaco de tempo sem a mesma demanda.

      É exatamente por isso que os lançamentos se reduziram em 2012. Para deixar o mercado absorver os estoques. E os bolhotas comemoram isso! Eles torcem por bolhas (queda de preços), mas comemoram a redução da oferta!??? kkkkk

      Hoje tem imovel para estoque de 5 ou mais anos.

      ^^Chute total. Segundo estimativas de pessoas familiarizadas com a questão, em algum ponto de 2013, a demanda será maior que a oferta.

      Excluir
    6. Anônimo - a. muitos imoveis nas maos de investidores

      Kássia - Que são justamente os mais capitalizados, e podem esperar a normalização dos estoques, e consequente subida de preços, para desovar suas unidades.

      Resposta - Kássia, os investidores são os menos capitalizados, eles só entram com a entrada e a parcelinha. Eles não tem dinheiro nem renda para pagar o saldo devedor. Por isto está havendo uma grande avalanche de devoluções e distratos, em várias áreas do DF. E por isto o estoque só está aumentando.

      A demanda nos últimos anos foi artificialmente inflada por conta destes investidores que compraram entre 20 a 40% dos imóveis em lançamentos.

      E atualmente, o maior problema é que nem investidores nem compradores reais possuem renda para tal.

      Excluir
    7. Kássia - É exatamente por isso que os lançamentos se reduziram em 2012. Para deixar o mercado absorver os estoques. E os bolhotas comemoram isso! Eles torcem por bolhas (queda de preços), mas comemoram a redução da oferta!??? kkkkk

      Os lançamentos reduziram em 2012 exatamente porque viram que não vende. E porque não vende? Porque os preços estão altos. As vendas antes estavam altas porque as vendas em realizadas em função do medo da alta nos preços e do ganho dos investidores. Como os preços chegaram ao teto (renda x capacidade de pagamento x valor dos imóveis), as pessoas pararam de comprar imóveis.

      Excluir
  3. Se vai subir eu não sei, só sei que pelo preço que estão eu não compro. Tenho $$ mas não compro. Posso esperar e vou esperar. Se subir ainda mais e nunca mais cair? beleza, nunca mais compro. Se isso acontecer, nunca mais compro.. aliás... ninguém mais irá comprar. Por que não dobram logo o preço? triplicam? vamos lá... não tá vendendo mesmo, que diferença fará?

    Aqui na minha cidade as imobiliárias não estão vendendo NADA. Acompanho vários anúncios. Quando some um imóvel, procuro nas outras imobiliárias e voilà... lá está o bendito.

    Ninguém está vendendo NADA. Tanto faz aumentar 30% esse ano como não aumentar nada... se não baixar não vende. Pode colocar o preço que quiser.

    Vou já anunciar meu carro por 2 milhões e sair falando que sou milionário... afinal, tenho um bem cotado a 2 milhões!!

    Tem uns trouxas aqui que moram em frente a meu apto que estão pedindo 1 milhão na casa deles desde 2011!! Já estamos em 2013 e NADA. Depois mudaram a placa para "Aluga ou vende", mas nem aluga nem vende há 7 meses!





    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Se vai subir eu não sei, só sei que pelo preço que estão eu não compro. Tenho $$ mas não compro. Posso esperar e vou esperar. Se subir ainda mais e nunca mais cair? beleza, nunca mais compro. Se isso acontecer, nunca mais compro.. aliás... ninguém mais irá comprar. Por que não dobram logo o preço? triplicam? vamos lá... não tá vendendo mesmo, que diferença fará?"

      "Anônimo de cima", penso exatamente da mesma forma que você! Aliás não só no caso de imóveis cujo mercado está claramente insano há um bom tempo. Mas ultimamente parei ou diminui drasticamente o consumo de alguns produtos e serviços com valores absurdos pelo que realmente oferecem. A impressão que dá é que todo mundo perdeu o valor do dinheiro por conta desta farra de crédito... acho que vou aproveitar a farra também e minha casa por R$ 2KK e meu carro por uns R$ 500K, já que tem "gente" ... "pagando"...

      Excluir
    2. Eu também. Se continuar subindo e caro eu nunca mais compro.

      Estou aprendendo a fazer muita coisa sozinho, e também aprendendo a gostar da natureza, ao menos me sai de graça curtí-la.

      Excluir
    3. Anônimo "de baixo", eu também estou restringindo bastante meu consumo de serviços "lixos". Se você não tiver interesse em manter pompa, verá que algumas coisas no Brasil não merecem nosso dinheiro. Meu carro custa menos que 2 meses meus de salário. Poderia comprar um carrão? Claro. À vista. Irei comprar? Enquanto o preço estiver alto como está NÃO COMPRO.

      Imóveis? Não compro nenhum. Pago 1300 de aluguel em um bolhudo que estão pedindo 500k. 500k * 0,40% (poupança) = 2000. Pago menos que a poupança. Então, não estou nem aí. Já pesquiso o mercado há algum tempo... se tentarem cobrar mais caro o aluguel, ninguém paga, vide o que aconteceu aqui no meu prédio: Tentaram alugar por "preço justo do mercado de R$ 2300, mas encalhou. Baixaram para R$ 1700, continua encalhado. Agora está em R$ 1400... estou esperando ainda alugarem... continuo acompanhando"

      Enfim... imóvel é péssimo investimento. É bem de consumo durável. É lugar para viver. Como investimento é muito ruim.

      Não tenho pressa nenhuma em comprar algo que só vai me tirar dinheiro. Com o que economizo não pagando 4k de juros ao mês para os bancos, viajo todos os anos ao exterior, faço cursos de línguas, curto meus fins de semana e continuo poupando tranquilamente, como deve ser.

      Qualquer sistema em que poupar é péssimo negócio e gastar logo é muito melhor só pode está errado. Nenhum país capitalista se desenvolveu assim ao longo de sua história. NENHUM,

      Excluir
  4. É isso aí, Kassia, vai subir ainda mais !!!

    Então você estava errada quando disse que 2013 era o pico !!!

    Então você está errada ao vender seu imóvel no promissor NW de BSB !!!

    Aonde mais errou?

    Poupe-me de sua astúcia extritamente teórica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho acertado bastante ultimamente. Posso dizer que o meu índice de acertos nos meus investimentos imobiliários desde 2010 foiu superior a 75%, o que está me gerando um ótimo lucro, o que, evidentemente, me deixa muito feliz.

      Meu imóvel no NW não está à venda. Estou avaliando ainda o mercado, mas acho que talvez 2014 seja um momento melhor para ele. Entretanto, se eu tivesse uma unidade nesses que estão ficando prontos, da VC ou da Via, eu venderia sim, pois o lucro das chaves até agora foi enorme. Esse pessoal comprou a 7k/m2 e estão vendendo a mais de 10.5k/m2. Dá 50% de valorização, isso sem falar em alavancagem. Como pagaram 30% do imóvel, a rentabilidade sobre o capital é de mais de 160%. Não existiu melhor investimento que esse no período.

      Excluir
    2. Primeiro, quem comprou não pagou 7k, pois os primeiros imóveis foram vendidos por 8k.

      Segundo, quem está vendendo não está achando sequer 9k, muito menos 10,5k.

      E ainda há contas que você não fez, como gastos com corretagem, reajustes do INCC, dentre outros.












      gui que, est

      Excluir
    3. Pode colocar até R$ 20.000 no metro quadrado no Noroeste, eu não compro, pois sei que os preços são especulativos. A vontade de lucros das construtoras no Noroeste está acima de qualquer capitalismo selvagem.

      Ali o capitalismo quer o sangue de quem compra. Não tem justificativa, cobrar tão caro para imóveis em um lugar tão ruim e apartamentos com acabamentos pífios.

      Excluir
    4. Na realidade estão achando até mais que 10,5k. Os imóveis prontos, de 126m2 no NW, os mais baratos estão saindo a 1.4kk. O que dá 11.1 k/m2.
      Gastos com corretagem estão inclusos nos m2. E pode colcoar o iNCC que o lucro foi enorme ainda.
      Esse é o problema dos bolhotas: perderam a oportunidade e agora ficam com invejinha de quem se deu bem.
      Ao invés de destilarem ranço na Internet, seria mais produtivo pensarem melhor em seus investimentos da próxima vez, para não ter que ficar sonhando com bolhas imaginárias para poder comprar um imóvel..

      Excluir
    5. Se que acredita na bolha é chamado de "bolhota", como a sra. poderia ser chamada?

      Especuladora? Inflacionota ? Agiota ?

      Não me venha com investidora, por favor, pois se você é investidora, então os bolhotas são poupadores.

      Excluir
    6. Me chame de Kássia Tavares mesmo. Obrigada.

      Excluir
    7. Ali o capitalismo quer o sangue de quem compra. Não tem justificativa, cobrar tão caro para imóveis em um lugar tão ruim e apartamentos com acabamentos pífios.

      Tava demorando muito para aparecer alguém para colocar a culpa no capitalismo...

      Excluir
    8. Já disse que não adianta discutir com ela.

      Realmente ela tem razão. Quem comprou E JÁ VENDEU por esse preço absurdo aproveitou a maré boa e lucrou em cima dos trouxas.

      Quem comprou e AINDA NÃO VENDEU não é esperto coisa nenhuma... é uma besta. O timing de vender com lucro máximo já passou. Quem puder vender agora, venda dando desconto e se livre logo. Ainda vale a pena para quem comprou antes de 2010. Quem comprou depois, se ferrou.

      Quem AINDA NÃO COMPROU, seja por que (segundo a Kássia) perdeu a oportunidade, seja por que na época não tinha recursos, está HOJE em lucro zero. Pode esperar à vontade, pois os aluguéis possuem teto de valorização (renda das famílias).


      Repetindo: Quem comprou para especular entre 2011-2012 e ainda não vendeu já se ferrou. Não dá mais para escapar. sorry dudes.

      Excluir
    9. Kássia, experimenta vender teu imóvel. Se você conseguir, ficamos calados.

      Excluir
    10. O meu imóvel no Noroeste não está no "ponto de venda".

      Excluir
    11. Então me desculpe, mas você é sardinha... será engolida pelo mercado. Já passou do ponto de vender há muito tempo. Não acredita? experimente vender

      Excluir
    12. É que você é newbie no mercado imobiliário, querido. Não entende nada de investimento imobiliário. EU comprei imóvel em junho de 2012 e já vendi com lucro de mais de 100%. Tenho imóveis comprados em 2010 que já me ofereceram 100% em cima do que eu paguei e eu já recusei. Quero 200% de rentabilidade, no mínimo (que é o que o mercado está pedindo).
      Se tem algum sardinha nessa história, são os bolhotas com dinheiro na poupança perdendo feio da inflação todo mês e vendo os preços dos sonhados imóveis subindo todo mês acima da inflação.
      Para esses só resta sonhar com bolhotas....bolhotas sardinhas...kkkkk

      Excluir
    13. bolhotas felizes.

      Excluir
    14. seu imovel nao esta mesmo em ponto de venda. aposto que esta pedindo muito caro. anuncie e aguarde. ai vera o quanto o mercado esta bombando.

      Excluir
    15. Tá ruim de investimento, hein, Kássia.

      Se você acertou em 75% dos seus investimentos e sabemos, porque você mesma contou, que no NW deu em água, você fez outros 3 investimentos imobiliários, totalizando 4.

      Eu que nem mexo com o mercado imobiliário fiz 5 no último ano e devo ter ido bem melhor do que você, uma vez que não investi no NW. Antes você defendia que 2013 seria o ano da venda, agora passou para 2014, ou seja, está empurrando com a barriga.

      Se você aceita uma sugestão, realize seu prejuízo o quanto antes para perder menos.

      Excluir
    16. os.compradores sao.bolhotas e voce e a tia.kassia bolhordosa que morre de medo da bolha.

      Excluir
    17. Kássia, falaram assim para o Peter Schiff nos EUA quando ele falou inúmeras vezes que o preço dos imóveis lá estavam bolhudos. Todos os peixes grandes do mercado financeiro americano riram dele e agora se sentem ridicularizados.

      Digo e repito: O preço dos imóveis brasileiros está 100% desconectado da realidade. Pior: o crescimento brasileiro foi baseado em consumo, não em investimento. Isso significa que são números maquiados. Crescimento baseado em consumo não gera aumento de produtividade, não gera aumento de qualidade de vida. Não passa de um crescimento "virtual" do PIB e todo crescimento "virtual" resulta em retração no futuro.

      Sendo assim, além de vir o ajuste do mercado mais cedo ou mais tarde, o país deverá mergulhar em recessão muito em breve.

      Apesar de você não merecer, estou te avisando: Venda logo esse mico aí do NW ou haverá choro e ranger de dentes.

      Excluir
    18. Parte do que a Kássia Tavares diz é verdade: A parte em que ela diz que muita gente teve ótimos lucros até 2010-2011.

      O restante do que a Kássia infelizmente é ilusão assim como a do ouro-de-tolo: A ilusão de quem chega atrasado a um esquema ponzi achando que pode se dar bem juntamente com a massa.

      Não dá, Kássia. O pior é você usar o sucesso de quem ganhou dinheiro nesta pirâmide até 2010 para tentar angariar as últimas vítimas para 2012 e depois. Esta última parte justifica o fato deste blog ser tão sem prestígio.

      Excluir
    19. HEHEHEHEHE....
      Deixa a Tia Kássia achar que vai lucrar alguma coisa com esse AP no NW. Na verdade, lendo o que ela escreveu acima dá pra tirar duas conclusões: ou ela é mentirosa, ou é completamente trouxa de achar que vai lucrar 300% em cima do apê.

      Excluir
    20. Nada, isso é só papo. Ou ela é dona de imobiliária que está sofrendo com a queda acentuada nas vendas e aumento no número de processos na justiça, ou então é uma corretora que comprou dois na planta e agora tem um king kong na mão de dívida e não consegue repassar a bomba para frente. Daí toda a raiva e arrogância e artigos como o ideologia da inveja (inveja de quem paga caro e mora no mato kkkkkkkkkkkkkkkkkk).

      Excluir
    21. ou ela é mentirosa, ou é completamente trouxa de achar que vai lucrar 300% em cima do apê.

      Na realidade, você é que é 300% ignorante em investimentos e não tem a mais remota noção do que seja alavancagem. Mané é mané mesmo...kkkk

      Excluir
    22. Parte do que a Kássia Tavares diz é verdade: A parte em que ela diz que muita gente teve ótimos lucros até 2010-2011.

      Imóveis na planta sempre foi um bom investimento e sempre será por um simples motivo: os investidores são peça fundamental na estratégia das incorporadoras.

      O restante do que a Kássia infelizmente é ilusão assim como a do ouro-de-tolo: A ilusão de quem chega atrasado a um esquema ponzi achando que pode se dar bem juntamente com a massa.

      Essa frase deixa evidente que você não tem a mais remota noção do que produziu a valorização recente dos ativos imobiliários, que não tem qualquer correlação com esquemas Ponzi. Tanto não é esquema Ponzi, que mesmo quem comprou em 2012 e quem está comprando em 2013 vai receber seus imóveis normalmente.

      O que aconteceu é que a valorização entre 2007 e 2012 catapultou a rentabilidade dos investimentos em imóveis na planta. Isso não vai mais acontecer no curto prazo, mas não significa que quem comprou em 2012 e 2013 vai perder. Não só não vai perder, como na maioria dos casos observará ganhos reais sim.

      Excluir
    23. Acabou a festa dos imóveis em Brasília Kássia! Distratos e mais distratos surgirão, processos e mais processos, e vender imóvel que é bom, nada. Ta aí a realidade, foram querer ganhar dinheiro demais aumentando demais os preços dos imóveis, agora podem ficar com todos eles.

      Excluir
    24. Me responda, por que um investidor hoje vai comprar imóvel na planta se ele sabe que não conseguirá vender mais na frente? Sem contar que os reajustes do INCC nos últimos anos estão comendo totalmente o possível lucro. Melhor vender o ágio (deságio) ou então fazer o distrato com a construtora e perder ainda mais. Porque não vai achar comprador fácil não, as pessoas acordaram do sono profundo da seita da valorização eterna.

      Excluir
    25. Com a valorização nos ultimos 4 anos as construtoras passaram a vender na planta mais caro que o pronto, embutindo expectativas de valorização futura.
      Esse processo vai gradualmente refluir para a situação padrão de que comprar na planta é mais barato (pois envolve riscos) que comprar pronto.

      No Noroeste, hoje, já está assim: os aptos prontos estão mais caros que os na planta.

      Excluir
    26. Uma boa conversa você consegue chegar a R$ 7.000 o metro quadrado. O desespero já chegou no mercado, agora os corretores estão negociando tudo.

      Excluir
    27. Imagina se a Tia Kássia vai vender o King Kong dela pelo que o mercado está pagando. O saldo devedor dela deve estar lhe tirando o sono e a fazendo fumar duas carteiras de Broadway por dia, já que está sem grana pra comprar o Marlboro Light.
      Huahreuaheuaheuaheuae

      Excluir
  5. Respostas
    1. muita bobagem mesmo. porque será que alguém perde tanto tempo fazendo um blog destes. fica na cara que é corretor de imóveis que está desesperado em vender imóveis encalhados. seria mais fácil procurar outro emprego, porque a onda boa do mercado imobiliário no Brasil já passou, tanto que o Sam Zell já vendeu suas ações antes da baixa que está ocorrendo agora. Salve-se quem puder.

      Excluir
  6. Um artigo para reflexão, sobre o seto NW de Brasília:

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasilia247/73308/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um amontoados de mentiras nesse artigo aí, devidamente refutadas na própria área de comentários. O sujeito que me fala que o NW foi lançado com preços cinco vezes maiores que os da Asa Norte não pode estar no completo domínio de suas faculdades mentais. O NW foi lançado a R$ 7.000 reais em 2009, enquanto aptos similares na Asa Norte eram vendidos a R$ 9.000 reais.
      Enfim, um amontoado de bobagens. Tem até o Henrique kkkk pregando a baboseirada de taxa de corretagem....

      Excluir
    2. Realmente, os comentários são melhores que os artigos de muitos sites da Internet

      Excluir
    3. sim, os comentários são os melhores. me sinto em um programa de humor.

      Excluir
    4. Sou fã do Henrique.

      Excluir
  7. Kássia, sou seu fã! O melhor negócio aqui no Brasil sempre foi lucrar vendendo merdas caras para o gado brasileiro consumir e ainda se orgulhar! Meus sinceros parabéns!

    Ass: CEO - Souza Cruz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CEO - Souza Cruz?? hahahahahahha

      Kassia você também é CEO da Souza Cruz?

      Excluir
  8. Esta tal de OCDE, já foi informada que o PIB de 2012 foi menor que 1%,
    que estamos importando diesel e gasolina mais caro do que a ptbras pode vender,
    que não temos água e esgoto tratados, que temos 60.000 homicidios por ano,
    que se a inflação de janeiro se mantiver durante os proximos 12 meses, o acumulado pode dar mais de 10% aa em 2013.
    Ou será que estas notícias são para manter aquecida a demanda e assim insuflar umas bolhas e segurar a onda dos tr@lhas no poder?

    ResponderExcluir
  9. http://classificados.folha.uol.com.br/imoveis/1228412-mercado-imobiliario-tem-retracao-nas-principais-cidades-do-pais-em-2012.shtml

    ResponderExcluir
  10. Fonte: http://classificados.folha.uol.com.br/imoveis/1228412-mercado-imobiliario-tem-retracao-nas-principais-cidades-do-pais-em-2012.shtml

    A retração no setor imobiliário atingiu os principais mercados do país.

    Houve queda nas vendas e nos lançamentos em Salvador, Recife, Porto Alegre, Brasília e no Rio, segundo a empresa de pesquisas Geoimovel.

    Na capital baiana, o número de novos apartamentos caiu 56,5% no ano passado em relação a 2011. As vendas, por sua vez, recuaram 73,6% (veja quadro abaixo).

    No caso de Brasília, a retração foi ainda mais intensa: de 78% nas vendas e de 61,3% nos lançamentos. Porto Alegre e Recife também apresentaram recuo nas duas frentes.

    No Rio, foi apurada queda de 16,5% nas unidades lançadas (12.993) e de 44% nas comercializadas.

    Mesmo com o desaquecimento do mercado, os preços subiram em Porto Alegre (2,1%), Recife (26,7%), Salvador (15%) e no Rio (31,3%).

    Em Brasília, dona do metro quadrado mais caro do país (R$ 10.206), os preços caíram 5,3%.

    ResponderExcluir
  11. Olhem a bolha do mercado americano... a nossa está indo na mesma direção!

    Até o balanço de pagamentos está negativando... será que ninguém vê?

    Por que que quando estoura a bolha todos ficam tão perdidos? É tão fácil notar que estamos em uma bolha!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. È fácil notar que estamos em bolha, mas algumas pessoas como a Kássia insistem em não admitir. Cada um tem sua opinião. Eu respeito a opinião dela, mas eu discordo.

      Excluir
    2. Quando até um engraxate diz que há bolha, é bom estar comprada.

      Excluir
    3. Quando até um engraxate diz que é hora de comprar imóveis...

      Excluir
  12. Kassia, saiu no boletim focus do bacen, uma previsão de alta da selic p 2014.
    Se isso se concretizar, na sua opinião, quais seriam as alterações no mercado imobiliário?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. prejudica obvio. financiamento fica mais caro, economia desacelera. vendas caem e precos idem. mas depende da intensidade da puxada da selic.

      Excluir
    2. Nesse cenário, considerando o aluguel na faixa de 0,3 % do valor de venda só imóvel, com possível alta dois juros, não compensa comprar para morar, nãoé mesmo?
      Se for financiar uma parte então, nem pensar.
      Melhor aplicar, pagar aluguel com o rendimento, mesmo que baixo e guardar o restante para um momento mais oportuno.
      Meu raciocínio está correto na sua opinião?

      Excluir
    3. sim sim. esse foi o “raciocínio" daquele pessoal que hoje precisa sonhar com bolhotas imaginarias para comprar imóvel.lkkkkkkkk

      Excluir
    4. Kássia, os imóveis devem ficar agora um bom tempo sem valorizações reais significativas.

      Quando vc acha que haverá uma nova onda de valorização de 200%/300% em 4 anos?

      Daqui a 15, 20 ou 30 anos?

      Excluir
    5. Em termos agregados isso pode até ser verdade [que não haverá valorizações signfificativas], mas nos casos específicos, e onde há maior procura, como Zona Sul do Rio, PP de Brasília e bairros classe A de SP (Vila Mariana/Madalena, Jardins, Vila Nova Conceição, Moema, Higienópolis, etc), a tendência é sim de valorizações reais ao longo dos próximos anos.
      Quem consegue comprar imóveis nesses bairros nunca perde dinheiro e jamais perderá, pois são locais onde a demanda é muito superior à oferta.
      Então, quem acha que vai esperar preços nesses locais baixarem e depois vão comprar, esqueçam queridos.
      O que pode acontecer são novas regiões que são desenvolvidas (como AC em BSB, Barra e Recreio no Rio) e os condomínios ao longo da Castelo Branco em SP, onde se criam bairros de bom padrão, com imóveis idem, a preços inferiores aos bairros classe A dessas cidades, então as pessoas têm opções.
      Mas não adianta, quer morar nos locais top mesmo, então vai pagar caro. E vai pagar cada vez mais caro.

      Excluir
    6. Comparar Vila Mariana com Vila Madalena e Vila Nova Conceição... tsc,tsc,tsc... a única relação entre elas é que tem "Vila" e nome de mulher no nome... são bairros que atraem públicos totalmente distintos....

      e falar que esses bairros sempre vão valorizar é papo mentiroso de corretor...

      se valorizar de forma diferente do que outros bairros as pessoas vão para os outros bairros (lembre-se que não estamos falando de guaianazes, mas bairros limítrofes)... falar que um bairro valoriza e o outro não é falar que de um lado de uma rua é mais caro que do outro lado....

      faça o favor... imóveis ou crescem de forma ordenada em toda uma região ou são movimentos que serão corrigidos pelo mercado em pouco tempo.

      Excluir
    7. Comparar Vila Mariana com Vila Madalena e Vila Nova Conceição... tsc,tsc,tsc... a única relação entre elas é que tem "Vila" e nome de mulher no nome... são bairros que atraem públicos totalmente distintos....

      Eu não comparei. E tampouco fiz considerações sobre o público que eles atraem. "tsc..tsc..tsd".. Eu apenas relacionei bairros top de linha de SP (Zona A ou Zona B na classificação do CRECI).

      e falar que esses bairros sempre vão valorizar é papo mentiroso de corretor...

      Isso é um fato. Até agora os preços nesses bairros só subiu, e subirá cada vez mais.

      se valorizar de forma diferente do que outros bairros as pessoas vão para os outros bairros (lembre-se que não estamos falando de guaianazes, mas bairros limítrofes)... falar que um bairro valoriza e o outro não é falar que de um lado de uma rua é mais caro que do outro lado....

      Pode até ir para outro bairro, mas não é a mesma coisa. Uma coisa é vc morar na Vila Nova Conceição ou em Moema. Outra, BEM diferente, é morar em Santo Amaro. E são bairros bem próximos.

      Excluir
    8. Kássia, o preço médio real anunciado do Leblon e Ipanema segundo o FIPE-ZAP, e usando o IPCA (que é o mais fraquinho) como deflator, caiu em 2012.

      Depende de vários fatores. Lembro que Benfica e Rio Comprido no Rio já foram bairros absurdamente nobres, hoje não são nada além de retratos de decadência. É o que acontece com Copacabana, que é encravada na Zona Sul mas consegue ser um bairro aos preços da Glória, são bairros muito antigos que já começam a dar sinal de saturação de suas vidas úteis.

      Excluir
  13. Economina brasileira em expansao? Sei...

    Kássia, quanto você acha que será o PIB para 2013?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. minha aposta fica entre 3 e 3.5%.

      Excluir
    2. Não é mais 4%?! E os imóveis ainda vão valorizar 10% o meio do ano ou isso já mudou também?

      Excluir
    3. HAHAHAHA não vai ser 3.5% NUNCA

      O governo vai abrir as torneiras e gastar o que puder para fechar o ano em alta, mas deverá ser pouco mais de 1%. No ano que vem, veremos a "conta" a pagar.

      O modelo econômico keynesiano brasileiro é uma porcaria. Mais uma vez iremos para o brejo... até quando?

      Excluir
    4. A previsão, que era de 3.5% para 2013 já caiu para 3.09%. E olha que estamos em fevereiro, hein?

      http://www.estadao.com.br/noticias/geral,focus-mercado-ve-inflacao-maior-e-dolar-menor-em-2013,996561,0.htm

      Excluir
    5. Até junho a previsão do mercado já estará abaixo de 2% fácil fácil.

      Excluir
    6. Entre a opinião de uma corretora de imóveis e um professor da UFPR... bom, acho que fico com o professor mesmo...

      http://ossamisakamori.blogspot.com.br/2013/02/dolar-depreciado-vai-matar-o-brasil.html

      Excluir
  14. Para mim, não passa de 2%. Já que brincam de loteria, sei brincar também.

    ResponderExcluir
  15. Sim, valoriza sempre e vende muito facil, facin facin!

    Fora que nao dá problema na construção, nenhumzinho!

    Nao sei porque as vezes gostaria de dar uns sopapos naquele construtor ou contratar a Kassia pra vender aquele encalhadozinho (claro pra ver a cara dela ao ver que nao se pode 'dobrar' o mercado, que o bom negocio acontece na compra)!

    Desconfio que o lance da Kassia é fazer que nem o Milton Neves: polemizar pra estar em evidencia!!
    É só ver o número de ripadas, digo, de comentarios em cada post!

    ResponderExcluir
  16. As 10 leis do dinheiro:

    1 - dinheiro não nasce em árvores
    2 - as nossas necessidades são sempre menores que os nossos desejos
    3 - devedores são pobres
    4 - não existe almoço grátis não há formas fáceis de ganhar dinheiro
    5 - as melhores coisas da vida são de graça
    6 - dinheiro não traz felicidade
    7 - não há nada melhor que o pagamento a vista
    8 - mais vale um monte de dinheiro no bolso da calça do que um monte de calças.
    9 - vista-se para o sucesso
    10 - Não siga a manada, não viva como todos vivem.

    link: http://www.streettalklive.com/daily-x-change/1515-10-immutable-laws-of-money.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dinheiro não nasce em árvores, mas alguns ganham dinheiro às custas dos outros. E quando de má-fé, este dinheiro não é abençoado por Deus.

      Excluir
    2. Só não concordo com a nro 6

      Dinheiro não traz felicidade?
      Bom, se não traz, manda entregar .... quem fala isso é rico velho ...

      Excluir
    3. É verdade, o dinheiro não traz felicidade. Mas te leva para curtir uma deprê em Nova York, Paris, Londres, Melbourne...

      Excluir
    4. Você tem tanto dinheiro assim? Ganha dinheiro com o que? Afinal, quem é você Kássia Tavares? Por que dedica tanto tempo da sua vida neste blog aqui?

      Excluir
  17. Kassia bom dia. Tenho interesse em adquirir sua unidade no Nw para investimento. Como fazemos? E qual valor do m2?

    ResponderExcluir
  18. Kássia, estou pensando em investir em imóveis no Peru e na Colômbia.

    Qual a TIR nesses países?
    Qual a relação Crédito Imobiliário/PIB nesses países?
    Qual a relação de consumo de cimento per capita neles? (haha)
    Qual o IR de venda?
    Como funciona a lei de transmissão de heranças neles?
    Quais os bairros mais "espertos" para se investir nestes países?
    Tem venda na planta?
    Qual o INCC deles?

    Depois me passa sua agência bancária e sua conta. Estou lhe contratando uma consultoria imobiliária aqui.

    (Acho que corretor imobiliário deveria ter a obrigação por lei de ser um consultor imobiliário e assinar responsabilidade analítica que nem faz contador, médico, engenheiro e advogado. Afinal, para que eles tem CRECI?)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já deixei bem claro que este espaço não se presta a dar dicas de investimento ou consultorias de qualquer tipo. Isto aqui é um blog pessoal onde manifesto minhas opiniões sobre o que me der na telha.

      Excluir
    2. Que pena. Pretendia te pagar 6% do que eu auferisse por lá.

      Ah, mas consultoria dá mto trabalho né? 6% só não paga.

      Melhor fazer transações por aqui mesmo e auferir 6% só pra ficar em fila de cartório e colar uns selinhos numas folhinhas.

      Excluir
    3. Seu site claramente dá dicas de investimento, porque você toda hora fala que quem não comprar agora vai comprar mais caro no futuro. Isto é mensagem subliminar. Quer que eu desenhe?

      Excluir
    4. O fato de eu ter certeza que os imóveis ficarão mais caros no futuro (curto / médio prazo) não significa que eu ache que sejam bons como investimento. Quando se trata de investimento em imóveis, é necessário ressaltar que os custos de transação (ITBI, corretagem, custo de oportunidade, baixa liquidez, taxas, emolumentos, custos de cartório, etc) são muito elevados. Portanto, se a valorização é pequena, a rentabilidade do investimento pode ficar facilmente negativa.

      Agora, quem pretende comprar para residir, aí sim vale a pena e é uma boa opção em geral, pois os custos de financiamento, hoje, estão bastante atrativos, as parcelas são decrescentes, e o saldo devedor cai todo mês, enquanto o aluguel sobe todo o ano pelo IGP-M.

      Enfim, eu acho, hoje, que como investimento não está valendo a pena, mas comprar para morar, pesquisando bem, buscando bons imóveis e etc, é bom sim, até mesmo porque a retração do mercado fez com que o comprador esteja em posição confortável hoje, podendo exigir bons descontos para finalizar o negócio.

      Excluir
    5. Acha sim, você sempre afirmou que é um bom investimento.

      Mas comprar para morar não vale a pena não:

      1. As taxas de juros no Brasil são umas das mais altas do mundo

      2. Os contratos de financiamentos bancários permitem a alienação extrajudicial para tirar o comprador do imóvel caso ele deixe de pagar as prestações, ou seja, não precisa de processo

      3. o valor pago de juros é muito maior do que o valor de abatimento no saldo devedor

      Por outro lado, o mercado está cheio de imóveis para alugar, e o aluguel possui um teto, que é o salário, e o tempo tem mostrado que apesar da alta dos imóveis nos últimos anos em mais de 100%, os aluguéis não acompanharam esta alta.

      Portanto, vale muito a pena morar de aluguel. Comprar somente se você tiver a maior parte do valor do imóvel para pagar e financiar pouco, e pagar em no máximo uns 10 anos (com todas as ressalvas e malefícios ditos acima).

      Excluir
    6. Eu alugo meu ap a 0,4% do que tentam vender, estou com oferta no mesmo condomínio a com preço 30% menor que a tabela!

      Ok, vai cair no curto prazo, vale a pena esperar!

      Agora bolha real só se o brasileiro hipotecasse ao estilo americano! Onde a queda do imóvel obrigava muita gente vender o bem por causa da regra das hipotecas!
      O que vai ocorrer é que quem comprou NW a 12 mil o m2 vai passar raiva quando vir o preço de mercado a 7! Mas só isso, sem catástrofes de sem teto!

      A blogueira tapa os olhos para a realidade, no que em psicologia se chama de negação: sustenta uma tese contra todos os fatos e evidências, e acredita piamente na própria fantasia...

      Excluir
    7. Mundo de fantasias e negações é o dos bolhotas, que estão esperando quedas de preços de imóveis há mais de 3 anos, período no qual os imóveis subiram 60%, e teve gente que comprou, ficou pronto e vendeu e lucrou. E os bolhotas aí esperando imóvel cair de preço enquanto o aluguel disparou também.

      No mundo imaginário dos bolhotas, as pessoas compraram aptos no Noroeste a 12k/m2 - nada mais falacioso. Quem comprou no NW pogou 7k/m2, alguns até mesnos. Até mesmo compras em 2011 e 2012 foram feitas a menos de 9k/m2 (conheço pessoas que compraram a 8.9k/m2 ano passado).

      Só que os imóveis prontos no Noroeste estão sendo vendidos a mais de 10k/m2.

      Ou seja, quem comprou no Noroeste a menos 9.5k/m2 se deu muito bem.

      Agora, tem imóvel a 12 ou 13k/m2 no NW? Sim, tem, casos específicos, de imóveis pequenos, de andar elevado (4º ou 5º andar) , nascente, com vista livre para o Burle Marx, duas ou três vagas soltas em empreendimentos de altíssimo padrão. Mas não é a regra.

      Excluir
    8. MENTIRA!
      Há vários imóveis anunciados no Noroeste por 12 mil. Basta olhar nos wimoveis.

      Excluir
    9. Eu não entendo os bolhota. Acho que eles só vêm aqui para discordar de mim. Uma hora dizem que chove ofertas no Noroeste a R$ 7k/m2. Outra hora dizem que chovem a R$ 12k/m2!?? Vai entender.
      A realidade é a seguinte: lançamentos entre 9 e 10k/m2 e prontos a 10.5k/m2. Isso é o que eu tenho visto.

      Excluir
    10. Você não entendeu Kássia.

      Os imóveis são ANUNCIADOS por até R$ 12 mil o metro quadrado, mas são VENDIDOS por R$ 7 mil.

      Entendeu?

      Mas todo mundo sabe que estes anúncios de R$ 12 mil são pega-trouxa, para dar a impressão de que os imóveis estão valorizando, senão as pessoas que compraram por R$ 9 ou 10 mil vão ficar com raiva, pois o saldo devedor está mais alto do que um imóvel igual à venda.

      Eu entendo sua revolta Kássia.

      Excluir
    11. Desenha para ela :)

      Excluir
  19. quanta bobagem: http://www.crecisp.gov.br/arquivos/pesquisas/capital/2012/pesquisa_capital_dezembro_2012.pdf

    e em 2012 já vai dar negativo.....

    ResponderExcluir
  20. Blog bombando...78 coments, Pena que são todo esculachando a dona da casa...

    Pára de fumar crack e vai fazer alguma coisa util na vida, vai!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hmmmmmmmmmmmmmm, essa frase aí, sei não Kássia.
      Pegou mal.

      Excluir
  21. Gente, olha este blog aqui, a Kássia vai ficar com raiva

    O famoso caso de falácia ecológica do Setor Noroeste entra em uma nova fase, a do "estouro da bolha imobiliária". As vendas não declinam, mas os preços, sim, e os projetos mudam: cada vez menores, os apartamentos são apertamentos, cubiculares, kitineticismos, quartinhos que viram tudo. O Noroeste vai acabar no Irajá (como disse o grande Fernando Mello, dramaturgo brasileiro, em 1973, com referência a uma certa Greta Garbo).

    Não se trata de nada traumático, como o estouro de outras bolhas imobiliárias: trata-se de uma fundamental lição acerca da direção que a ocupação urbana toma, misturando bizarras estratégias de agentes públicos (como a TERRACAP) e de agentes privados (construtoras e incorporadoras).

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasilia247/73308/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse artigo está sendo destruído nos comentários. O sujeito que o cometeu teve a coragem de escrever que o NW foi lançado com preço de m2 5x ao da Asa Norte. Fora o monte de bobagens sobre aquífero bananal, e outras pérolas.

      Excluir
    2. Mas quanto ao lado ecológico você tem que concordar comigo, a verdade não pode vir à tona, porque as construtoras precisam continuar com a mentira de bairro ecológico. Estão é destruindo o cerrado.

      Um bairro ecológico se caracteriza pela capacidade da natureza em repor com a mesma velocidade e intensidade a riqueza natural explorada e consumida pelos habitantes que ocupam uma área de terra. No cômputo desses habitantes não figura apenas o homem. Ele será, ali, minoria. Levará consigo poderosos artefatos que competirão com a maioria dos habitantes originais da área, atacados minuto a minuto pelo exacerbado consumo do homem. Água. Os 40 mil moradores tirarão dali 14 milhões de litros diários para uso direto. Milhares de árvores, plantas e arbustos com volume hídrico apreciável serão erradicados e deslocados para outras áreas. Pássaros e milhões de insetos compõem o equilíbrio biológico e ambiental. “Alguns” indígenas absurdamente considerados invasores das terras brasileiras, ali radicados, terão que buscar outro espaço para sobreviver.

      O fato de serem instaladas facilidades do progresso e novos artifícios para o conforto humano não caracteriza ipso facto o estado ecológico do bairro. A solução técnica, por mais acabada e defensável, não é necessariamente ecológica. A arte e a beleza paisagística podem ser uma estética maquilagem se não equacionarem o equilíbrio entre a oferta e o consumo da riqueza natural. A impermeabilização do solo com a construção de edifícios, avenidas, ciclovias, exigirá cuidados especiais para garantir a infiltração de águas pluviais e assegurar a recarga dos mananciais e aquíferos subterrâneos da área, sob o risco de secamento das bacias do Bananal e do Paranoá.

      Chegará o marketing às cabeças dos novos moradores ou produzirá apenas efeitos imobiliários, status social e enriquecimento de construtores?
      Cientes da moleza de nossas instituições e da presença constante de interesses secundários, os autores de FRUTO DE MUITAS CABEÇAS esperam que as flexibilidades anunciadas não desviem nem corrompam a “proposta tão esmeradamente desenvolvida”. Águas Claras e centenas de condomínios irregulares sobre a frágil área do Cerrado são fatídicos exemplos que gritam mais alto contra a insensatez do crescimento que impõe impagáveis custos ambientais na conta do conforto urbano desejado e da saúde humana ameaçada.

      http://www.revistameioambiente.com.br/2009/10/24/setor-noroeste-terra-de-ninguem-onde-cada-um-faz-o-que-bem-entende/

      Excluir
    3. É óbvio que o termo "ecológico" é marketeiro, e ridículo, já que desmataram um monte lá para fazer o Noroeste. Mas daí a falar que o NW "está destruindo o cerrado" é igualmente ridículo, afinal o cerrado é toda a vegetação da região centro-oeste do Brasil com milhões de hectares. Até parece que os 40 hectares desmatadosa do Noroeste representa alguma ameaça ao Cerrado.
      E outra: NOroeste foi aprovado por todos os órgãos ambientais, tem RIMA e estava planejado há anos, inclusive pelo Lúcio Costa.
      E vai ser o melhor bairro de BSB, não porque é "ecológico" ou coisa parecida. Será o melhor pois terá o melhor sistema viário, os prédios mais modernos e bonitos, não terá trânsito para entrar e sair, terá parques maravilhosos de ambos os lados (Burle Marx e Água Mineral), enfim. Será o melhor.

      Excluir
    4. O melhor bairro é o Lago Sul.

      Excluir
    5. Eu não gosto de morar em casa. Prefiro 1kk vezes um apto. Então Lago Sul para mim está fora de cogitação.

      Excluir
    6. O apartamento que você comprou para morar no NW tem quantos quartos e qual a área útil dele?

      Excluir

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.