segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

A bolha estourou. Não a imobiliária, mas a do Tesouro Direto.

As perspectivas de elevação da SELIC estão provocando desvalorizações nominais em títulos do Tesouro Direto. Ou seja, quem optou por deixar seu dinheiro nesse tipo de investimento esperando desvalorização dos imóveis perdeu duplamente, visto que os imóveis subiram de preços, e os títulos do Tesouro Direto apresentam rentabilidade negativa.


Além do Tesouro Direto, os fundos de renda fixa também estão sofrendo com a reviravolta de expectativas que sucedeu a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). Os títulos do Tesouro Direto para pessoas físicas registravam até sexta-feira perdas nos últimos 30 dias e também no acumulado de 2013.


Pior: as variações negativas se acentuaram na virada de janeiro para fevereiro e chegam a 7% em 30 dias no papel de prazo mais longo. Isso significa que, quem comprou o título há um mês pagou um preço mais caro e, caso queira se desfazer do título agora, ou seja, antes do prazo de vencimento, teria uma perda.

O aspecto mais interessante é que muitos "especialistas" vinham recomendando "poupar" o dinheiro na Renda Fixa esperando a bolha imobiliária estourar, e, com isso, comprar imóveis mais baratos, com um valor em dinheiro mais elevado advindo da Renda Fixa.

Ocorreu exatamente o inverso: os títulos do Tesouro Direto PERDERAM valor, e os imóveis continuam a se valorizar. Além disso, a perspectiva de 2013 é de valorizações adicionais nos imóveis, graças à relativa estabilidade da economia, e, se a SELIC continuar com perspectivas de aceleração, os titulos do Tesouro Direto continuarão a trazer prejuízos aos investidores.

Fonte: Valor Econômico

68 comentários:

  1. Quem investe no longo prazo não está perdendo nada. Pode desvalorizar a vontade, só vou resgatar no vencimento, com a rentabilidade contratada. Como de costume, só perde quem é especulador. Já no setor de imóveis, as notícias são as piores possíveis. Chupa essa manga! http://opequenoinvestidor.com.br/2013/02/a-bolha-imobiliaria-de-brasilia-entre-2011-e-2013

    ResponderExcluir
  2. No longo prazo você estará morto...kkk
    Ou seja, bolhotas perdem no longo e no curto prazo.
    Imóveis vão ficando, para eles, um sonho cada vez mais distante.
    E, logo logo, terão que abandonar seus bairros preferidos, pois nem aluguel vão conseguir pagar, visto que está subindo também, vejam:

    http://www.politicaeconomia.com/2013/02/mercado-imobiliario-do-rio-em-nova-fase.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "No longo prazo você estará morto...kkk
      Ou seja, bolhotas perdem no longo e no curto prazo."

      Nossa, está parecendo criança fazendo birra. Agora está dizendo que investimento em logo prazo (10, 15 anos) não existe, porque nego estará morto.

      Chega a ser triste ver a Kássia acuada assim. =/

      Excluir
    2. hj vc esta no sexto ou no segundo andar? desce ai que estou na praca da alimentacao.

      Excluir
    3. Ué, 3 anos não é o prazo do imóvel ficar pronto?

      Kd o lucro? Perdendo pra inflação?

      Excluir
  3. Kassia, nutro um amor platônico por você

    Admiro-a pela veemência com que defende suas idéias, um misto poderoso de raciocínio afiado com sutil ironia, inacessível às grandes massas.

    Você ocupa um lugar importante em nosso petit committee, proferindo palavras diretas, sem medo, sem receios, como que saíssem direto do seu coração, para esse apaixonante e instável mercado imobiliário.

    Obrigado, minha musa Kassia!

    Eu acreditava em bolha imobiliária, não mais sou um convertido, porque conheci à Senhorita e seu blog!

    S2

    Anônimo Carioca

    ResponderExcluir
  4. tambem te amo kacccia. nos encontramos hoje a noite na sede da sua imobiliaria. estarei num audi branco. ass. futuro namorado da kaccia.

    ResponderExcluir
  5. Mas com a alta dos juros não é de se esperar também uma desaceleração no mercado imobiliário?

    Vc quer comparar Notas do Tesouro com Imóveis?

    Dá olhadinha aqui:

    http://www.drmoney.com.br/investimentos/a-bolha-imobiliaria-e-a-relacao-aluguelprecos-dos-imoveis/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguma desaceleração deve ocorrer, mas os drivers do mercado imobiliário são outros - que, inclusive, são do interesse do governo. Que não está muito preocupado com a rentabilidade o tesouro direito, mas está muito preocupado com o mercado imobiliario (empregos, casa própria etc).
      Em 2012 o mercado desacelerou, e nem por isso os preços caíram.
      Agora, a pancada no Tesouro Direto foi forte mesmo.

      Excluir
    2. Não sei se viu o gráfico que o Anônimo acima recomendou, mas eu resumo aqui: Desde 2008 o tesouro direto rendeu O DOBRO do que os imóveis:

      http://www.drmoney.com.br/wp-content/uploads/2012/10/FIPE-ZAP-x-NTN-B-300x181.png

      Sem contar que a liquidez do tesouro direto é praticamente imediata (toda quarta-feira).

      Resumindo: 1) O dobro da renda dos imóveis nos últimos 5 anos; 2) Liquidez praticamente imediata, ao contrário dos imóveis que são de baixíssima liquidez.

      Excluir
    3. Não foi o dobro. O NTN-B 2045 rendeu 70% a mais que o FIPE-ZAP Nacional.
      Mas, todavia, porém, contudo, quem investe em imóveis na planta opera com alavancagem - multiplicando a rentabilidade.
      Ou seja, uma valorização nos ativos de 150% no perído se torna, quando se opera com imóveis na planta, obtém-se cerca de 3x isso, ou algo como 450% de rentabilidade.
      Não existiu nada que remotamente pudesse competir com a relação rentabilidade/ risco dos imóveis na planta no perído.

      Excluir
    4. hahaha,

      Realmente os não há nada que possa remotamente competir com a roubada de estar alavancado e ver as vendas caíram quase 80%, levando a liquidez para o saco. Aí nego tem que correr para o distrato, ser insultado pela construtora que devolve migalhas do que foi pago, e passar anos na justiça, que a senhora mesmo diz ser um LIXO, tentando correr atrás do prejuízo.

      É, não há igual.

      Excluir
    5. Imóvel NÃO É INVESTIMENTO. Valorização imobiliária a esses níveis não é normal.

      Ponham uma coisa na cabeça de uma vez por todas: Qualquer investimento de verdade deve ser realizado com vistas a aumentar a produtividade do país. Os ditos "investimentos" para comprar bens de consumo NÃO SÃO INVESTIMENTO.

      Se poupança, TD, VGBL, PGBL, etc etc estão rendendo menos que comprar um bem é sinal de que a economia está fora dos trilhos e a coisa vai desandar logo logo.

      Pode demorar? pode... mas vai cair.

      Imóvel, carro, casa de praia, móveis, eletrodomésticos e etc são BENS DE CONSUMO sujeitos a depreciação, não a valorização.

      Excluir
  6. Kassia,

    Onde foi mesmo que você investiu em imóveis?

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/imoveis/93091-venda-de-imoveis-recua-78-em-brasilia.shtml

    ResponderExcluir
  7. Tia,

    Só trouza deixa dinheiro na Banânia, quer seja em algum papel para financiar o deficit púlico, quer seja para na além de garantir a taxa de administração de bancos, quer seja em imóveis como voce fez. Pense no seguinte: com tantos países melhores no mundo, por que vou deixar meu dinheiro justo num pais de terceiro mundo que caminha velozmente para ser um República Socialista de Bananas?

    ResponderExcluir
  8. Engraçado, meu score indica que nos últimos 12 meses os títulos de longo prazo do tesouro direto se valorizaram cerca de 40% e os imóveis estão patinando. Em Brasília, já há perda real nos últimos DOIS ANOS. De repente, 0% é melhor do que 40%...

    http://opequenoinvestidor.com.br/2013/02/a-bolha-imobiliaria-de-brasilia-entre-2011-e-2013/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mercado de Brasília, de 2011 para cá, realmente perdeu do Tesouro Direto. Entretanto, quem costumava investir em Brasília pulou fora desde 2009. Eu mesma fui para São Paulo onde a rentabilidade disparou nesse período, e, operando alavancada, consegui rentabilidade de 150% entre 2011 e 2013. Neste momento estou vendendo meus aptos lá. Ainda não vendi, mas até junho devo vendê-los.
      E, detalhe, vou vender, e comprar outro imóvel em Brasília, e como venderei imóveis para comprar outro imóvel, não pagarei IR.

      Excluir
    2. Em julho voltamos a falar

      Excluir
    3. Tia,

      Voce tem um problema com os tempos verbais. Se ainda não vendeu, então não conseguiu a alegada rentabilidade alavancada de 150%, não é mesmo?

      fui para São Paulo - passado
      consegui rentabilidade de 150% - passado
      estou vendendo - presente
      Ainda não vendi - presente

      Excluir
    4. Vai comprar em Brasília para morar ou para investir?

      Excluir
    5. Ok, ainda não vendi, não realizei o lucro.

      Excluir
    6. Vai comprar em Brasília para morar ou para investir?

      Eu já tenho imóvel em Brasília, no Plano Piloto. Vou comprar outro para morar, e o meu atual eu vou alugar, visto que o aluguel está começando a se mostrar vantajoso atualmente.

      Excluir
    7. Kássia Tavares disse:



      E vai realizar? Quando?

      Excluir
    8. disse:

      Ok, ainda não vendi, não realizei o lucro.

      Excluir
    9. na realidade eu já vendi um imóvel em SP este ano (na realidade vendi no final de 2012 e recebi o dinheiro este ano), que comprei em 2012, e tive lucro de mais de 100%, mas foi uma situação excepcional: comprei de inventário, o imóvel estava um lixo, reformei inteiro e vendi para fins comerciais, e lucrei muito.
      Agora, estou vendendo outros imóveis em SP que comprei na planta para vender nas chaves. Inclusive já tive propostas em um deles na qual teria uma rentabilidade de 120%. Mas desisti e subi o preço novamente, que me daria os 150%. Se o mercado chegar nesse valor muito rápido, irei subir o preço novamente, pois não tenho urgência de vender.

      Excluir
    10. Boa sorte na venda.

      http://g1.globo.com/economia/noticia/2013/02/venda-de-imoveis-novos-residenciais-em-sp-recua-48-em-2012.html

      Excluir
    11. Hahaha, esta é a brilhante Kássia Tavares! Levou na cabeça no Noroeste, está com dois bolhudinhos para vender em SP, onde o mercado está recuando! Olha o exemplo! Hahahaha. Fica se gabando de um investimento bem-sucedido. Na planta? Claro que não! imóvel de inventário! em 4 imóveis, tomou prejuízo em 3! Brilhante! Prêmio Nobel de Economia!

      Excluir
    12. Interessante: a rentabilidade calculada com base no valor de mercado e ainda não realizada não pode ser considerada lucro. Agora, o prejuízo calculado com base no valor de mercado e ainda não realizado pode ser considerado prejuízo.

      Excluir
    13. Boa sorte na venda.

      http://g1.globo.com/economia/noticia/2013/02/venda-de-imoveis-novos-residenciais-em-sp-recua-48-em-2012.html


      Eu não entendo: os bolhotas torcem por bolha, mas comemoram a redução da oferta de imóveis? Será que eles sabem que oferta menor leva a preços maiores?

      Excluir
    14. Kássia, se você conseguisse entender não estaria dizendo tanta bobagem.

      Em 2012 as vendas diminuiram. Os lançamentos diminuiram mais ainda.

      As vendas diminuiram porque os "investidores" viram a roubada que estavam entrando e estão parando de comprar. Os lançamentos diminuiram porque as construtoras viram a roubada que estavam entrando e estão parando de construir. Acontece que os lançamentos de 2012 só estarão prontos daqui há 2/3 anos. Neste período, enquanto as vendas vão diminuir ainda mais, os lançamentos de 2/3 anos atrás estarão sendo entregues, alimentando o estoque que já é bem grande. No final deste período, mesmo que as construtoras não lancem mais nada, teremos bastante imóveis que foram construídos em todo este período.

      Resultado: Quem não comprar agora vai pagar mais caro no futuro!

      Excluir
    15. Vocês bolhotas vivem em um mundo à parte do mercado. Na realidade, vocês acompanham isso através das notícias que saem na imprensa, notícias estas que contam a história que passou há 3 ..4 meses atrás. O fato é o seguinte: o mercado em 2013 está bombando, tanto em SP quanto em Brasília. E vocês vão ver isso logo logo nas estatísticas do SECOVI.

      Excluir
    16. Bombando realmente. Está explodindo o número de distratos e de processos na justiça contra atrasos de obras, acabamentos mal feitos, cobranças de taxas de corretagens indevidas, contratos com cláusulas abusivas. Isto sim está bombando.

      Excluir
    17. Anônimo de 16h55,

      Os estoques estão elevados mesmo. É coisa demais para vender. Olha o que saiu na imprensa em Brasília:

      DF tem 214 construções: total de 53,7 mil unidades residenciais

      Quantidade será suficiente para abrigar 175 mil pessoas. Valor de venda total beira os R$ 20 bilhões

      Diego Amorim
      Publicação: 10/02/2013

      A capital do país se acostumou com os canteiros de obras. Espalhados por oito localidades, há 214 empreendimentos residenciais em construção no Distrito Federal. Quando entregues — e levando em conta o número médio de moradores por domicílio —, as 53.768 unidades poderão abrigar 175 mil pessoas, pouco mais de cinco vezes a população do Lago Norte. Os dados, obtidos junto ao Sindicato da Indústria da Construção Civil do DF (Sinduscon-DF), compõem o mapa do mercado imobiliário local.

      O valor geral de vendas (VGV) das obras em andamento chega a R$ 19,2 bilhões. Os imóveis em estoque representam 30,7% do total, segundo o levantamento. Águas Claras, embora apresente um crescimento muito menor se comparado a anos anteriores, se mantém no topo do ranking de empreendimentos e unidades lançadas. A região administrativa responde por mais de um terço de toda a movimentação do mercado.

      Excluir
    18. Olha o tamanho do Lago Norte, é toda esta bota aí:

      http://img162.imageshack.us/img162/49/lagonortebotaha7.jpg

      Ou seja, 5 vezes o número de moradores destas casas aí, só no Distrito Federal, que tem pouco mais de 2 milhões de habitantes. Será que vai ter demanda para este tanto de apartamento?

      E mais, será que as pessoas que querem comprar vão ter dinheiro para comprar tudo isto?

      Ou vai ficar tudo encalhado por anos a fio?

      Excluir
  9. Kássia, o que é comprar de inventário???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É quando você compra um imóvel ou um bem de alguém que já morreu.

      Excluir
    2. é brincadeira né Kássia?

      parabéns se vc comprou um imóvel recebido de herança por alguém que não devia imaginar nada do mercado e estava em uma situação vulnerável. Muito bonito da sua parte.

      e realmente o mercado de imóveis recebidos de herança deve ser o que continua movimentando o mercado imobiliário brasileiro....

      mas se não for seu exemplo não serve pra nada.....

      Excluir
    3. Porque você posta como anônimo somente para pisar na Kássia? Será que é como eu que tenho medo e vergonha do postar com meu verdadeiro nome?

      Excluir
  10. Kássia,

    vc é impagável... quem acompanha o seu site sabe que vc já comprou ums 437 imóveis só esse ano.. no Noroeste e em SP, já os vendeus, recomprou, realizou lucro, aguarda o lucro, venderá no pico em 2013 enquanto o mercado continua disparando e não vai parar nos próximos anos, vendeu de novo os imóveis só pra tribudiar em cima dos bolhotas, comprou de novo pois quem compra apartamento tem tudo. e ainda tem tempo de escrever nesse blog....

    como vc tem um tempinho eu queria te ajudar. Juro por tudo que é mais sagrado, se vc passar seu endereço eu compro um livro de economia (mankiw ou outro que vc preferir) e te mando.

    não aguento mais ver tanto comentário seu com erros crassos de economia!

    a melhor de todas foi dizer hoje que o governo se preocupa mais com o Mercado Imobiliário do que com o Tesouro Direto (HAHAHA) vc ao menos imagina o que seja o tesouro direto????

    qual vai ser a próxima? o governo ser preocupa mais com o mercado de jujubas do que com a tributação nacional????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, sei: você, que está aí sonhando com bolhotas imaginárias há 4 anos (perído no qual os imóveis valorizaram mais de 60%) quer me ensinar sobre economia? kkkkkkkkkkk
      Os bolhotas não sonham apenas com bolhas...eles acham mesmo que entendem de investimento...rs..rs..

      Excluir
    2. na verdade entendo sim kássia... trabalho com investimentos...

      sei que o mercado imóbiliário pode ter oportunidades, mas estou contente com meus rendimentos....

      imóvel eu só comprei o meu para morar a alguns anos... ia mudar e julguei não ser o momento apropriado... mas vai saber né Kássia...

      e eu nunca falei que te ensinaria nada, um bom livro de economia o faria..

      e de boa kássia, vc realmente acha que o governo liga mais para mercado imobiliário do que para o tesouro direto?

      Excluir
    3. e de boa kássia, vc realmente acha que o governo liga mais para mercado imobiliário do que para o tesouro direto?

      Sim, não só acho, como tenho certeza. Se você entendesse de política iria saber disso também.

      Excluir
    4. O que o governo irá fazer? Abaixar os preços dos imóveis?

      Excluir
    5. ah é? estranho, pois se o Tesouro Direto cair assim o governo não consegue mais capitar dinheiro através dele... mas o importante pro governo é o povo comprar casa... não importa se o governo vai ter ou não dinheiro....

      e nem vem falar que a arrecadação de ITBI, IPTU e ITCMD competem com o valor que ele arrecada emitindo títulos....

      Excluir
  11. Os comentários dessa senhora são surreais. Compra imóvel de inventário, compra imóvel na planta em vários estados do país, revende com lucro de 150%... Tudo ao contrário do que as notícias divulgam. Quem é que vive na bolha mesmo? rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bolhotas são newbies nesse mercado..kkk
      Estou com paciência e vou desenhar um pouco.
      Funciona assim:
      1. De 2010 a 2013 suponha uma valorização de 60% nos imóveis.
      2. EM 2010 vc compra um apto na planta por 100k.
      3. Vc paga 25% desse apto até as chaves em 2013, logo, vc investiu 25k.
      4. Suponha uma correção do INCC de 20% no período
      5. Seu saldo devedor ficou em (100-25)*1,07=80,25.
      6. Em 2013 o imóvel valorizou de 100k para 160k (60% de valorização).
      7. Qual é o valor que lhe cabe no imóvel? R$ 160k - o saldo devedor (80,25k)= 79,75.
      8. O que aconteceu, você investiu R$ 25.000 reais e saiu, três anos depois, com R$ 79.750 reais.
      9. Ou seja, uma valorização de 319% no período.

      Então o que acontece? Quem tinha 100k para investir em 2010 em imóveis poderia comprar um imóvel pronto, por 100k, e, em 2013, receberia 160k na venda.

      Ou, poderia comprar 4 imóveis na planta, (4 x 25 = 100k), e, em 2013, com a venda dos 4, receberia R$ 319.000 reais.

      Ou seja, quem comprou imóvel pronto teve lucro, mas quem comprou imóvel na planta lucrou 244% a mais.

      Agora a má notícia: quem fez isso, ganhou muito. Agora não dá mais, pelo menos por enquanto.

      Excluir
    2. Kássia, vc é rica, classe média alta ou classe média?

      Segundo critérios sensatos, e não critérios Governo Federal.

      Excluir
    3. Eu sou tecnicamente pobre. Sou da classe "D", ou seja, classe baixa.

      Excluir
    4. Faltou o final da história. Em 2013, o ano do pico, a pessoa descobre que houve uma queda de 78% nas vendas em BSB. E se a pessoa não consegue vender pelos sonhados R$ 160 mil ela não tem lucro nenhum. Na verdade gastou 25 k, está devendo 80k e também começa a pagar IPTU e condomínio. Ela corre então para tentar alugar o imóvel, mas descobre que várias outras pessoas fizeram a mesma coisa.

      Excluir
    5. Kássia, dê um exemplo de imóvel comprado na planta em 2010 que valorizou 60% até 2013.

      Excluir
    6. tem vários aí, só procurar, sobretudo em Sâo Paulo. Na realidade, em SP, determinados bairros subiram até mais que isso.

      Excluir
    7. Em Brasília não vi nenhum com toda esta valorização nos últimos 3 anos. O que tenho visto é muita gente que comprou em Águas Claras, Park Sul, ou Noroeste, hoje desesperados, pois o saldo devedor empatou com o valor de venda atual.

      Excluir
    8. Em Brasília não teve mesmo. Investidores saíram do mercado de BSB desde 2009.

      Excluir
    9. Classe D, Kássia?

      Tenha dó, vc não ganha menos de R$2.300,00/ano duodecimalizados.

      Lembre-se, renda não é o mesmo que salário. Renda é salário, lucro, juros, dividendos, royalties, direitos autorais e receita oriunda de aluguéis.

      Excluir
    10. Talvez seja este o motivo para queda nas vendas de imóveis em 78% no último ano em Brasília. Isto significa que, como a maioria das compras era realizada por investidores e não por compradores, existe uma demanda artificial por imóveis.

      Excluir
    11. Outra, acho que um dos melhores mercados aqui no Rio de Janeiro foi o mercado de usados do Andaraí e Maracanã de 1 qto .

      A valorização lá foi de torno de 350% e 380%, respectivamente, no período.

      Excluir
    12. Sim, sou classe "D" com muito orgulho. E não voto no PT...mesmo sendo pobre...kkkk

      Excluir
    13. Classe D! Pobre?

      Ah vá. Vc consome Derby, Dallas? (esses ainda existem? rss)

      Vc mora em Planaltina? Samambaia?

      Conta outra.

      Excluir
    14. Parei de fumar faz uns 3 anos, e só criei o blog www.prazerdefumar.com por nostalgia. Eu gostava de fumar Malrboro Lights, mas fui morar nos EUA e esse cigarro custava mais de US$ 10 dólares lá...então fui obrigada a parar de fumar..então esse custo não tenho mais.

      Excluir
    15. A Kássia frequenta o Iate Clube de Brasília. Quem frequenta o Iate não é pobre.

      Excluir
    16. ou está à caça de um velho rico...

      Excluir
    17. Marlboro é de rico. ( Ou classe C com empréstimo na Crefisa)

      Noroeste é de rico. ( Ou classe C parcelado em 35 anos pela CEF com taxa de correntista + funcionário público + conta prime)

      Pousada na Bahia é de rico. (Ou classe C parcelado em 12 vezes na CVC)

      Mas nada disso é de classe D.

      Só se for classe D de Desvalorização. rsss

      Excluir
    18. Eu particulamente não gosto de rótulos. Se minha renda é de classe D, ok, sou classe D. Com orgulho.
      Mas acho que esse lance de estratificação e rotulação das pessoas com base em renda é muito materialista.
      O importante é "ser" e não "ter". Entendeu?

      Excluir
    19. uhhh, filosofou. Mas vc tem um bom ponto nisso que você falou.

      Mas o fato de não rotular as pessoas não as exime de uma classificação, por mais que não tenha muita serventia.

      Um universitário não vai deixar de se enquadrar na categoria de universitário só porque ele não gosta de ser rotulado de estudante. Um médico não vai deixar de ser considerado "profissional da saúde" só pq não gosta de ser associado às áreas biológicas.

      Isso é inevitável, as pessoas são classificáveis, até como forma de lidar com 7 bilhões de pessoas. Imagine se fôssemos personalizar cada caso!!

      De todo modo, o que não é aceitável é uma classificação errada ou incoerente.

      Imagina se o Plano Piloto ou Zona Sul do Rio de Janeiro fossem rotulados como "área popular" pelo Secovi-Rio, seria de todo inócuo, pois a dinâmica e a realidade da região não é popular.

      Da mesma forma vc não é classe D pelo fato de ter ou não ter, mas vc é aquilo que vc é. E vc, definitivamente, não pode ser classe D só pq se considera classe D.

      Excluir
    20. Interessante, até bem pouco tempo a Kássia Tavares falava que as pessoas tinham inveja de quem comprou imóveis no Setor Noroeste, e falou que seria um bairro bem estratificado, com seleção de pessoas ricas.

      E agora mudou o discurso e está afirmando que o importante é ser?

      Trecho do artigo da Kássia Tavares:

      Contradições à parte, é sintomático de uma grave doença da alma (a inveja) que esse movimento contra o Setor Noroeste não esteja propriamente protestando contra a especulação imobiliária, mas efetivamente contra a riqueza.

      http://www.politicaeconomia.com/2011/11/ideologia-da-inveja-e-o-movimento.html

      Em outro local, a Kássia diz:

      Diz o ditado popular: "para acabar com a malandragem, tem que matar todos os otários."..kkkkkkkkkkkkkk

      http://www.politicaeconomia.com/2012/06/taxa-de-corretagem-de-imoveis-na-planta.html

      Houve um processo de purificação intenso da alma, comparando os comentários acima com o "o importante é ser".

      Parabéns Kássia!

      Excluir
    21. Deve ter tomado aulas com a Dalai Lama, feito peregrinação à Meca, assistido o Papa na Praça de S. Pedro, etc. etc. etc.

      E agora anda fumando o cachimbo da paz! :)

      Excluir
  12. O que aconteceu com você, de parar de fumar porque os preços do cigarro atingiram U$ 10 por maço está acontecendo com os consumidores de imóveis que não tem vontade de pagar R$ 5000/m2.

    ResponderExcluir

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.