segunda-feira, 28 de março de 2011

Paraguai rejeita médicos cubanos: "formação medíocre" impede exercício de profissão no país

Paraguai rejeita médicos cubanos
Enquanto o Brasil se esforça para fazer o reconhecimento automático dos diplomas dos médicos cubanos em território brasileiro, o nosso vizinho Paraguay rejeitou os médicos cubanos em seu país. 

Segundo o reitor da Faculdade de Medicina Nacional do Paraguay, "médicos cubanos tem têm habilidades e conhecimentos de uma licenciatura em Enfermagem".

As autoridades médicas paraguaias consideram que os médicos formados em Cuba não têm formação suficiente para exercer a medicina em seu país, disse segunda-feira o reitor da Faculdade de Medicina da Universidade Nacional do Paraguai, Aníbal Filartiga.

Um estudo comparativo entre os currículos dos cursos de medicina em Cuba e no Paraguay mostrou que o currículo da ELAM - Escola Cubana de Medicina - é medíocre.

Anualmente, Cuba disponibiliza cerca de 500 vagas para estudantes estrageiros estudarem medicina em Cuba, de forma gratuita, tendo em vista que o governo cubano gasta entre US$ 60.000 a US$ 70.000 dólares anuais com jovens paraguaios para estudar medicina em Cuba.

As autoridades médicas do Paraguay rejeitaram a equiparação automática dos currículos dos médicos paraguaios com os médicos cubanos.

Médicos cubanos também tem dificuldades de exercer sua profissão nos EUA

Além do Paraguai, outro país que apresenta restrições aos currículos dos médicos cubanos é os Estados Unidos da América. O governo americano tem um programa especial de vistos - que facilita a imigração de médicos e enfermeiros.

Sendo assim, muitos médicos cubanos em missões no exterior, fogem das delegações e vão a embaixadas americanas solicitar o visto de imigração, no que são atendidos na maior parte das vezes. Ocorre que, quando chegam aos Estados Unidos, os médicos cubanos sofrem com imensas dificuldades para poder exercer a profissão.

Medico Cubano - Asilo EUA
O governo cubano trata os médicos cubanos que fogem como "traidores da pátria", e, assim, colocam todo tipo de dificuldade, proibindo-os inclusive de visitar Cuba novamente. Além disso, para poderem exercer sua profissão nos EUA, os médicos precisam de um reconhecimento oficial, que envolve comunicação entre os governos dos EUA e de Cuba.

Em procedimentos que revelam o grau de mesquinhez do governo de Cuba, as informações que são solicitadas pelo governo americano sobre currículos e demais dados técnicos, necessários para a validação do currículo em território americano, são negadas pelo governo cubano.

É evidente que esse tipo de procedimento do governo de Cuba é mais um exemplo de violação dos Direitos Humanos em Cuba, tendo em vista que o governo de Cuba se acha proprietário dos médicos cubanos, proibindo-os de sair da ilha ou emigrar para qualquer outro país. Ou seja, são tratados como escravos do regime.

Fonte: EFE via Terra

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Outro relato sobre médicos cubanos:

História de um médico cubano, por Sandro Vaia

O Dr. Gilberto Velazco nasceu em 1980 em Havana e recebeu seu diploma de médico em 15 de julho de 2005.

No depoimento que me deu por e-mail e por telefone, disse que a sua graduação foi antecipada em um ano depois de uma “formação crítica e gravemente ruim”, excessivamente teórica, feita através de livros desatualizados, velhos, rasgados, faltando páginas, além de “uma forte doutrinação política”.

No hospital onde fez residência havia apenas dois aparelhos de raio X para atender todas as ocorrências noturnas de Havana e não dispunha sequer de reagentes para exames de glicemia.

Médicos cubanos

Pouco adiantava prescrever remédios para os pacientes porque a maioria deles não estava disponível nas farmácias.

A situação médica no país é tão precária que Cuba está vivendo atualmente uma epidemia inédita de cólera e dengue.

Em 2 de fevereiro de 2006 foi enviado à Bolívia numa Brigada Médica de 140 integrantes -14 grupos de 10 médicos cada - que iria socorrer vítimas de inundações que nunca chegou a ver.

No voo entre Cuba e a Bolívia conversou sobre assuntos médicos com o vizinho de poltrona e descobriu que ele não era médico, mas provavelmente oficial de inteligência cubana. Calcula que em cada 140 médicos 10 eram paramilitares.

Na Bolívia, onde lhe disseram que iria permanecer por 3 meses, ficou sabendo que deveria ficar no mínimo por 2 anos, recebendo 100 dólares de salário por mês e que a família receberia 50 dólares em Cuba - quantia que, segundo ele, nunca foi paga.

Viveu e trabalhou em Santa Cruz de la Sierra e em Porto Suarez, na fronteira com o Brasil.

Todos os componentes da Brigada recebiam um draconiano regulamento disciplinar de 12 páginas, dividido em 11 capítulos, que fixava desde horários e requisitos para permissões de saída até regras para relações amorosas com nativos e punia contatos com eventuais desertores.

Os médicos verdadeiros eram vigiados pelos falsos médicos que, segundo Gilberto, andavam com muito dinheiro e armas. Ainda assim, o Dr. Gilberto, em 29 de março de 2006, conseguiu pedir formalmente asilo político à Polícia Federal em Corumbá e foi enviado a São Paulo, onde ficou 11 meses.

Pediu à Polícia Federal a regularização de sua situação para poder fazer os Testes de Revalidação Médica exigidos pelo Conselho Federal de Medicina, mas o pedido de asilo foi negado.

Como o prazo de refúgio concedido pelo Conare - Comitê Nacional para os Refugiados - terminava em fevereiro de 2007, pediu asilo aos EUA no consulado de São Paulo, e em 2 de janeiro de 2007 viajou para Miami, Flórida, onde vive agora.

A família do Dr. Gilberto foi penalizada por sua deserção com 3 anos de proibição de viagem ao exterior, mas atualmente vive com ele na Flórida.

Ele trabalhou para uma empresa internacional de seguros de saúde, onde chegou a receber 50 mil dólares anuais, e atualmente está estudando para concluir os exames de revalidação de seu diploma médico nos EUA.

Sandro Vaia é jornalista. Foi repórter, redator e editor do Jornal da Tarde, diretor de Redação da revista Afinal, diretor de Informação da Agência Estado e diretor de Redação de “O Estado de S.Paulo”. É autor do livro “A Ilha Roubada”, (editora Barcarolla) sobre a blogueira cubana Yoani Sanchez. E.mail: svaia@uol.com.br

Fonte Noblat

54 comentários:

Anônimo disse...

Resumindo ,Paraguai,sera o berço para os brasileiros de bem.EU espero que o governo do Pareguai consiga vencer o que os bunda moles do Brasil nao estao conseguindo,o avanço das tropas comunistas no pais.

Anônimo disse...

Resumindo ,Paraguai,sera o berço para os brasileiros de bem.EU espero que o governo do Pareguai consiga vencer o que os bunda moles do Brasil nao estao conseguindo,o avanço das tropas comunistas no pais

Anônimo disse...

Cara, para de viajar. O que esta em questao nao eh o fato do regime em cuba ser comunista, sim a formacao desses medicos cubanos ser ruim atualmente.

tata disse...

Cuba é a segunda melhor medicina da América do Sul.Qualquer habitante de Cuba, tem um auto índice cultural e serve para por qualquer médico Paraguaio no bolso.

Anônimo disse...

Você agora é médica Kássia, largou a corretagem?

Kássia Tavares disse...

"tem um auto índice cultural"

Algo que você não tem, por razões óbvias!

Anônimo disse...

Cuba na America do Sul. Auto indice cultural. Ok. Sua opinião tem um auto valor para mim.

Anônimo disse...

KkkkkkkkkkkkkkkKkkkkkkkk

Anônimo disse...

"auto índice cultural"... Para que fazer isso com a língua portuguesa?

Eu sempre desafio qualquer um que fica elogiando a Saúde de Cuba, sem sequer saber em que continente o país se localiza, a mostrar depoimentos de cidadãos cubanos comuns, das ruas de Havana, elogiando o sistema de saúde de lá. Geralmente quem elogia são os esquerdistas que querem implantar regimes ditatoriais aos moldes do cubano, onde o povo vive na penúria enquanto Fidel Castro acumula uma fortuna pessoal de US$ 900 milhões (que aparentemente ele não está interessado em dividir com ninguém, como dita o socialismo).

Anônimo disse...

E educação com as pessoas é algo que certamente tu não tens... ou foi aquele típico comentário para tentar desmoralizar pessoas com opiniões divergentes?

Depois ficam botando a culpa dos problemas do mundo no ciclano, no fulano e nos ismos...

Anônimo disse...

Espero que o CFM se posicione firmemente contra essa revalidação automática. O índice de aprovação nas provas de revalidação é baixíssimo, o que, por si só, já evidencia que esses profissionais não têm uma formação semelhante às oferecidas pelas escolas médicas brasileiras. E trabalhar sem registro configura exercício ilegal da Medicina. Mas, como a desculpa é de que "faltam médicos" (qualquer profissional de saúde sabe que não é a realidade), está aí mais uma brilhante forma de tapar o Sol com uma peneira.

Anônimo disse...

aiiiii q buuuuuuurra...dá zero pra tata!

Anônimo disse...

Caríssimo,Cuba não fica na divisão da América do Sul.

Dilson disse...

A melhor pediatra que conheço em Goiânia é Cubana... Isso não quer dizer que cuba seja uma maravilha...rsrs

Dilson disse...

A melhor Pediatra de Goiânia e Cubana... O que não quer dizer que cuba seja uma maravilha, muito pelo contrário.

Anônimo disse...

Nem da América do Sul Cuba é, é da América Central.

WORLD LATIN disse...

No primeiro paragrafo "PARAGUAY" se escreve com I ;)

Anônimo disse...

Meu marido é medico há quase trinta anos. Fz saúde publica e conhece bem s realidade do SUS. Segundo ele o problema não é a fslts de médicos e sim melhor gerenciamento do sistema. Ele teve a oportunidade de ir a Cuba verificar o sistema de saúde 94...Diz que é puro mito..Imaginem hoje o que virou aquilo. Teve que deixar sabonete e alguns instrumentos com os colegss de lá.

Fernando disse...

Parabéns... vc não sabe o básico de geografia e língua portuguesa e quer opinar em Medicina...

Anônimo disse...

Concordo com você plenamente no que diz respeito a qualidade de ensino de Cuba ser baixa.

Mas discordo se você quer passar a idéia de que o ensino de medicina no Brasil é de excelência.
Por isso, na minha opinião, o ideal seria que a prova se expandisse para todos.

Anônimo disse...

Quantos especialistas em gramática!

Anônimo disse...

É verdade, mas em medicina todo mundo leva nota zero. Onde já se viu corretor entendido em medicina?

Anônimo disse...

Se foi o dia em que ser médico no Brasil era status... A verdade é que essa profissão esta cada dia mais se equiparando com as demais. Nada mais justo! É um absurdo vc ter que pagar R$ 300, 400 por uma consulta de 20 minutos... Imagina vc chegar com o seu carrão de R$ 100.000,00 na oficina e o "mecânico" cobrar R$ 300,00 só para fazer um diagnóstico de 30 minutos no seu veículo!! Bem, ele, o mecânico, deve ter investido muito tempo e dinheiro adquirir para saber lidar com esse alto nível de tecnologia que está embarcada no "carrão"... Também é fato que os R$ 50,00 que os planos de saúde pagam é ridículo. Hum!, mas no fundo só queria ver se o CRM fizesse como a OAB (nao sou advogado, rs)... ter que fazer uma prova para poder assinar como "doutor" depois de 6 anos de faculdade!!! Seria um festival de reprovação... Bom que abriria mais um nicho de mercado para quem gosta de trabalhar no ar condicionado... Cursinho para a prova do CRM.

Anônimo disse...

Qué bueno que los paraguayos los rechazaron. En Venezuela han hecho mucho daño.

Anônimo disse...

Bem, a tata tem a vantagen de não ter cérebro. Jamais vai sofrer de encefalite, porque esta doença não ataca miolo de lápis

Unknown disse...

O Mecânico, se o carro fosse gente, pra olhar pro coluna do carrão e dizer que ele não tem nada (porque dizer que não tem nada também requer imensa responsabilidade), teria que fazer 6 anos de medicina, 3 anos de ortopedia, e 2 anos de especialização em cirurgia da coluna (11 anos). 300 reais não paga nem um alisamento de cabelo no salão, que mulher faz todo mês, consulta 90% das vezes não é mensal. O médico tem as provas de residência e a prova de título de suas sociedades. O advogado senta a bunda em casa, estuda, passa num concurso, e da noite pro dia se transforma em delegado, procurador, etc.
Temos que deixar de ser o país do corporativismo e nos transformar num país que valoriza o mérito, mas nunca seremos se pensamentos como esse são da maioria, você não tem que pensar em baixar o salário de uma classe, mas subir do outro, se tiver mérito.

Anônimo disse...

O Mecânico, se carro fosse gente, pra poder olhar pra coluna do carro e dizer que ela não tem nada (porque dizer que não tem nada também requer imensa responsabilidade) teria que fazer 6 anos de medicina, 3 anos de ortopedia + 2 anos de coluna, o advogado senta a bunda na cadeira, estuda, passa no concurso e da noite pro dia é transformado em delegado, promotor, etc. Trezentos reais não paga nem um alisamento de cabela, que a mulher faz todo mês, e a menor parte dos médicos cobra isso tudo.
Temos que deixar de ser o país do corporativismo e nos transformar no país da meritocracia.

Unknown disse...

Uma história para ilustrar:
"Certa vez a Coca-cola quebrou seu computador mais importante, todas as empresas de tecnologia tentaram consertar, mas ninguém conseguiu, daí deram a ideia de chamar seu João da esquina, que era fera.Seu João chegou, olhou pra esquerda, olhou pra direita, apertou um parafuso e o computador voltou a funcionar. A Coca-cola pediu a seu João que cobrasse, ele cobrou $1.000.000,00, o gerente, revoltado, questionou, um milhão pra apertar um parafuso?! Não vale isso tudo!! Não vou pagar!, seu João foi lá e escreveu na nota fiscal:
- Apertar o para fuso 1 real;
- Saber qual parafuso apertar 999.999,00;"

Anônimo disse...

Se os 6000 médicos cubanos que querem trazer pro Brasil, fizerem a prova do Revalida, não há problema algum. Falta médico no Brasil ? Sim. Mas esse talvez seja o menor dos problemas no sistema de saúde brasileiro. Não resolve nada virem mais médicos, se não há hospitais e postos de saúde com infra estrutura, recursos para exames e tratamentos, e boas condições de trabalho. Sou estudante de medicina, e conheço excelentes médicos, que preferem trabalhar de graça, do que se sujeitar a um emprego no SUS.

Anônimo disse...

Como todo o respeito aos profissionais que exercem seu trabalho com conhecimento, empenho e dignidade, mas gastar 200,00 em um acessório para o carro, um jantar, escova progressiva, blusa da moda, show, tratamento estético é fácil, né ? Gastar 200,00 em uma consulta para a avaliação se o aneurisma de aorta deve ou não ser operado, se seu filho está com pneumonia, se aquele nódulo mamário é suspeito de câncer, como prevenir patologias que encurtam a vida ou reduzem drasticamente sua qualidade, etc... aí fica doloroso demais. Passar no vestibular, estudar 6 anos em período integral, com plantões noturnos e nos finais de semana no internato, passar na prova de residência, pelo menos mais 3 anos de residência médica/especialização, 3 plantões semanais ( e direto para o atendimento diurno ), trabalho árduo e dedicação, prova de título de especialista, atualização, por vezes pós graduação, abdicar de tempo com a família, lidar com pressão, sofrimento humano, responsabilidade, encarar a morte inúmeras vezes... apenas detalhes nada significativos. Muito melhor guardar o dinheiro para cuidar do carrão mesmo, afinal é ele que me define, não ?

Anônimo disse...

É um absurdo pagar 300, 400 reais numa consulta ? Mas também não é absurdo um médico ganhar 50 reais (o que muitas vezes nem a esse valor chega) por consulta ? E quanto a questão sobre uma prova semelhante a OAB, é algo completamente questionável. Primeiro que um advogado que não passa na prova, ainda pode trabalhar, prestar concurso de delegado por exemplo, com o seu diploma. Já no caso do médico, ele ficaria impossibilitado de trabalhar, ou seja, 6 anos de dedicação, gastos (por que nem todo mundo tem uma faculdade de medicina gratuita na sua cidade), além dos anos de cursinho... Uma prova só iria encher recém formados em salas de cursinho, decorando questões para passar. Isso resolve algo ? O que resolve, é uma melhor qualidade no ensino da Medicina. Universidades e Faculdades que disponibilizam esse curso, devem estar sempre supervisionadas por algum órgão no governo (que no caso seria o MEC, rsrs). Por que uma bom curso de medicina, não forma quem não está preparado.

Anônimo disse...

Nessa frase, de poucas palavras, eu consigo encontrar no mínimo 3 erros de português, um de Geografia, outro que pode nem ser um erro, mas só uma mentira, sei lá... e uma falta de respeito com os médicos paraguaios.
Não é produtivo ficar comparando quem tem melhor escola de Medicina, é melhor se ater aos critérios de revalidação de diploma, porque existem, sim, péssimas escolas de Medicina, em outros países, mas no Brasil também.
Infelizmente o Brasileiro é parcial, toma partido do seu partido, que geralmente lhe dá algo em troca (emprego, para muitos, em detrimento de quem tem mais conhecimento técnico, mas não tem influência política). A política do Brasil é muito pobre. Ninguém tem coragem de falar a verdade, de maneira isenta, e desagradar o partido em que busca apoio... lamentável. Não existe discussão isenta.
Espero que o Brasil ultrapasse essa barreira e passe a ser um país com educação, em que as pessoas discutam os assuntos de maneira racional, isenta, produtiva, e não como lacaios de uma ou outra visão política ou de partidos.

Maxiliano disse...

Concordo! O maior culpado é a impressa financiada por estatais! Que está escondendo tudo!
Maioria do Brasil é conservadora e Liberal mas não sabem!...
Acha que os partidos de Vermelhos são Democráticos e são bem enganados relação ao social democracia!

Maxiliano disse...

PORQUE ?! Fidel Castro foi se tratar na Espanha ?!
Se eles não tem tecnologia qual o milagre ? Cartilagem de tubarão ?!

Anônimo disse...

Exatamente isso, perfeito!

Anônimo disse...

O governo cubano investe em duas áreas fundamentais: saúde e educação!
Li um monte de bobagens e não me conformo com elas, assim sendo, recomendo
aos ilustres comentaristas mais conhecimento e menos "ufanismo". O governo de Cuba ostenta com orgulho o fato de ter se tornado referência internacional em saúde. É oficial: em Cuba há 6,4 médicos para mil habitantes (médicos bem preparados) No Brasil, o Ministério da Saúde afirma que existe 1,8 médico para mil habitantes. Na Argentina, a proporção é 3,2 médicos para mil habitantes e, em países como Espanha e Portugal, essa relação é 4 médicos. Em Cuba, há 25 faculdades de medicina: todas públicas e ainda uma Escola Latino-Americana de Medicina, na qual estudam estrangeiros de 113 países, inclusive do Brasil. Chega de postar bobagens!




Anônimo disse...

Nunca li tanta besteira em um comentário só!!!! Se vc se acha tão auto suficiente, porque não diagnostica suas próprias doenças e conserta seu próprio carro? Simples, porque vc não tem formação para tal. Portanto, depende dos serviços dos quais vc não sabe fazer.
Cada profissional deve ser valorizado pelo seu mérito, dedicação, estudo e ser remunerado conforme sua formação. É absurdo ver professores mestres, doutores, ganhando os salários vergonhosos que são pagos nesse país. Por isso, deve-se reduzir o salário de todas as categorias profissionais? Ou devemos lutar para que tais profissionais sejam valorizados?
Vc não merece viver em um país desenvolvido com tamanho pensamento boçal! Devemos nos nivelar por cima caro cidadão!

Anônimo disse...

Repetir dados manipulados pelo governo cubano é muito fácil, qualquer indivíduo alfabetizado consegue. Frequentar congressos de medicina e saber que essa referência toda não é verdade, aí são outros 500!! Seja mais crítico por favor!

Anônimo disse...

Fazer papel de TROUXA, de comunistinha babaca, ( xiiii plenasmo, kkkk ) e repetir as cartilha do PC DO B, PSOL e governo Cubano é muito fácil.

Vá para Cuba, mas não fique nos hotéis Espanhois de 5 estrelas não ok ?

Fique hospedados na casa de cubanos, coma o que eles comem, ( ou não, pois a ração que o governo fornece, para 30 dias, dura no máximo, 2 semanas )

Aproveite e vá aos hospitais dos cubanos, onde falta tudo, gaze, aspirina, soro.

Nos hospitais e clinicas que atendem, EXCLUSIVAMENTE, turistas que pagam em dollar e euro são diferentes, não falta nada.

DEIXE DE SER PILANTRA, acorde para o mundo, Cuba é uma porcaria de país uma republiqueta comunista de 5ª categoria, caindo aos pedaços.

Se não fosse o DESGRAÇADO do Hugo Chaves que provou a "eficiência" da medicina cubana e está lá no INFERNO, o país já teria deixado de ser socialista há muito tempo, já teria QUEBRADO há mais de 10 anos.

Anônimo disse...

Pois é. O Paraguai os recusa. E os governantes corruPTos tentaram de todas as formas intervir nos assuntos internos paraguaios. Só não vê quem não pensa!

Anônimo disse...

Caro Rodrigo, se em um texto de qualquer língua estrangeira for escrito BRASIL ( com S e não com Z), por acaso estaria errado ? Não ! Paraguai no Paraguai é PARAGUAY !

Anônimo disse...

rsrsrs
Pelo amor de Deus inocentes crianças...
Pesquisem a taxa de mortalidade materno infantil de Cuba e Brasil, ainda mais, pesquisem a espectativa de vida dos 2 países.
Vcs acham são importantes pra medir o desenvolvimento de algum país?
Chupem essa manga.
Esse sistema de saúde particular do Brasil tá falido.
Enquanto os donos dos maiores hospitais do Brasil estiverem na presidência do CFM e saúde estará afetada.
Desde a formação dos médicos q saem focados e visando lucro pessoal, sempre querendo recuperar rápido os quase 1 milon q gastaram durante a formação.

Anônimo disse...

Concordo Tata.....oye asere
los cubanos tan de pinga! kkkkk

Anônimo disse...

rsrsrs
Pelo amor de Deus inocentes crianças...
Pesquisem a taxa de mortalidade materno infantil de Cuba e Brasil, ainda mais, pesquisem a espectativa de vida dos 2 países.
Vcs acham são importantes pra medir o desenvolvimento de algum país?
Chupem essa manga.
Esse sistema de saúde particular do Brasil tá falido.
Enquanto os donos dos maiores hospitais do Brasil estiverem na presidência do CFM e saúde estará afetada.
Desde a formação dos médicos q saem focados e visando lucro pessoal, sempre querendo recuperar rápido os quase 1 milon q gastaram durante a formação.

Anônimo disse...

Se vcs não conhecem sobre o assunto é melhor não comentar p n passar vergonha!
vão ler um livro que vcs ganham mais.

Anônimo disse...

Papai,
o sistema de saúde na Suécia também é ótimo, importar médicos suecos sem prova de capacitação não modifica um sistema de saúde.

Abraços,

Filhão.

Anônimo disse...

Algumas personalidades ricas, poderosas e famosas, foram se tratar da saúde em Cuba (Hugo Chaves, Diego Maradona, Rafael Correa presidente do equador, Fernando Lugo ex-presidente do Paraguai e tantos outros). Será que gente tão importante e bem informada iria se tratar em Cuba se a medicina de lá fosse essa droga toda que os nossos médicos brasileiros (só eles) estão alegando ?

Saiba mais acessando este link:
http://www.blogdoporfirio.com/2013/05/por-que-os-medicos-cubanos-assustam.html

Anônimo disse...

Preciso me reciclar:eu nem sabia que Cuba agora fazia parte da América do Sul.Ah,tenho também que rever a gramática da língua portuguesa prá reaprender significado de "auto".

jornal guarita da liberdade disse...

na realidade o governo brasileiro esta patrocinando a escravidão branca, os médicos trabalham e os gatos (empreiteiros) castro embolsam os dez mil que o estado parasita nos extorque em impostos!fora a escravidão, viva a liberdade!!

Anônimo disse...

Oferta de empregos em Brasília

05/11/2012 12h00
Atualizado em 05/11/2012 12h00

Lopes Royal abre 125 vagas para corretores autônomos no DF

Interessados não precisam ter experiência no segmento imobiliário.

É preciso ter registro no Creci-DF, ensino médio e telefone celular.

Do G1, em São Paulo
Tweet
saiba mais

A Lopes Royal busca novos corretores autônomos para sua equipe no Distrito Federal. Essa é uma oportunidade para quem deseja ingressar em uma profissão dinâmica e promissora. A meta é que 125 novos profissionais sejam selecionados até o fim de novembro.

De acordo com a diretora da área de Gestão de Pessoas, Daniela Demartini, os interessados não precisam ter experiência no segmento imobiliário, apenas ter inscrição no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-DF), ensino médio e telefone celular. "Procuramos por profissionais dinâmicos, comprometidos, que tenham vontade de crescer. A dedicação e empenho da pessoa definirão seus ganhos, está nas mãos dele”, diz.

Os novos parceiros passarão por três dias na UniLopes, centro de cursos para corretores da imobiliária. Durante as aulas, os participantes conhecem a história e o organograma da empresa, aprendem técnicas de marketing pessoal, vendas consultivas, processo de vendas, direito do consumidor, preenchimento de proposta de venda de imóveis, utilização da calculadora HP12 e os principais termos do mercado.

Os interessados podem entrar em contato pelo telefone (61) 3424-7720 ou enviar um e-mail para rh.df@lopes.com.br.

http://g1.globo.com/concursos-e-emprego/noticia/2012/11/lopes-royal-abre-125-vagas-para-corretores-autonomos-no-df.html

Anônimo disse...

Fala de uma minoria que pode gastar 200 reais em um salão. Esquece da parcela que tem dificuldade em pagar 100 reais por moradia mensalmente. O único carrão que eles andam é o busão entupido de cidadãos.
Eu realmente desconheço a qualidade dos médicos cubanos que estão chegando, mas não preciso de muito conhecimento e nem de referências para saber que consulta com médico ruim é melhor que consulta nenhuma! Pelo menos mais que esses pobres pacientes eles saberão!

Anônimo disse...

Consulta com médico ruim é melhor que consulta nenhuma? Imagine a situação: você vai infartando ao hospital, chega lá e não tem médico. Você será levado a outro hospital, com um enfermeiro ou paramédico acessorado por um médico do SAMU... Dificilmente vai perder a vida. Agora chega ao hospital e é atendido por um médico ruim, já era... Vai te dar um remédio para azia ou antiinflamatorio e ficar te olhando sem saber o que fazer... Em medicina quem não ajuda, muitas vezes atrapalha.

Anônimo disse...

A ONU declarou que não tem acesso a cuba e que todos os dados de cuba são enviados pelos próprios cubanos, logo os castro escrevem o que querem nos dados.

Blog Ceará Universitário disse...

O relato do cubano sobre a faculdade cubano que cursou foi "excessivamente teórica, feita através de livros desatualizados, velhos, rasgados, faltando páginas", quando essa situação era (ou é) a mesma vivida pelos estudantes de medicina no Brasil. Talvez ele seja só mais um falador.

Postar um comentário

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.

alert('Olá prazer em conhecê-lo!'); alert('Olá ' + comment.authorUrl + ', prazer em conhecê-lo!');