terça-feira, 15 de março de 2011

As pessoas migram dos países menos neoliberais para os mais neoliberais

Um fato que pode ser observado com clareza é que as pessoas migram voluntariamente dos países menos liberais para os mais neoliberais. Os EUA como um dos países mais neoliberais do mundo, recebem milhões de imigrantes todos os anos. 

Liberdade Economica - EUA

Nos EUA só existe uma empresa estatal: o US Postal Service, e mesmo assim trabalha como se fosse uma empresa privada, sem ingerência política. Nos Estados Unidos da América não existem elefantes brancos estatais, cheios de privilégios para funcionários públicos acomodados.

Nos EUA a propriedade privada é garantida, assim como a liberdade de expressão, a liberdade de montar negócios, a liberdade fiscal e monetária.

A imprensa é completamente livre nos EUA

Os americanos se deslocam dentro de seu país livremente, entram e saem do país da mesma forma. Os EUA são o 4º país mais liberal do mundo, segundo o ILE - Índice de Liberdade Econômica.

Empresas multinacionais são completamente livres para entrar e investir nos EUA. Para quem tem dúvidas sobre se os EUA são o país mais neoliberal das Américas e um dos mais neoliberais do mundo, então aqui está: http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u113736.shtml

Nova York - Estados Unidos

Os EUA ficaram em primeiro lugar entre os países americanos com maior liberdade econômica, com 82% (4º lugar na classificação geral). O Canadá ficou em 10º lugar no ranking geral.

O Chile foi o mais bem colocado no ranking geral entre os latino-americanos, ficando em 11º lugar (3º entre os países americanos). O México ficou em 49º na classificação geral (13º entre os americanos). Cuba ficou com o último lugar nas Américas (29º). O país ficou no penúltimo lugar (156º) no ranking geral, à frente apenas da Coréia do Norte.

Cuba - Ilha Prisão

Economia dos Estados Unidos: “O país (EUA) possui uma das economias mais abertas do mundo - isto é, com poucas restrições contra investimentos estrangeiros e importações, e pouca interveção do governo federal na economia do país.”

Quando se fala dos Estados Unidos – que é uma das economias mais abertas do mundo –, eles têm problemas com algumas coisas, como a agricultura e o aço.Mas, por outro lado, as importações dos Estados Unidos são gigantescas, cerca de US$ 1 trilhão (R$ 3,13 trilhões) por ano. 

É absurdamente alto, uma loucura. Veja o benefício para o resto do mundo, que exporta todo este valor para os Estados Unidos. Ainda assim, se você olhar o sistema de proteção econômica dos países em desenvolvimento, ele é muito mais fraco do que o dos Estados Unidos. 


A economia dos Estados Unidos é 82% livre, de acordo com nossa avaliação 2007, que lhe faz economia a 4ª mais livre do mundo. Os Estados Unidos são 1º dentre os 29 países nos Américas, e sua contagem total é muito mais elevada do que a média regional.

Os Estados Unidos têm níveis elevados de liberdade do investimento, de liberdade de comércio, de liberdade financeira, de direitos de propriedade, de liberdade de negócio, e baixo índice de corrupção. A taxa alfandegária média é baixa, embora haja diversas barreiras não tarifárias. Quase todas as operações comerciais são simples e transparentes. O investimento extrangeiro é bem-vindo e sujeito às mesmas régras que o capital nacional.

Os mercados financeiros estão abertos à competição extrangeira e são os mais dinâmicos e modernos do mundo. O Poder Judiciário é independente e consistentemente de alta qualidade. A corrupção é baixa , como befits uma democracia ocidental, e o mercado de trabalho é altamente flexível.

Micração Cuba - EUA


Os fatos estão aí. EUA - 4ª economia mais neoliberal do mundo. Chile economia mais neoliberal da AL, curiosamente o país com maior bem-estar e mais rico. Mèxico muito mais neoliberal que o Brasil, portanto tem economia muito mais forte.

Acho interessante essa relação de ódio que os anti-americanos têm com os EUA. É uma demonstração explícita de INVEJA nacional. 

Ora, para ficarmos como os EUA, precisamos apenas fazer como eles: Adotar o neoliberalismo cada vez mais e com o passar do tempo a economia vai se desenvolvendo.

Olha o Brasil, até que está melhorando. Durante o governo FHC muitas reformas neoliberais foram feitas. Nenhuma delas foi desfeita pelo Lula, e, então, agora, o Brasil que conta com uma economia relativamente neoliberal, está crescendo à taxas de 5% ao ano, com baixa inflação.

17 comentários:

  1. fica mais fácil entender por que dessa liberdade americana, eles tem média de U$ 1,5 Tri de dolares arabes circulando no país. Caso esse dinheiro pare, essa potência não aguentaria tamanho rombo.

    ResponderExcluir
  2. Gostei do texto !
    Os países mais pobres são os mais fechados com certeza .
    Kássia, não é apenas o Liberalismo que fala sobre este assunto até mesmo a Teoria Keynesiana também vai no mesmo sentido . Se você pegar um livro de Economia como do economista Rudiger Dornbusch, demonstra os graves problemas de uma Economia fechada .
    Este livro é usado em várias faculdades de Economia .
    http://www.mcgraw-hill.com.br/dornbusch.html

    Até mais e boa sorte !

    ResponderExcluir
  3. Plínio César Costa Angeli9 de agosto de 2007 15:45

    Também sou a favor das privatizações, pois geralmente o que é público e superfaturado, e muitos funcionários não digo todos não querem trabalhar, também conhecidos como ASPONES. E isto sem falar que nos esquemas de concursos, (não digo todos os concursos), e pessoas que entram por força política não por merecimento.

    ResponderExcluir
  4. Sou à favor dos espaços públicos regulados pela sociedade civil e não autocráticos ou centralizados. O objetivo do lucro na empresa privada não deve ser ignorado quando se analisam as causas da ineficiência pública: muito do superfaturamento é gerado por acordos entre as poucas empresas com capacidade de oferta compatível à demando do Estado para maximizar seus lucros às custas do dinheiro público, verdadeiro revezamento mais rentável que a livre concorrência.
    Também é natural que os Estados Unidos sejam um país bastante aberto, pois possui as maiores vantagens competitivas do mundo industrial principalmente poupança interna e monopólio sobre o conhecimento técnico-científico, livre-mercado nesses termos é realmente uma benção, infelizmente nem todos os países do mundo têm capacidade de competir igualmente, os próprios EUA se tornaram a maior potência do mundo sob forte intervenção estatal...

    ResponderExcluir
  5. Epa, aqui há uma confusão elementar e primária, confundir liberdade econômica com neoliberalismo...um país com diversas empresas estatais e de Welfare State pode ter muito mais liberdade econômica que um país de "capitalismo franco e risonho" de laisser faire, países como Dinarmarca, Suécia, Alemanha e França...
    Assim, países com maior índice de liberdade econômica muitas vezes são governos totalitários (os dois primeiros lugares são Hong Kong e Cingapura), de outro lado a Noruega está só em 30º lugar neste índice, a Espanha em 33º , a França em 44º e são campeões de igualdade ecômica e financeira aliado a altos IDHs.
    Por outro lado os EEUU são o 11º país em desigualdade (índice GINI) e o Reino Unido o 16º (o Chile, hoje, após anos de noeliberalismo é o 4º país mais desigual, mais que o Brasil!), fonte:Relatório de desenvolvimento da ONU de 2005

    ResponderExcluir
  6. Analisando o site,percebo q seu conteudo eh extremamente interessante e objetivo.

    Parabéns...BeijossMeLigaa

    ResponderExcluir
  7. Devia resumir um pouco este texto...Ta muito graaaaadeeeee

    ResponderExcluir
  8. quero saber alguma pessoa que migrou de seu paiz para o outro por procura de emprego

    ResponderExcluir
  9. Parabens pra qm escreve isso!
    Mais extrangeiro escrevem com ''S''Estrangeiro
    Bjx pa todoss

    ResponderExcluir
  10. Alfonso Fontenla Neto15 de março de 2010 14:32

    Kassia,

    Posso perceber que é uma amante do Neoliberalismo ou que sofre de Sindrome de Estocolmo, teriamos que ver...
    VocÊ quando fala do sistema judicial, economico e social dos Estados Unidos, tem que ter em conta sua historia e o contexto em si. O lobby do governo Americano e constituido por grandes empresarios, então e obvio que o pais vai ir a favor de estas empresas e vice-versa. Nos Estados Unidos voce nunca vai ver uma empresa nacional indo em contra dos intereses do seu propio povo. Ao contrario do que acontece em toda america latina.O que nao pode acontecer é que a Elite de um pais venda as empresas nacionais, ou seja, do povo, a preço de banana, como aconteceu em toda america latina no auge do Neoliberalismo. Com a estúpida desculpa de que o Governo e um mal administrador. O qual concordo, más ha outra soluções para este problema, como criar uma empresa mixta. E nao sair vendendo tudo !
    Vc nao pode entregar nas mãos de empresarios estrangeiros a totalidade de setores estratégicos como a telefonia e muito menos recursos nao renovavéis.
    Essa moda pegou porque nos anos 90 a maioria dos ministros de economia e de defensa dos paises latino americanos eram "instruidos" em Columbia, Whashington e em outras universidades de cidades Norte Americanas. E derrepente deu a coincidencia que em Chile, Uruguay, Argentina, Brasil, Colombia, Peru, Bolivia, Paraguay e Venezuela, na década dos 90 deram como falidas a maioria das empresas nacionais de setores estrategicos. Que tinham um potencial "nato".Claro, para privatizar, primeiro tem que criar dividas ficticias internas.
    Tudo isso tendo em conta que os anos 90, como todos sabem , vieram depois dos anos 80. Aonde foi realizada a "Operaçao Condor" em todos os paises que citei anteriormente.
    E quando você fala de democracia e liberadade de expressão nos Estados Unidos, chega a ser irónico.
    E um pais aonde tem o costume e um historico de magnicidios contra seus propios presidentes e activistas politicos e aonde se dividem o poder ha decadas entre dois partidos, que são a mesma "merda com diferente cheiro".
    E claro que apoiam a liberdade de expressão, isso porque todas as noticias sao editadas antes de enviadas. E como os Norte Americanos, como todos sabem,são condicionados desde a infancia, nos colegios, a ter pouca noção do exterior, e só leem e asistem programas, jornais do seu propio pais, que como disse antes, todos editados. A favor de quem? - Do interesses dos mesmos empresarios que pagam pela publicidade, isso acontece em todo o mundo.

    ResponderExcluir
  11. Não que suas palavras tenha algum, mas qual o mínimo crédito que você gostaria de ter apresentando como base teórico de seus textos a wikipédia e a mídia direita e corporativista como a bbc???
    Que tal um pouco mais de estudo e crítica antes de escrever?

    ResponderExcluir
  12. e uma dica pra essa tal de kassia revitalizar esse site pq ta uma bosta dezorganizada,voces neoliberais sao tao sem nocao q nem tem 1 site descente.q ngm se da ao trabalho de comentar desde o inicio do ano passado(exceto eu q fiquei revoltado com suas agressoes covardes e sem base alguma sobre cuba)procure ler a wickpedia QUE E UM SITE SERIO pra ter mais base pra falar!ah!esqueci se vc procurar a wickpedia vai perceber q esta errada ne? bom se vc estiver se dando ao trabalho de entrar no proprio site q ora tanto defendeu saiba q eu tenho pena de vc's!e se realmente leu isso me mande um email pra provar que existe!

    ResponderExcluir
  13. Kássia Tavares porque não responde aos argumentos da srta. Aline e dos senhores Alfonso Fontenla Neto e Humberto Barcelos?

    ResponderExcluir
  14. esse comentário do senhor humberto barcelos foi feito na versão anterior do site, que realmente estava desorganizada. Agora já estamos no novo formato, que eu considero organizado e de fácil leitura.

    ResponderExcluir
  15. e da srta. Aline e do sr. Alfonso Fontenla?

    ResponderExcluir
  16. Estou com preguiça agora para responder Afonso e Aline. Quem sabe daqui a pouco?

    ResponderExcluir
  17. Quem sabe quando você tiver argumentos e conhecimento suficientes não é mesmo?

    ResponderExcluir

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.