terça-feira, 22 de maio de 2012

Estímulo ao setor automotivo: despespero do governo expõe a incompetência petralha

O (des)governo brasileiro anunciou ontem mais uma medida desesperada para tentar animar a deprimida economia brasileira. Nada muito inovador, porém - apenas mais do mesmo: estímulos para uma população já atolada em dívidas, se endividar ainda mais para comprar carros e lotar as ruas intransitáveis e esburacadas das cidades brasileiras.


Isso é PT: incompetência em estado bruto. A atual situação da economia brasileira, marcada por um quadro de baixo crescimento, alta da inflação, colapso da infra-estrutura é resultado direto da herança maldita deixada pelo governo Lula/Dilma de 2003 a 2010.

Durante esse período o Brasil foi anestesiado por um animador de auditório travestido de Presidente da República, que conseguiu enganar boa parte da população brasileira surfando no crescimento econômico propiciado pelas reformas estruturais executadas no governo FHC. O problema é que o impulso que a economia brasileira recebeu das reformas executadas no governo FHC está chegando ao fim.

É importante que se diga: o Brasil cresceu de 2004 a 2010 APESAR do Lula. Qualquer outro governo minimamente mais competente teria colocado o País em outro patamar. Mas o que o PT fez durante essa gestão foi nada mais que lotear a máquina pública com aspones seus e de aliados - um bando de incompetentes que não sabem fazer nada, a não ser intermináveis reuniões sem qualquer ação concreta.

O resultado prático disso se vê nas estatísticas de produtividade da economia brasileira - declinantes, na baixa inovação, na péssima infra-estrutura e no baixíssimo investimento público. Nenhum país fica rico e chega ao primeiro mundo estimulando o endividamento irresponsável da população.


E isso está claro para o Brasil desde 1997, quando foi feita a Conferência Brasileira de Ciência e Tecnologia e se constatou que se o Brasil não investisse em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação não conseguiria sair da pobreza.

Como resultado disso foi montada uma política nacional de Ciência e Tecnologia, no âmbito do MCT, que incluía financiamento à inovação por meio de fundos setoriais, à inovação e ao empreendedorismo. Mas aí chegou o PT, em 2003, o Ministro da Ciência e da Tecnologia indicado foi o Roberto Amaral, cuja grande obra à frente do Ministério foi dizer que o Brasil precisava criar uma bomba atômica. Estava destruída a política de inovação brasileira - o que condenou o desempenho do País e toda uma geração.

No lugar de estímulos à educação, inovação, ciência e tecnologia, o PT colocou outras: assistencialismo para os miseráveis (em troca de votos) e estímulo ao consumismo e ao endividamento para a classe média. Isso é o fundamento da política econômica que se pratica no Brasil desde 2003 para cá. O resultado está aí: uma economia que não cresce, uma população endividada, um país com infra-estrutura caótica, cidades sem qualquer vestígio de transporte público minimamente decente, escolas públicas em estado deplorável. Isso é PT!

Desesperados com a situação da economia, agora querem que o povo compre mais carros sem entrada em 100 parcelas, para entupir mais ainda as ruas das cidades brasileiras. E isso é vendido para o povo como se fosse "solução". Não é. Solução é investimento em educação de qualidade universal, inovação, tecnologia e infra-estrutura. Mas para isso precisa-se de um governo que saiba trabalhar, gerenciar, empreender e executar.

Tudo que o governo do PT, seja ele qual for, com Dilma, Lula, Agnulo, Marta ou qualquer outro prócer petralha no comando não sabe fazer.

2 comentários:

Carlos Wagner disse...

Ótimo comentario.

Quando saimos do campo de discussões relacionado ao mercado imobiliário, convergimos para a mesma linha de pensamento.

Anônimo disse...

Concordo com relação á politica que esta facilitando a compra de carros...entretanto achei essa reportagem extremista, exagerada e um pouco sem nexo. Sou apartidário, e acho q a oposição muitas vezes usa explicações e justificativas sem lógica pra tentar impor aos ignorantes uma ideia distorcida da realidade...os acontecimentos que estão desacelerando a economia brasileira tem tido quase que total influencia da crise externa, até mesmo porque o Brasil ainda depender muito de investimento direto do exterior

Postar um comentário

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.

alert('Olá prazer em conhecê-lo!'); alert('Olá ' + comment.authorUrl + ', prazer em conhecê-lo!');