domingo, 20 de maio de 2012

Mercado imobiliário em 2012: vendas e preços subindo

Má notícia para quem está esperando uma redução de preços de imóveis: os dados de vendas e lançamentos de imóveis novos em São Paulo de março de 2012 mostram que as vendas em 2012 estão subindo cerca de 18% em relação ao mesmo período de 2011. 

Mercado imobiliário - São Paulo
Se continuar nesse ritmo, o ano de 2012 atingirá um patamar de 33 mil novas unidades vendidas, superando a marca de 2008, perdendo apenas para as 35 mil unidades vendidas em 2009 e 2010, anos do boom imobiliário de São Paulo.

O patamar de vendas de imóveis novos na cidade de São Paulo atualmente gira em torno de 30.000 unidades anuais desde 2007/2008. Até 2007 vendia-se em média 20.000 unidades novas na capital paulista.


O quadro acima mostra que os lançamentos ainda não decolaram, até porque houve aumento de estoques em 2011, porém as vendas estão crescendo em unidades – como citado – e mais ainda em valores: 37%. Como os valores de vendas estão crescendo mais rápido que a quantidade de unidades, isso significa que o preço dos imóveis continuou a subir e o preço médio de venda por unidade também.

Com base nos dados do trimestre pode-se afirmar que o preço médio dos imóveis vendidos na capital saltou 16%, de R$ 316 mil no primeiro trimestre de 2011 para R$ 368 mil no primeiro trimestre de 2012. Como o número de metros quadrados cresceu muito pouco, houve não só aumento do valor médio da unidade vendida, como do metro quadrado em São Paulo.


Outra boa notícia é o fato de que o estoque de unidades (e mesmo em valores disponíveis) caiu em todos os meses do ano, após ter subido mais de nove mil unidades em 2011. Até o momento, as vendas superaram os lançamentos em 1.765 unidades e em R$ 800 milhões. Se o cenário permanecer assim, ao final do ano estaremos de novo em um bom período para o mercado imobiliário de novas unidades em São Paulo.

Esses dados do mercado de novos são relevantes pois antecipam tendências do mercado imobiliário como um todo, sinaliza a situação do mercado de crédito, a confiança do consumidor, além de antecederem os indicadores de lançamentos de atividade da indústria da construção civil.

Fonte: FECOMERCIO

Um comentário:

Carlos Wagner disse...

Kassia

Eu acho que quem está desinformada é voce.

Veja a noticia que saiu no OGLOBO de ontem, 20/05/2012:
http://oglobo.globo.com/imoveis/freio-nas-expectativas-rio-registra-queda-de-preco-de-imoveis-usados-4948960

Sabe quem é esse senhor vasconcelos? É o dono da patrimovel. Um dos responsaveis por inflar a bolha naquela cidade, mas como a agua começa a bater na bunda, ele prefere fritar quem acreditou nele pelos seus proprios interesses em continuar realizando negocios. Afinal, quem comprou ja saiu do mercado mesmo. Se vai ter valorização ou nao do ativo, ja nao é mais problema dele.

Isso aqui é Brasils sil sil...Alguem acreditou que poderia ser diferente?

Postar um comentário

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.

alert('Olá prazer em conhecê-lo!'); alert('Olá ' + comment.authorUrl + ', prazer em conhecê-lo!');