quarta-feira, 13 de junho de 2012

Bolha imobiliária onde? Preços de imóveis usados em SP sobem 14,5% no trimestre

Os imóveis usados ficaram mais caros no primeiro trimestre de 2012, após alta nas vendas no período. De acordo com pesquisa divulgada pelo Creci-SP (Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo), o preço dos imóveis usados subiu 14,5% no primeiros meses do ano, enquanto o índice de vendas subiu 14,9%, de 0,4192 para 0,5644 no mesmo período.

Bolha Imobiliária - São Paulo

"O comportamento dos dois mercados surpreende pela dimensão do crescimento registrado nesses três meses em que a economia entrou em marcha-a-ré, o que já puxou o PIB para um resultado pífio”, explicou o presidente do Creci-SP, José Augusto Viana Neto.


Os imóveis usados com valor superior a R$ 200 mil continuaram sendo os preferidos dos paulistanos no mês retrasado, com participação de 67,98% das vendas.

Preços

Considerando a faixa de preço abaixo de R$ 200 mil, que representou 32,02% dos imóveis vendidos na capital paulista, os mais procurados foram os de valor de R$ 181 mil a R$ 200 mil, com 8,7% da preferência, conforme tabela a seguir:


 Percentual de venda de imóveis
na capital paulista 
Valor do imóvel
(R$) 
Percentual
Até 40 mil0,79%
de 41 a 60 milnulo
de 61 a 80 milnulo
de 81 a 100 mil2,37%
de 101 a 120 mil3,56%
de 121 a 140 mil3,16%
de 141 a 160 mil7,91%
de 161 a 180 mil5,53%
de 181 a 200 mil8,70%
acima de 200 mil67,98%

Vendas

A maioria das vendas se deu com financiamento – 55,7% do total. As vendas à vista totalizaram 41,23%, enquanto que o pagamento parcelado pelos proprietários responderam por 2,63%, e os consórcios tiveram representação de 0,44%.

Conclusão

Para aqueles que estão esperando pelo milagre (estouro de bolhas) a notícia não é boa, evidentemente. Entretanto, ela reflete o que vem sendo defendido por este blog há muito tempo: que os preços dos imóveis brasileiros estão em níveis compatíveis com as atuais condições de crédito e de crescimento de renda.

Quem está esperando supostas bolhas estourarem e com isso reduzir os preços, porém, deve estar cada vez mais apreensivo, pois os preços continuam a subir em termos reais. Na realidade, quem está acreditando em estouro de bolha desde 2009 já deve estar muito arrependido, e os indicadores mostram que ficarão ainda mais, pois os preços dos imóveis no Brasil não vai parar de subir tão cedo.

Fonte: Infomoney

3 comentários:

Carlos Wagner disse...

Parou de tomar seu remedinho?

Você estava tão bem...Volte com os controlados já!

Kássia Tavares disse...

Explique isso então:

http://www.politicaeconomia.com/2012/06/bolha-que-nada-vendas-de-imoveis-novos.html

Carlos Wagner disse...

Simples.

Quem fez a pesquisa? SECOVI.

É como ver uma vaca na rua com uma placa pendurada onde se lê: "COMA FRANGO!".

Surpreende me você não ter senso critico para contestar isso.

Postar um comentário

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.

alert('Olá prazer em conhecê-lo!'); alert('Olá ' + comment.authorUrl + ', prazer em conhecê-lo!');