sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Mercado Imobiliário SP mostra crescimento de vendas e valorização em agosto de 2011

O SECOVI-SP divulgou hoje os dados relativos ao desempenho do mercado imobiliário na RMSP - Região Metropolitana de São Paulo em agosto. Os números mostram um cenário bastante promissor, com recuperação de vendas e de valorização em relação a 2010.

Mercado Imobiliário - São Paulo - Agosto - 2011

Em termos de lançamentos de imóveis, o gráfico abaixo mostra que o mercado vem se recuperado sistemativamente desde a eclosão da crise financeira internacional em 2008. O número total de lançamentos  ainda não atingiu o total de 2008, mas já é o segundo mais elevado de toda a série histórica.

Série Histórica - Lançamentos Imobiliários - São Paulo

Vendas

Em termos de vendas, os números totais ainda não atingiram os valores de 2010, tendo em vista que no acumulado de janeiro a agosto do ano passado foram vendidos na RMSP 41.722 imóveis, contra 33.803 imóveis em 2011.


Entretanto, quando se olham os dados mensais, o ano de 2011 vem se recuperando desde maio, momento em que as vendas mensais na região superaram a vendas no mesmo mês de 2010, o mesmo acontecendo com junho, julho e agosto.

Vendas mensais de imóveis - SP
Os valores de vendas acumulados também mostram que a diferença no total de vendas vem se reduzindo ao longo do ano, sobretudo após a recuperação do mercado desde maio de 2011, conforme mostrado no gráfico abaixo.

Vendas mensais de imóveis - SP

Valor Geral de Venda e Preço Médio de Venda

Apesar de, em termos globais, o mercado imobiliário de São Paulo em 2011 ainda não ter atingido o Valor Geral de Vendas de 2010, este indicador também vem melhorando. Em agosto de 2010, o VGV acumulado para o mercado de São Paulo era de R$ 12,2 bilhões de reais, enquanto até agosto de 2011, o VGV acumulado está em R$ 12,1 bilhões de reais. Entretanto, como o VGV em 2011 está quase no mesmo nível de 2010, mas as vendas são menores, o preço médio dos apartamentos subiu, em média, 25% quando comparados os dois períodos, conforme mostrado nos gráficos abaixo.

Preço médio de venda - imóveis SP

Preço médio de venda - imóveis SP

Valorização

Outro aspecto que se verifica quando se compara os valores de 2011 contra os de 2010 é a valorização imobiliária no período, conforme mostrado no gráfico abaixo. Observe que este indicador de valorização não é um indicador baseado em preços de anúncios, como o mostrado pelo FIPE-ZAP, mas um indicador que mostra a valorização em termos de negócios efetivamente fechados.

Valorização imobiliária - São Paulo

De qualquer forma, os valores médios de valorização mostrados acima estão em linha com a tendência apontada pelo FIPE-ZAP, o que evidencia a qualidade do indicador da USP.

Conclusão

O mercado imobiliário de São Paulo começou o ano muito fraco, com vendas quase 50% inferiores às de 2010, porém vem se recuperando gradativamente. Desde maio de 2011 que as vendas mensais já são superiores às dos mesmos meses de 2010, o que evidencia a força do mercado em São Paulo.

Além disso, os números de preço médio de venda mostra que a valorização imobiliária em São Paulo continua forte, tendo em vista que os preços médios de venda são, em média, 25% superiores aos mostrados no mesmo período de 2010 - uma boa notícia para os investidores do mercado.

Com informações [SECOVI-SP]

3 comentários:

Kleber disse...

KASSIA


O grafico #6 motra que os precos de agosto 2011 estao menores do que os de agosto 2010, que contraria a afirmacao de que a valorizacao continua.

Eu tambem acho que a curva de oferta nao e' bom sinal para o mercado nestas condicoes, uma vez que levara' a um inevitavel aumento de estoque.

Um grande abraco


Kleber S

Kássia Tavares disse...

Oi Kleber, o gráfico 6 mostra o Valor Médio de Venda. Se você observar o gráfico #3, observará que, em agosto de 2011, disparou a venda de aptos de 2qtos em SP. Subiu tb de 3 qtos, mas de 2 qtos pulou de 805 em agoto/2010 para 1514 em agosto de 2011. Então como vc tem uma maior proporção de aptos de 2q no mix, o valor médio de venda caiu em relação a agosto. Mas o VGV (valor geral de venda) aumentou (grafico #7), pois o mercado em SP está vendendo mais e com valores mais elevados (gráfico #8).

Um abraço,

Kassia

Kleber disse...

Esta e' uma estatistica perigosa, Katia. A venda de apartamentos menores provavelmente nao significa que a classe que normalmente os compra decidiu entrar de cabeca, mas sim que o pessoal do 3-quartos esta' fazendo downgrading. Por isso mesmo a queda do valor medio de compra e' significativa.

Um grande abraco

Kleber S.

Postar um comentário

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.

alert('Olá prazer em conhecê-lo!'); alert('Olá ' + comment.authorUrl + ', prazer em conhecê-lo!');