sábado, 17 de fevereiro de 2007

Desastre que é o sistema de saúde cubano

Em nosso artigo anterior (Saúde e Educação em Cuba: uma análise baseada em fatos) nos evidenciamos que a ineficiência da economia cubana impacta diretamente o sistema de saúde, tendo em vista que Cuba precisa recorrer a muito mais médicos e profissionais de saúde para obter resultados de saúde pública similares aos observados em outros países da América Latina.

sistema de saúde Cuba

Entretanto, recebemos questionamentos apontando que nossa conclusão estava errada, e que o fato de Cuba usar menos recursos financeiros que outros países e mesmo assim apresentar indicadores similares aos de outros países latino-americanos seria a prova da suposta eficiência do sistema de saúde cubano.

Entretanto, a hipótese de que o sistema de saúde cubano é eficiente cai quando se questiona onde estão empregados os recursos supostamente economizados? O fato é que Cuba gasta 7% do seu PIB com o sistema de saúde, e esse indicador é similar ao de outros países latino-americanos, e inferior ao dos EUA.

Agora uma questão importante, o PIB de Cuba, calculado pela PPP – Paridade do Poder de Compra, a o valor de US$ 37,24 bilhões de dólares. 

Agora vamos recorrer aos dados da ONS (Organização Mundial de Saúde) sobre os resultados de investimento percapita de Cuba. Os dados provém daqui. .

Portanto, se a lógica segundo a qual o sistema de saúde cubano é eficiente pois investe menos, então podemos concluir que que Costa Rica, Argentina e Chile também tem sistemas de saúde muito mais eficientes do que o dos EUA, simplesmente porque gastam menos por habitantes do que os EUA em saúde, porém apresentam resultados similares.

Evidentemente que isso é falso e falacioso. Na realidade, o que se observa é que existe uma correlação entre renda-percapta e gasto por saúde percapta. Se pegarmos países com resultados similares em Saúde verificamos que o gasto percapta em saúde sobre o pib percapta é igual a relação de gasto com saúde sobre o PIB.

gasto percapta    PIB Percapta   gasto/pib
EUA   US$ 6.621,43    USD 44.142,86  15%
Argentina US$ 1.149,70    USD 16.424,24    7%
Costa Rica US$ 566,16 US$ 8.088,00 7%
Cuba US$ 236,98 US$ 3.385,45 7%

A explicação para tal fenômeno é que a maior parte do gasto dos sistemas de Saúde é exatamente com a remuneração dos profissionais de Saúde. Portanto, países com baixos salários terão gasto menor, e países com altos salários, terão gastos maiores.

Então a pergunta que não quer calar se mantém: por qual motivo apóia-se Cuba se ela obtém resultados similares que outros países em Saúde, mas é uma ditadura personalista que assassina opositores, viola direitos humanos dos cidadãos cubanos?

Porque se idolatra tanto Cuba se Cuba é o país que paga os salários mais baixos da América Latina para seus cidadãos? Interessante que o médico cubano ganha US$ 250,00/ano e vive no país onde supostamente não existe exploração do homem pelo homem, e os coitados dos médicos explorados em outros países ganham em média 200 vezes mais.

Além disso, em decorrência da ineficiência da saúde em Cuba, nesse país socialista não existem anestesias e diversos outros remédios que obrigam os médicos cubanos promover amputações de membros por falta de medicamentos.

4 comentários:

Zig disse...

Estudando a economia global, percebemos cada vez mais nítidamente que o Neoliberalismo é o atalho mais curto para o caos social.
Por isso o querido Neo se equipa com os mais diversos meios de comunicação para anestesiar a opinião do cidadão.

Jorge disse...

Você só pode ser um demente

He-man disse...

Você deveria pesquisar um pouco mais? Seus fundamentos são fracos, sua comparação é totalmente equivocada.
Não é o salário do médico que pesa nos custos com a saúde, é a tecnologia usada.
As pessoas que precisam de algum tratamento caro, nos Estados Unidos, vão a falência, por que nem o Estado e nem os planos de saúde cobrem estes tratamentos, só pagando.
Nesse país, os pobres, velhos e veteranos de guerra, tem atendimento pior que o nosso. 50 milhões de americanos não teem nenhum tipo de assistência, morrem na rua. O SEGURO saúde é tão caro, que só 31% das empresas oferecem a seus funcionários.
Porque você acha que o nosso vice presidente não fica no hospital americano se tratando, vai e volta logo para o Brasil.
Vai ler mais um pouco, pesquisar

Anonymous disse...

meu bem a gente esta falando de Cuba e não dos Estados Unidos.

Postar um comentário

Observação: comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo, racista, homofóbico ou de teor neonazista ou fascista (e outras aberrações do tipo) serão apagados sem prévio aviso.

alert('Olá prazer em conhecê-lo!'); alert('Olá ' + comment.authorUrl + ', prazer em conhecê-lo!');